Maltos repercute empate do Sub-17 e comenta primeiro jogo na Arena: 'Sonho de criança'

1.5 mil visualizações 14 comentários

Maltos foi pouco exigido diante do Vitória, nesta quarta-feira

Maltos foi pouco exigido diante do Vitória, nesta quarta-feira

Reprodução/TV

O Sub-17 do Corinthians empatou sem gols com o Vitória, na última quarta-feira, em partida que selou o primeiro confronto das quartas de final da Copa do Brasil da categoria. Ao fim do duelo, que aconteceu pela primeira na Arena de Itaquera, o goleiro Maltos conversou com a reportagem do Meu Timão na zona mista do estádio e repercutiu o resultado do embate, aproveitando para pontuar algumas situações adversas.

"O importante foi não ter tomado gol. A gente sabe que foi decisivo porque se tomarmos gol em casa é muito difícil reverter lá. A gente sentiu um pouco, a torcida, o gramado também não é o que a gente sempre joga, mas acho que a gente conseguiu fazer uma boa partida. Levar o resultado de 0 a 0 lá é mais fácil para conseguir a classificação para a semifinal", afirmou

No Timão desde 2015, Maltos, que é natural do Rio Grande do Sul, não escondeu que sua atuação diante do Grêmio, no embate de volta da oitavas de final da competição nacional, quando este defendeu quatro penalidades, deu confiança para que a equipe comandada pelo técnico Marcos Soares seguisse firme em busca pelo seu bicampeonato.

Leia também:
Corinthians afasta chance de renovação de parceria com Audax no futebol feminino para 2018
Marcos Soares comenta primeira partida do Sub-17 na Arena Corinthians: 'Estou bem lisonjeado'
Balbuena nega pressão e prega confiança do Corinthians para reta final do Brasileirão

"Deu confiança. Fazer uma partida daquela da confiança para o grupo, para mim. Foi importante ter feito aquilo para poder ir crescendo na competição e, graças a Deus, hoje foi muito importante não ter tomado gol para poder decidir o jogo fora de casa", contou.

Por fim, o arqueiro alvinegro comentou sobre a emoção de jogar pela primeira vez na história do Sub-17 na Arena Corinthians e a importância do apoio dos quase 12 mil torcedores que marcam presença na casa corinthiana.

"Sonho de criança, né. Acho que todo jogador sonha em jogar aqui, ainda mais com a casa lotada. A torcida está de parabéns, não tem o que falar. Foi tudo muito bom!", afirmou.

O jogo decisivo entre baianos e paulista no acontece no dia 1º de novembro, às 16h, no Barradão, em Salvador, Bahia. Neste sábado, no entanto, o Timãozinho encara o Red Bull, às 11h, no Estádio Alfredo Schürig, para buscar a classificação à semifinal do Campeonato Paulista. No duelo de ida do torneio estadual, as equipes empatara sem gols.

Veja mais em: Base do Corinthians.

Veja Mais:

  • Cássio chegou ao Corinthians em janeiro de 2012; Fagner, que subiu para a equipe profissional em 2006, retornou ao clube em 2014

    Corinthians tem conversas adiantadas para renovações com Cássio e Fagner; veja detalhes

    ver detalhes
  • Corinthians passa por reformulação no time de futsal

    Corinthians passa por reformulação no futsal e dez jogadores devem deixar a equipe para 2022

    ver detalhes
  • Fagner durante exame cardiológico na pré-temporada de 2019; exames visando 2022 já foram feitos, mas o clube optou por não divulgar imagens

    Corinthians realiza exames nos jogadores já de olho em 2022; clube optou por não divulgar

    ver detalhes
  • Corinthians tinha a chance de garantir o rebaixamento do Grêmio no último domingo

    Corinthians agora pode 'ajudar' o Grêmio a se salvar do rebaixamento para a Série B

    ver detalhes
  • Jogadores do Corinthians aplaudiram torcida no final da última partida em casa na temporada 2021

    Euforia em gol de Renato Augusto e ida à Libertadores marcam bastidores do empate do Corinthians

    ver detalhes
  • É por isso que Willian já assusta os rivais do Corinthians para 2022

    VÍDEO: É por isso que Willian já assusta os rivais do Corinthians para 2022

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x