Carille vê título do Corinthians como 'anormal' e elege destaque de campanha

Carille vê título do Corinthians como 'anormal' e elege destaque de campanha

88 mil visualizações 57 comentários Comunicar erro

Carille foi exaltado pelos jogadores no gramado de Itaquera

Carille foi exaltado pelos jogadores no gramado de Itaquera

Divulgação/Corinthians

Campeão pela primeira vez na carreira, o técnico Fábio Carille foi sincero ao descrever a sensação de erguer o troféu do Campeonato Paulista 2017, neste domingo, na Arena, diante da Ponte Preta. Auxiliar do Timão até o fim da temporada passada, quando foi convidado a suceder Oswaldo de Oliveira no comando da equipe, o discípulo de Tite disse não ser normal a conquista do estadual em tão pouco tempo de trabalho.

"O que acontece aqui não é normal, não. Nós sermos campeões não é normal. Vou ser sincero: não esperava. Esperava mais tempo, mais entendimento, só que a parte defensiva sobressaiu demais. Lembro que para chegar no título mundial de 2012 o time foi construído em 2010. São dois ou três anos. Na Europa é assim. É uma engrenagem. É esporte coletivo, não individual. Mas a necessidade de resultados rápidos obriga a algumas coisas que não concordo. Aqui deu tudo certo", disse Carille, que revelou o principal combustível do Corinthians ao longo do campeonato: a força do elenco.

"O grupo foi maravilhoso. Pode-se falar do Jô que fez os gols, mas todos colaboraram. O grupo, o elenco é o destaque do campeonato", frisou.

Embora extenuado, Carille já projetou o próximo compromisso do Corinthians: o duelo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana, contra a Universidad de Chile, quarta-feira, fora de casa. De acordo com Fábio, o trabalho será redobrado daqui em diante, tudo para evitar o relaxamento do elenco de atletas depois do título paulista.

"Vamos continuar igual. Muito feliz hoje, mas amanhã tem de preparar o time para quarta-feira. Não será fácil. Ainda mais por tudo, relaxamento natural. Temos de ir muito fortalecidos para quarta. Amanhã é colocar os pés no chão. Depois pensar na estreia do Brasileiro. Sobre reforços? Pode acontecer. Se chegar é para fortalecer. Senão, vamos continuar da mesma maneira. Quem chegar precisa entender que vamos precisar trabalhar muito", concluiu.

Veja mais em: Fábio Carille e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Elenco do Corinthians oscilou muito e chega com "patamares alterados" para 2019

    Do início ao fim: a trajetória do elenco do Corinthians durante o ano e como cada um chega para 2019

    ver detalhes
  • Mantuan será jogador da Ponte Preta em 2019

    Corinthians empresta volante Guilherme Mantuan à Ponte Preta

    ver detalhes
  • Desejado pelo Atlético-MG, Clayson quer ficar e retomar alto nível no Timão em 2019

    Clayson freia saída e faz Atlético-MG analisar outros corinthianos; acordo por Luan é mantido

    ver detalhes
  • Marciel está fora dos planos da comissão técnica do Corinthians para 2019

    Sem aval de Carille, Marciel não retorna ao Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes