Pablo pede lisura em julgamento de Fagner: 'Outros merecem também'

Pablo pede lisura em julgamento de Fagner: 'Outros merecem também'

97 mil visualizações 101 comentários Comunicar erro

Pablo, em ação contra o Botafogo-SP na Arena

Pablo, em ação contra o Botafogo-SP na Arena

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O zagueiro Pablo foi escolhido para conceder entrevista coletiva na reapresentação do Corinthians, nesta terça-feira à tarde, no CT Joaquim Grava. Um dos pilares da equipe, o jogador não escapou de perguntas acerca do principal assunto do dia do Timão: a possibilidade de Fagner ser suspenso da final do Campeonato Paulista 2017já descartada, é bem verdade, pelo presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), Antonio Olim.

Sincero, o defensor lamentou o fato de apenas o lateral-direito estar na mira do tribunal. O camisa 3 não fez qualquer menção ao meia peruano Christian Cueva, que se envolveu no entrevero com Fagner durante o Majestoso do último domingo, mas pediu que outros atletas sejam enquadrados assim como o ala alvinegro.

“Se a gente for analisar o jogo, outros merecem ser julgados também. Mas frisaram o Fagner, estão em cima do Fagner. Eu analisaria o conjunto, tem outros jogadores que podem ser envolvidos nisso também, foi um jogo muito pegado. O futebol mudou, temos que saber nos adaptar a isso, tem uma câmera em cima, jogo pegado, tem que manter a cabeça no lugar”, disse Pablo, visivelmente desconfortável.

Questionado se havia sido agredido por algum são-paulino fora da disputa da bola, Pablo deu ainda mais indícios de que falava de Cueva. “Eu não. Mas dá pra falar de outros jogadores também. Estão botando o Fagner como agressor, só ele. Mas tem outros jogadores que poderiam ser citados. Vou ficar quieto agora”, pontuou.

A possibilidade de Fagner ser punido pelo TJD-SP diz respeito a uma troca de agressões envolvendo o corinthiano e Cueva no empate entre as equipes por 1 a 1 válido pela segunda e decisiva semifinal do Paulista, na Arena.

Em entrevista ao FOX Sports mais cedo, Olim informou que um possível julgamento de Fagner ocorrerá somente após os confrontos finais da competição estadual, o que impede o Corinthians de perder seu camisa 23 diante da Ponte Preta. “Ele é um jogador de Seleção, tem rodagem, experiência, ajuda muito a gente. Não perder ele vai ser de grande importância”, comemorou o zagueiro.

Corinthians e Ponte Preta decidem o título paulista a partir do próximo domingo, às 16h (de Brasília), em Campinas. Ex-jogador da equipe campineira, Pablo quer o Timão focado para surpreender os donos da casa.

“Sabemos a pressão que será lá. Mesmo não sendo final é difícil jogar no Moisés Lucarelli. Eu joguei lá, sei como é. Se entrar bem concentrado ajuda muito. O começo do jogo será de pressão, o torcedor deles gritando, mas temos que nos superar, manter a concentração lá em cima para evitar os gols”, concluiu.

Veja mais em: Pablo, Fagner e Majestoso.

Veja Mais:

  • Castán deixou o Corinthians após a conquista da Libertadores em 2012

    Corinthians pode selar retorno de Castán em reunião nesta segunda-feira

    ver detalhes
  • Parque São Jorge abriga jogos e até reunião do Conselho Deliberativo nesta semana

    Decisão no Sub-20, reunião do Conselho e jornada dupla do vôlei: a semana do Corinthians

    ver detalhes
  • Tem clássico! Timão e São Paulo decidem na terça vaga à semifinal da Copa RS

    Corinthians faz clássico contra São Paulo nas quartas da Copa RS

    ver detalhes
  • Rosenberg chamou Leila Pereira de 'imperadora' do Palmeiras e ironizou Allianz: 'Pneu deitado'

    Diretor do Corinthians ironiza Palmeiras e diz que 'Fiel não aceitaria imperadora'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes