Gabriel pede desculpas à torcida do São Paulo; Carille diz que chamará atenção do volante

Gabriel pede desculpas à torcida do São Paulo; Carille diz que chamará atenção do volante

Gabriel foi assunto no pós-jogo do Majestoso deste domingo

Gabriel foi assunto no pós-jogo do Majestoso deste domingo

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Além do gol de Clayson, uma provocação do volante Gabriel dirigida à torcida do São Paulo marcou o Majestoso disputado neste domingo, que terminou empatado em 1 a 1. Em entrevista na zona mista do estádio do Morumbi, o camisa 5 do Corinthians pediu desculpas pela atitude.

“Provocação acontece de todos os lados. Peço desculpas pelo gesto. No calor do jogo estávamos comemorando perto da torcida, eles vieram nos ofender, acabei retribuindo. Peço desculpas, espero ser desculpado e ponto final”, disse Gabriel.

Substituído no segundo tempo, Gabriel extrapolou ao celebrar a comemoração do gol do Corinthians. O volante, à beira do campo, fez um gesto obsceno na direção de torcedores são-paulinos que torciam atrás do banco de reservas do elenco alvinegro.

Leia também:
Clayson sobre o gol contra o São Paulo no Morumbi: 'Foi o mais importante da minha carreira'
Arana vibra com ponto conquistado pelo Corinthians; Fagner destaca segundo tempo

Questionado se a maneira hostil como a delegação do Corinthians foi recebida no Morumbi, com direito a pedradas e garrafas atiradas no ônibus, o volante foi direto: “Pedrada no ônibus, sempre acontece isso aqui no Morumbi. É uma coisa chata, são coisas do futebol e vida que segue semana que vem tem mais”, limitou-se.

Vem puxão de orelha por aí...

Fábio Carille chamará atenção de Gabriel pelo ocorrido. Durante entrevista coletiva, o treinador admitiu desconhecer o fato, mas que conversaria com o jogador. “Não vi e ainda não me passaram nada. Não tenho o que falar sobre isso, vou esperar. Se aconteceu, sim. Será chamada atenção na cobrança”, afirmou Carille.

O comandante alvinegro, contudo, condenou a relação do fato com a necessidade de jogadores de futebol serem exemplo à sociedade.

Mas chamar atenção de algo no Brasil, puta que p****! Nossa chegada aqui é sempre uma guerra. Desculpa pelo termo... Se quer dar exemplo no Brasil vamos fazer ao todo. Se for ver do lado de educação, melhoria, vamos pensar em tudo”, declarou.

“Agora, eu gosto que aconteça isso. Acorda ainda mais meu time. Lembro um episódio em 2009. Ronaldo falou assim: 'p***, são burros demais. Me acordaram'”, finalizou Carille.

Veja mais em: Gabriel, Majestoso e Fábio Carille.

Veja Mais:

  • Semana passada, chapa de Andrés Sanchez havia prometido duas mulheres na diretoria

    Conselheira é vetada da chapa de Andrés Sanchez no Corinthians e alega machismo: 'Fiquei sem chão'

    ver detalhes
  • Presidente vai definir na tarde desta quinta-feira a saída ou não de Flávio Adauto

    Reunião definirá situações de diretores dissidentes; contratações podem ser impactadas

    ver detalhes
  • Dentinho publicou fotos de 'poker alvinegro' nesta quarta-feira

    Dentinho publica fotos de 'poker alvinegro' com ex-goleiro do Corinthians e mesa personalizada

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez vai concorrer à presidência do Corinthians pela segunda vez

    Andrés Sanchez pode perder foro privilegiado se cumprir promessa de campanha no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes