Dispensado pelo rival, Pedrinho conta como 'cinco minutos' mudaram sua vida no Corinthians

Dispensado pelo rival, Pedrinho conta como 'cinco minutos' mudaram sua vida no Corinthians

Por Meu Timão

128 mil visualizações 89 comentários Comunicar erro

Foto de Pedrinho em seus primeiros passos no Corinthians

Foto de Pedrinho em seus primeiros passos no Corinthians

Divulgação

Hoje principal xodó da torcida do Corinthians no elenco profissional, Pedrinho por pouco não abandonou precocemente a carreira de jogador de futebol. Em entrevista concedida ao portal Uol na véspera da partida contra o Patriotas, na qual anotou seu primeiro gol pelo Timão, e publicada nesta sexta-feira, o jovem de 19 anos falou sobre sua dura trajetória nas categorias de base de Vitória e São Paulo antes de chegar ao Parque São Jorge.

"Fui dispensado pelo Vitória em fevereiro (de 2013), abri a virilha em março e fiquei dois meses sem jogar. Em maio fui para o São Paulo, fiquei uma semana lá. Treinei bem e no final me falaram que eu estava no mesmo nível dos caras de lá. E eles disseram que iriam preferir ficar com os de lá. Eu saí chorando muito, liguei para o meu pai e falei que não queria mais. Falei que era o pior ano da minha vida, que queria ir embora, que não dava mais", declarou.

Dispensado do São Paulo, Pedrinho decidiu voltar a Maceió, em Alagoas, onde mora sua família e seus amigos. O meia-atacante, contudo, foi convencido justamente pelos pais a persistir no sonho de se tornar jogador de futebol.

"Ele pediu para eu ficar tranquilo, que ia dar certo. Pediu para eu ficar aqui por mim e por eles. Falei com a minha mãe também. Eu esperava que eles falassem para eu voltar, mas não. Eles foram mais fortes que eu. Me disseram que precisavam de mim também, para eu correr atrás dos meus sonhos. A partir dali botei isso na cabeça. Eu precisava ajudar eles de alguma forma também", contou Pedrinho.

Pedrinho comemora seu primeiro gol como profissional

Pedrinho comemora seu primeiro gol como profissional

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Por intermédio de seu empresário, Pedrinho conseguiu participar de um teste na base do Corinthians, em amistoso disputado justamente contra o Vitória, seu ex-clube. Dez meninos que também participavam da peneira começaram jogando. Apenas o franzino alagoano ficou de fora, aguardando no banco de reservas por seus "cinco minutos".

"Quando o jogo estava rolando, prometi que ia embora depois que acabasse. Porque só eu estava fora, não aceitava. Faltando cinco minutos ele me colocou. No primeiro lance eu chutei e mandei na gaveta", lembrou.

"Comecei a me animar e ele deu mais cinco minutos. Fiz outro gol e ele falou que eu estava aprovado. Foi na semana do aniversário do meu pai. Liguei e contei para ele, que é corintiano fanático. Cinco minutos mudaram minha vida", sintetizou.

Pedrinho viveu seu auge nas categorias de base do Corinthians com o título da Copa São Paulo de Futebol Júnior no último mês de janeiro. O jovem acabou promovido por Fábio Carille e, na última quarta-feira, marcou seu primeiro com pelo profissional. Neste domingo, contra o Flamengo, pelo Brasileirão, deve receber chance ao menos no segundo tempo.

Avisem o Carille que bastam cinco minutos...

Veja mais em: Pedrinho.

Veja Mais:

  • Manoel foi anunciado pelo Corinthians na tarde desta quarta-feira

    Corinthians anuncia contratação de Manoel até o final da temporada

    ver detalhes
  • Frente da camisa corinthiana estava vaga desde primeiro semestre de 2017

    Corinthians fecha patrocínio máster e prepara anúncio nesta quinta-feira, diz colunista

    ver detalhes
  • Com dores no tornozelo, Sornoza foi retirado do treino desta quarta; Timão estreia domingo

    Sornoza sente e vira dúvida no Corinthians para estreia no Paulista; Romero participa de coletivo

    ver detalhes
  • Manoel acumulou duas taças importantes com a camisa do Cruzeiro

    Destaque na Copa-SP, melhor do Brasileiro e multicampeão: conheça Manoel, oitavo reforço do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes