Inspirado em Clayson, Corinthians tem três estratégias de contratação para 2018

Inspirado em Clayson, Corinthians tem três estratégias de contratação para 2018

Por Meu Timão

Clayson já é visto como aposta acertada do Corinthians

Clayson já é visto como aposta acertada do Corinthians

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O Corinthians já está se planejando para a temporada de 2018 e isso não é mais segredo para ninguém. Mais especificamente, conforme demonstrado em reportagem desta sexta-feira do portal Globoesporte.com, a diretoria já tem três estratégias definidas para contratações.

O ponto central e comum em todos os planos é o seguinte: gastar pouco! A situação financeira do clube está longe da zona de conforto. Assim, a comissão técnica já está avisada de que negócios mirabolantes não devem acontecer. Em outras palavras: nada de medalhões.

#1 - Apostas baratas

Inspirada em nomes como Luidy e principalmente Clayson, a diretoria já está com o radar ligado em busca de jogadores jovens, em clubes de segundo ou terceiro escalão, que chegariam ao Corinthians como aposta - e assim não custariam muito caro.

No caso de Clayson, que já é visto como candidato à titularidade na equipe de Fábio Carille, o Corinthians pagou R$ 3,5 milhões para tirar da Ponte Preta o jogador eleito revelação da última edição do Campeonato Paulista. Luidy, ex-CRB, chegou por R$ 1,2 milhão, mas ainda não vingou com a camisa alvinegra - está emprestado ao Figueirense até dezembro.

#2 - Fim de contrato

Outro perfil monitorado pelo Corinthians para a próxima janela de transferências é o de jogadores experientes cujos contratos estejam prestes a expirar. De tal forma, bastaria à diretoria negociar salários e o pagamento de luvas para assim contratar tais peças.

Jogadores como Júnior Dutra, do Avaí, e Roger, do Botafogo, são os exemplos mais claros desta estratégia corinthiana. Ambos foram sondados pelo Timão nas últimas semanas.

#3 - Vai uma troca aí?

Uma terceira saída encontrada pelo Corinthians para tentar contratar jogadores é a possibilidade de usar atletas do atual plantel como moedas de troca. Essa é vista como a única chance real de acertar com nomes mais valorizados no mercado da bola.

O caso mais palpável atualmente neste cenário é o de Zé Rafael. O meia do Bahia deve ser um dos nomes mais concorridos na próxima janela, haja vista já despertar interesse de Corinthians, Santos e Cruzeiro. O Timão vê como trunfo a possibilidade de envolver o lateral-esquerdo Moisés e o atacante Mendoza no negócio, abatendo assim parte do valor que terá de ser desembolsado para pagar a multa rescisória do jogador.

Veja mais em: Mercado da bola, Diretoria do Corinthians e Clayson.

Veja Mais:

  • Pablo não deve enfrentar o Atlético Mineiro no domingo

    [Marco Bello] Pablo não deve enfrentar o Atlético Mineiro no domingo

    ver detalhes
  • Corinthians anuncia uniforme especial para partida contra Atlético-MG

    Corinthians anuncia uniforme especial para partida contra Atlético-MG

    ver detalhes
  • Ralf ergueu troféu do hexa do Brasileirão antes de deixar Corinthians

    Ralf diz que não jogaria em rival do Corinthians, explica saída e opina sobre Gabriel

    ver detalhes
  • Pré-temporada de 2018 teve início nesta semana para jogadores do Timão

    Corinthians se antecipa, e jogadores realizam exames cardiológicos para 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes