'Mereço as porradas': jornalista assume que foi arrogante ao analisar efetivação de Carille

'Mereço as porradas': jornalista assume que foi arrogante ao analisar efetivação de Carille

Por Meu Timão

Rizek assumiu análise arrogante acerca de Carille feita no início de 2017

Rizek assumiu análise arrogante acerca de Carille feita no início de 2017

Foto: Reprodução/Twitter

A efetivação de Fábio Carille como técnico do Corinthians, anunciada pela diretoria em 22 de dezembro de 2016, levantou dúvidas de parte da imprensa. Afinal, tratava-se de um auxiliar sendo promovido a treinador logo após o fim de uma temporada irregular da equipe. Um dos jornalistas que criticaram de maneira veemente o hoje comandante alvinegro deu o braço a torcer nesse sábado.

Apresentador do canal SporTV, André Rizek usou seu perfil no Twitter para lamentar a forma como avaliou a decisão do Corinthians em efetivar Carille. Um vídeo contendo a declaração do jornalista acerca do assunto dada antes mesmo de o ex-assistente estrear como técnico viralizou nas redes sociais nos últimos dias.

"Nesse vídeo que viralizou... Mereço as porradas. A opinião ser ruim é o de menos. Mas a defendi de forma arrogante, 'dono da verdade'. Toma", escreveu Rizek. "Assistir a si mesmo sendo tão arrogante reforça como a gente, jornalista, tem de calçar sandálias da humildade todos os dias... Bom sábado!", concluiu o apresentador.

Leia também:
Coordenador do Cifut destaca uso de trabalho de análise no Corinthians de Fábio Carille
Em rede social, Jadson defende Giovanni Augusto e exige respeito; confira

Durante certa edição do programa Redação SporTV, Rizek chegou a comparar Carille, que mal havia dado início ao seu trabalho no Corinthians, com Rogério Ceni, então treinador do rival São Paulo que viria a ser demitido meses depois.

“Acho que o Rogério (Ceni) já mostra mais ideias, e ideias mais promissoras, do que o Carille no Corinthians (...). Eu não acredito que o Carille vá levar esse time do Corinthians a algum lugar, não acredito mesmo. Só que, já que efetivaram o homem lá, tem que dar um tempo para ele poder mostrar se tem alguma coisa ou não”, opinou André, que lembrou que Carille já comandara o Timão como interino em 2016 e, na avaliação dele, sem resultados expressivos.

“Desde o ano passado ele já mostrou que não estava pronto para dirigir um time desse tamanho. Só que o Corinthians efetivou o Carille porque não tinha outra opção, o Corinthians não queria efetivá-lo, efetivou sem nenhuma convicção. Acho que o Rogério Ceni vai virar um grande treinador. O Carille, eu tenho muitas dúvidas. No entanto, Mansur, para te agradar, acho que como o Corinthians efetivou o Carille, tem que ir com ele agora até o fim da temporada pra ver o que ele pode dar ao clube. Só que na minha opinião foi um erro brutal efetivar o Carille”.

Com Carille à beira do campo, o Corinthians foi campeão paulista de 2017, está invicto há 34 partidas (segunda maior sequência da história alvinegra) e lidera o Campeonato Brasileiro com oito pontos de vantagem sobre o vice Grêmio.

Veja mais em: Fábio Carille.

Veja Mais:

  • Renê Júnior, Zé Rafael e Juninho Capixaba: Corinthians de olho em trio do Bahia

    Novo presidente do Bahia é eleito, e Corinthians deve definir ao menos três negociações

    ver detalhes
  • Ronaldo não tem interesse em trabalhar com futebol no Brasil

    Ronaldo admite apoio a Andrés, mas nega vontade de assumir cargo no Corinthians

    ver detalhes
  • Meia pode ser envolvido em troca por jogadores do atual plantel alvinegro

    Segundo jornalista, Corinthians lidera briga com rivais paulistas por meia do Fluminense

    ver detalhes
  • 7 jogadores emprestados que podem voltar ao Corinthians em 2018

    VÍDEO: 7 jogadores emprestados que podem voltar ao Corinthians em 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes