Gabriel minimiza desfalques na defesa do Corinthians e projeta jogo diferente em Chapecó

Gabriel minimiza desfalques na defesa do Corinthians e projeta jogo diferente em Chapecó

Por Meu Timão

Gabriel destacou confiança do grupo no garoto Léo Santos

Gabriel destacou confiança do grupo no garoto Léo Santos

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Na quarta-feira, às 19h30, diante da Chapecoense, o Corinthians entra em campo tendo de provar sua capacidade de reação após perder para o Vitória, no sábado. Para o jogo, além da pressão pelo resultado, o time de Fábio Carille terá de lidar com desfalques, como o de Balbuena, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Para o volante Gabriel, no entanto, as ausências não devem fazer tanta diferença no desempenho alvinegro.

"Muda um pouco a característica de cada jogador. Mas quem entra, entra sabendo o que tem de fazer. Carille trabalha a linha defensiva com todos, em alguns jogos teve dois da linha que não jogou e a gente manteve a organização e postura. Não muda a organização da equipe. Todos vão mostrar seu valor", garantiu o volante, em coletiva concedida após o treino de reapresentação do elenco, na manhã desta segunda-feira.

Herdeiro da vaga deixada pelo paraguaio, o jovem Léo Santos fará sua estreia como titular do Corinthians na temporada. Apesar da pouca experiência, o garoto, tido como uma das principais promessas da base alvinegra, tem a confiança de todos os companheiros para desempenhar bom papel em Chapecó, mesmo ao lado de outro defensor novo - Pedro Henrique tem 21 anos.

"Os jogadores que entrarem em campo vão estar preparados, estão trabalhando, estão esperando uma oportunidade. Léo Santos fez gol contra a Ponte, entrou bem contra o Vitoria. Está preparado, apesar de faltar ritmo de jogo, o que é normal. E o Pedrão vem fazendo grandes partidas. Apesar de jovem, será uma defesa bem organizada. E terá o Fagner ali do lado, que é experiente, o Cássio", projetou Gabriel.

Leia também:
Desfalques, prováveis titulares... Corinthians se reapresenta de olho na Chapecoense
Pedrinho passa por cirurgia e fica fora do Corinthians por até dez dias
Fagner minimiza postura do Vitória e analisa derrota do Corinthians: 'Perdemos na hora certa'

Ao que tudo indica, a dupla de pratas da casa do Corinthians terá mais trabalho do que a defesa alvinegra teve no sábado. Ao contrário do Vitória, que se fechou em busca do contra-ataque, a expectativa do camisa 5 é que os donos da casa de lancem mais ao ataque. Caso sua previsão se confirme, o jogo também se distingue do que foi o confronto das equipes no primeiro turno, em Itaquera.

"Até pela Chapecoense jogar em casa e ter de propor o jogo pela condição que está na tabela, saíram da zona, mas é uma situação em que precisam do resultado em casa. Pode ser que a teoria do jogo mude um pouco desse jogo do Vitória. Mas estamos preparados para tudo: a Chape fechadinha ou vindo para uma pressão. Estamos preparados, com nível de concentração alto. A vitória é o objetivo", afirmou.

"A Chapecoense mudou uma peça ou outra do primeiro jogo, mas a proposta deles não mudou, um time de marcação e vigor físico. Vai ser um jogo brigado, pegado, uma disputa de território a todo momento. É o jogo que a gente gosta de jogar, vamos fazer um grande jogo", concluiu.

Veja mais em: Gabriel, Léo Santos e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Zé Rafael, de 24 anos, tem contrato com o Bahia até 2020

    Corinthians reforça interesse em Zé Rafael, mas tem de esperar até 9 de dezembro; entenda

    ver detalhes
  • Carille quer contar com seu reserva imediato em 2018

    Permanência de Walter é desejo de Carille, mas técnico já tem plano B em caso de saída

    ver detalhes
  • Na Série B do Brasileirão pelo Internacional, Leandro Damião entrou na mira do Timão

    Corinthians inicia sondagem sobre centroavante do Internacional

    ver detalhes
  • Timão monitorava situação de Roger, em fim de contrato no Botafogo

    Alvo do Corinthians, centroavante Roger fecha com clube gaúcho

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes