Gabriel lamenta 'primeira expulsão da carreira' e ausência em confronto direto

Gabriel lamenta 'primeira expulsão da carreira' e ausência em confronto direto

Por Meu Timão

Volante não poderá entrar em campo contra o Grêmio, no domingo

Volante não poderá entrar em campo contra o Grêmio, no domingo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Por anteceder o confronto direto contra o Grêmio na próxima rodada, os torcedores do Corinthians tinham alguns motivos para se preocupar na partida diante do Bahia, nesta quinta-feira. Isso porque Gabriel e Fagner entraram em campo pendurados e não podiam levar cartão amarelo. O volante, no entanto, foi além, e saiu de campo expulso no começo do segundo tempo.

"Primeira expulsão da minha carreira, estou bem chateado. Mas é vida que segue, feliz pela vitória da equipe. A segunda falta do cartão não foi nada, o juiz talvez estivesse tendencioso pela sequência. Todo mundo faz falta e ele deu cinco ou seis faltas do Jô, e eu não tinha feito isso. É difícil falar disso, de falta" lamentou o jogador na zona mista da Arena Corinthians.

"Claro que no segundo amarelo eu relei na bola e tem até imagens para provar isso, todo mundo viu. Mas agora é esfriar a cabeça e voltar para o próximo jogo depois do Grêmio com a corda toda e feliz", completou.

Leia também:
Líder Corinthians abre nove pontos de 'gordura' no G6; veja a classificação
Pablo ressalta foco no Corinthians e minimiza desfalque entre titulares contra o Grêmio

Na verdade, Gabriel já havia sido expulso pelo Corinthians, no clássico contra o Palmeiras pelo Campeonato Paulista, quando foi confundido por Maycon. Por conta do erro do árbitro Thiago Duarte Peixoto, o cartão vermelho foi anulado em julgamento. Apesar disso, também discorda da punição durante a vitória por 3 a 0 contra os baianos.

"Foram totalmente distintas. Em uma eu nem estava no lance, e esse eu estava. A primeira expulsão, que até voltou, foi uma vergonha, e nesse foi um erro. Então, faltou um pouco de capacidade dele ver o lance, não sei se ele estava bem posicionado, mas eu só toquei na bola, fiquei indignado. Mas agora é esfriar a cabeça e voltar melhor", afirmou.

Fora do confronto decisivo de domingo, restará a Gabriel torcer pelos seus companheiros. Apesar de saber da importância do duelo contra os gaúchos, o volante prega o que tem sido tônica do discurso dos comandados de Carille. O pensamento jogo a jogo parece um dos motivos pela boa campanha.

"Estamos guerreando na liderança com o Grêmio, mas ele não assumiu a liderança até agora porque nós não estamos deixando. Vai ser um grande jogo, mas se ganharmos lá, serão os mesmos três pontos de hoje. A gente realmente pensa jogo a jogo, nós não chegamos aqui e falamos por falar, realmente falamos o que pensamos"sintetizou Gabriel.

"Nem estávamos pensando no Grêmio hoje, e sim no Bahia, uma grande equipe. Agora sim, é total atenção para o Grêmio, porque sabemos que vai ser um grande jogo. É ir para fazer um bom jogo e seguir rumo à vitória", concluiu.

Veja mais em: Gabriel e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Vilson só deve retornar aos treinos em fevereiro do ano que vem

    Vilson passa por nova cirurgia no joelho e deve perder pré-temporada do Corinthians; veja foto

    ver detalhes
  • Assim como no Paulistão, Cássio será o escolhido para levantar a taça do Brasileiro

    Carille define qual jogador do Corinthians vai levantar a taça do Campeonato Brasileiro de 2017

    ver detalhes
  • Jô pode deixar o Corinthians ao fim da temporada

    Segundo jornalista, Jô pode deixar o Corinthians para atuar no futebol italiano

    ver detalhes
  • Plantel alvinegro tem dias de treino definidos para semana festiva

    Com folga dupla, Corinthians tem programação definida para semana de festa do título na Arena

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes