Joaquim Grava relembra construção do CT e valoriza participação de Ronaldo no projeto

Joaquim Grava relembra construção do CT e valoriza participação de Ronaldo no projeto

Por Meu Timão

Um dos profissionais com mais tempo de Corinthians, o médico Joaquim Grava foi o primeiro entrevistado do quadro "Personagens do CT", do canal oficial do clube - confira abaixo. A escolha é bastante justificável, afinal, é ele quem dá nome ao Centro de Treinamento alvinegro. Mais do que uma homenagem, o batismo da estrutura veio também como uma premiação por tudo que ele fez para possibilitar a obra.

"O CT começou em 2009. O Andrés queria ter o CT, chamou eu e o Antônio Carlos, na época. Com uma grande visão, ele viu a necessidade de se ter um Centro de Treinamento. Hoje é uma realidade, quem não tem o CT, enfrenta grandes problemas estruturais. A partir daí começou a construção dessa maravilha que todo mundo vê hoje. Deu muito trabalho, mas conseguimos. Com todo respeito a engenheiros e arquitetos, para você fazer uma estrutura dessa, você tem que viver o futebol, para saber a necessidade do que um Centro de Treinamento precisa", relembrou o médico.

"Foram três anos de construção. Nesse período, fiquei apenas 60 dias sem vir aqui, por conta de congressos. Valeu a pena. Foi um sacrifício muito grande, do Corinthians principalmente, o clube teve que fazer milagre para essa obra sair. A vinda do Ronaldo ajudou muito também, na visibilidade, não só nas ideias, na solicitação de parcerias", completou.

Leia também:
Demolição do tobogã é autorizada em processo de privatização do Pacaembu, antiga casa do Corinthians
Corinthians publica vídeo de filho de Pablo cantando hino; torcida cobra decisão do zagueiro
Rival do Corinthians na Sul-Americana dá exemplo raro de transparência após fechamento da janela

Não é novidade para ninguém a influência de Ronaldo na construção do Centro de Treinamento. Para o doutor, mais do que parceiros e as ideias coletadas dos melhores CTs do mundo, a participação do Fenômeno foi positiva pelo caráter e vontade do ex-centroavante.

"Sempre foi extremamente profissional. Não precisa nem falar isso, porque uma pessoa que teve as lesões que ele teve e voltou a jogar. O Ronaldo é uma pessoa muito bondosa. Aqui no CT, nas orientações, levava ele para ver projetos e ele ia com a maior vontade possível. Ele mudou a cara do Corinthians mundialmente, o clube ficou ainda mais conhecido", contou.

Como quem trabalha dia a dia no CT, Joaquim Grava pode afirmar mais do que ninguém o tamanho da importância da estrutura para o Corinthians. Para o médico, os resultados comprovam a eficiência e o quanto o investimento valeu a pena.

"Não é coincidência. Você vê as conquistas do Corinthians depois do CT, como é visto o clube no mundo. Ele era grande e hoje ele é muito maior", concluiu.

Confira a entrevista de Joaquim Grava na íntegra

Veja mais em: CT Joaquim Grava e Departamento Médico.

Veja Mais:

  • Fiel vai 'invadir' a Arena Corinthians no próximo fim de semana

    Torcida do Corinthians reserva todos os ingressos para jogo da taça

    ver detalhes
  • Meia cumpriria função que Carille deseja no Corinthians

    Segundo portal, Andrés negocia possível ida de Gustavo Scarpa ao Corinthians; candidato nega

    ver detalhes
  • Titular, Zeca foi campeão olímpico pela Seleção Brasileira, em 2016

    Corinthians estuda oferta ao lateral Zeca, diz portal

    ver detalhes
  • Depois de quase deixar o Timão no início do ano, Rodriguinho não pensa em sair

    Rodriguinho 'esquece' Europa e evita pensar em Seleção: 'Outros estão na minha frente'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes