Cássio revela mensagem para Tite após classificação da Seleção à Copa do Mundo de 2018

Cássio revela mensagem para Tite após classificação da Seleção à Copa do Mundo de 2018

Por Meu Timão

Cássio e Tite trabalharam juntos no Corinthians nos anos de 2012, 2013 e 2015

Cássio e Tite trabalharam juntos no Corinthians nos anos de 2012, 2013 e 2015

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Um dos destaques do Corinthians na temporada de 2017, o goleiro Cássio vem, aos poucos, estreitando os laços com o técnico Tite. Em meio à possibilidade de ser convocado à Seleção Brasileira, o goleiro revelou ter mandado uma mensagem para o treinador no último mês de março, quando a equipe canarinha garantiu vaga na Copa do Mundo de 2018.

Leia também:
Tite confirma que Cássio está perto de ser convocado para a Seleção Brasileira
Com quatro pênaltis defendidos em 2017, Cássio iguala número de seus últimos três anos somados
Pablo se diz impressionado com dedicação de Romero e põe Cássio perto da Seleção
Preparador da Seleção, Taffarel acompanha Cássio de perto em treino do Corinthians

"Eu não tenho muito contato com ele (Tite), mas quando o Brasil conseguiu a classificação mandei uma mensagem parabenizando, porque a mudança com ele foi extraordinária. Primeira seleção a ir à Copa. Tenho de parabenizar. É preciso separar. Não mandei porque ele é treinador da seleção e quero ser convocado. Tem de reconhecer", declarou o camisa 12 do Corinthians, em entrevista publicada nesta terça-feira pelo portal Uol.

"Ele é um cara que me ajudou muito aqui no Corinthians, dentro e fora de campo. Me fez crescer. Ele também fez parte nessa mudança que eu tive. Quando ele me tirou (do time, em 2016), ele me falou que era difícil fazer aquilo e estava me ajudando, que não era sacanagem", completou.

Especificamente sobre seu "renascimento" com a camisa do Corinthians, Cássio admitiu que Tite estava certo ao substitui-lo por Walter no ano passado. O camisa 12 do Timão estava acima do peso e, após emagrecer na pré-temporada de 2017, reassumiu o posto de titular.

"Da maneira que eu saí, sinto que perdi a posição para mim mesmo porque eu acho que relaxei um pouco. Abaixei a guarda e não me cuidei fora de campo. Tite me mostrou porque eu tinha saído, foi bem claro. Ele falou que eu não estava saindo pela parte técnica, era por causa da parte física. Ele me mostrou e estava correto", explicou.

Os problemas vivenciados por Cássio em 2016 tiveram relação direta com a morte da avó, Dona Maria Luiza. Ela faleceu em maio do ano passado, poucos dias antes de o camisa 12 perder a titularidade no Corinthians.

"Confesso para vocês, a perda da minha vó foi muito forte para mim. Ela que me criou, eu chamava ela de mãe. Minha mãe eu chamo pelo nome. Minha falecida vó eu chamava de mãe. Para mim foi dolorido. Perdi minha vó e depois minha posição. Fiquei chateado. As primeiras semanas foram bem difíceis para mim, para aceitar. Mas coloquei a cabeça no lugar e continuei trabalhando", afirmou.

Veja mais em: Cássio e Tite.

Veja Mais:

  • Alessandro Nunes, Fábio Carille e Flavio Adauto estão unidos na busca por reforços para 2018

    Carille confirma conversas por contratações e vê com otimismo planejamento do Corinthians para 2018

    ver detalhes
  • Pré-temporada de 2018 teve início nesta semana para jogadores do Timão

    Corinthians se antecipa, e jogadores realizam exames cardiológicos para 2018

    ver detalhes
  • O GERENTE ENLOUQUECEU

    VÍDEO: O GERENTE ENLOUQUECEU

    ver detalhes
  • Carille conversou com técnico do Avaí sobre possível reforço do Corinthians para 2018

    [Marco Bello] Carille conversou com técnico do Avaí sobre possível reforço do Corinthians para 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes