Corinthians se programa para ir à França por Pablo e bate martelo: 'Não vamos perder jogadores'

Corinthians se programa para ir à França por Pablo e bate martelo: 'Não vamos perder jogadores'

Por Meu Timão

5.9 mil visualizações 52 comentários Comunicar erro

Titular do Timão, Pablo tem contrato de empréstimo somente até dezembro

Titular do Timão, Pablo tem contrato de empréstimo somente até dezembro

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Recém-campeão paulista, o Corinthians parece ter aprendido com seus erros no que diz respeito à negociação de atletas. A diretoria do Timão garante que nenhum jogador considerado importante para o técnico Fábio Carille será vendido em 2017, diferentemente do início da temporada passada, quando sofreu com as investidas do futebol chinês e se desfez de grande parte da equipe hexacampeã brasileira. A ideia, hoje, é justamente o contrário.

De acordo com Flávio Adauto, diretor de futebol do Corinthians, o clube não cederá em eventuais propostas por jogadores titulares. O dirigente também crê na permanência do zagueiro Pablo, eleito o melhor de sua posição no Campeonato Paulista. E a estratégia para adquirir o defensor em definitivo é simples: utilizar uma parcela dos direitos econômicos que o Timão detém pelo atacante Malcom, do Bordeaux, mesmo time com quem precisará conversar sobre o camisa 3.

"Pode ser através do Malcom. Temos 15%, e ele tem uma avaliação de mercado na Europa na faixa de € 40 milhões. Com 15%, teríamos € 6 milhões, mais do dobro do que precisamos pagar pelo Pablo. Estamos pensando em ir brevemente a Bordeaux para conversar. O torcedor pode ficar tranquilo, o Pablo não vai sair. Ele vai continuar no Corinthians", garantiu Adauto em entrevista ao site Globoesporte.com.

"Dá para garantir que titulares não vão sair, reservas imediatos também não e jogadores que o Carille quer também não. Só esses casos pontuais. Quando negociamos o Uendel, tínhamos uma projeção interna de que o titular seria o Guilherme Arana. Há toda uma programação, não está sendo feito nos joelhos", pontuou o mandatário.

Uma das preocupações do torcedor está ligada à boa fase de Guilherme Arana. Mesmo com apenas 20 anos, o lateral-esquerdo se destacou durante a campanha vitoriosa alvinegra no estadual e desperta interesse de clubes do exterior, como Inter de Milão. Adauto, porém, reitera o compromisso de evitar a precoce saída da prata da casa.

"Não vamos perder jogadores. Podem sair alguns? Essa é outra conversa. Você pode ter jogadores que não pensa em utilizar. Yago e Lucca estão na Ponte, Gustavo foi para o Bahia, Jean está no Vasco. Saídas pontuais, sim. Desmanche não faz parte do nosso vocabulário", afirmou Flávio, que citou ainda a permanência de Rodriguinho, alvo do futebol turco na pré-temporada.

"Eu diria para você claramente: nada assediado. Se eu tivesse sido procurado, não negaria. Não houve nenhuma procura, é a mais pura verdade. Também não vai adiantar procurar. No início do ano, fomos procurados (pelo Fenerbahçe) para levar o Rodriguinho. Eu disse que aqui não é armazém de secos e molhados. Em um primeiro momento, o Rodriguinho ficou chateado, mas não a questão não era com ele, mas com qualquer jogador. Eu sempre o coloco como exemplo, porque hoje ele está muito feliz", finalizou.

Veja mais em: Campeonato Paulista, Flávio Adauto, Diretoria do Corinthians, Mercado da bola e Pablo.

Veja Mais:

  • Corinthians jogou bem, mas não conseguiu sair vitorioso neste domingo

    Corinthians sofre gol impedido, reage no segundo tempo e fica no empate com o Internacional

    ver detalhes
  • Corinthians de Jair Ventura está em oitavo lugar no Brasileirão

    Corinthians 'volta uma casa' na classificação do Brasileirão, mas diminui distância para o G6

    ver detalhes
  • Danilo Avelar foi eleito o pior corinthiano em campo pela Fiel

    Novidade de Jair Ventura é enaltecida pela Fiel; lateral rouba cena e é eleito pior em campo

    ver detalhes
  • Mateus Vital fez bom jogo diante do Internacional neste domingo

    Análise: Corinthians reage após gol impedido e consegue empate contra o Internacional

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes