Cobrança de ingresso no jogo do Sub-20 na Arena foi questão de segurança, explica diretor da base

12 mil visualizações 42 comentários Comunicar erro

No último domingo, cerca de seis mil torcedores pagaram para assistir ao Dérbi na Arena

No último domingo, cerca de seis mil torcedores pagaram para assistir ao Dérbi na Arena

Rafaela de Oliveira/Meu Timão

Na manhã do último domingo, o Sub-20 do Corinthians utilizou a Arena de Itaquera para enfrentar o Palmeiras, pelo Paulista. Quem acompanhou o duelo no estádio teve de desembolsar o valor de até R$30, mesmo tendo sido divulgado anteriormente que os portões seriam abertos à Fiel. A mudança, feita após a partida do Sub-17 ter recebido quase 12 mil torcedores sem nenhuma taxa, desapontou boa parte da torcida que pretendia acompanhar o Dérbi.

Em entrevista exclusiva à reportagem do Meu Timão, o diretor das categorias de base do clube, Carlos Nujud, afirmou que a segurança da torcida foi o fator decisivo para que a cobrança de ingressos acontecesse. Antes da bola rolar para o Sub-17, na última quarta-feira (25), houve tumulto entre torcedores e a Polícia Militar. A lentidão com que as revistas estavam sendo feitas foi o motivo. As catracas foram liberadas e o procedimento padrão foi suspenso.

'Para que nós não tivéssemos problema no jogo do Sub-20, nós fizemos uma cobrança simplesmente para que se desse segurança ao público. A arrecadação foi simbólica. Nós ficamos preocupados porque a estimativa era de um número de torcedores, e acabou extrapolando quatro, cinco vezes mais do que esperávamos no jogo do Sub-17', explicou.

Leia também: Corinthians muda política, cobra ingressos da base e do futsal e afasta torcida das arquibancadas

Por conta do alto número de torcedores, a Polícia Militar suspendeu a revista no primeiro  duelo do Sub-17 na Arena

Por conta do alto número de torcedores, a PM suspendeu a revista

Rafaela de Oliveira/Meu Timão

Arrecadação do confronto

Segundo informações do borderô - demonstrativo financeiro do jogo -, o valor arrecado com a venda dos bilhetes foi de R$ 88.916,00. Todos os gastos da Arena totalizaram R$ 84.527,70. Ainda que, segundo Nujud, a intenção do clube não tenha sido lucrar, houve um superavit de R$ 4.388,30. 'Nós não pusemos a mão no bolso, pelo contrário. A própria arrecadação custeou todo o jogo'.

Questionado acerca do valor de R$ 30.920,04 destinado ao serviço de orientadores, ainda conforme o documento, o dirigente, à frente das categorias inferiores alvinegras desde março, afirmou que o montante corresponde ao pagamento dos funcionários presentes na data, incluindo o ofício de segurança.

'Orientadores é o pessoal que fica distribuído no estádio. Foram muitas pessoas, muita gente envolvida no jogo. Esse número deve ter sido rateado em todos os profissionais que trabalharam na ocasião. Porque essa é a estrutura da própria Arena. Deve ser do pessoal que fica nos banheiros, nos elevadores, tem muitos funcionários. Mas esse é o custo da própria Arena. Não é um problema nosso, é o custo administrativo do pessoal que trabalhou no estádio', garantiu.

Por fim, o ex-diretor de futebol do Corinthians, que atuou na função entre os anos de 1998 e 2000, falou sobre a experiência dos corinthianos do Timãozinho na Arena de Itaquera, reiterando que a ideia inicial era abrir os portões à Fiel.

'A nossa preocupação não foi nem quanto arrecadação, e sim em dar aos garotos a condição de jogar na Arena. A preocupação não foi dinheiro. A intenção era não cobrar nenhum dos dois jogos. Porque nossa preocupação era dar ao nosso torcedor a condição de estar no estádio. A cobrança foi por uma questão de segurança', finalizou.

Veja mais em: Base do Corinthians, Corinthians Sub-20, Diretoria do Corinthians, Arena Corinthians e Dérbi.

Veja Mais:

  • Declarações de Carille não estão sendo bem recebidas pelo ambiente do Corinthians

    Declarações de Carille são vistas como 'desnecessárias' e incomodam ambiente no Corinthians

    ver detalhes
  • Ramiro foi disparado o corinthiano que mais falou e gesticulou no treino desta segunda

    Janderson e Régis goleadores, Ramiro líder: reservas treinam forte por reabilitação no Corinthians

    ver detalhes
  • Ralf foi único jogador entre aqueles hoje considerados titulares que treinou com bola nesta segunda

    Sem punição, Ralf volta ao Corinthians e deve ser opção para Carille quarta-feira

    ver detalhes
  • Fábio Carille chegou ao campo já durante o treino e junto com os dirigentes do clube

    Carille tem participação discreta na reapresentação do Corinthians pós-derrota no Majestoso

    ver detalhes
  • Corinthians tem decisão no Paulista e estreia no NBB nessa semana

    Volta à Arena, decisões no basquete e no futsal e Libertadores: a agenda do Corinthians na semana

    ver detalhes
  • Sornoza e Pedrinho podem retornar ao Corinthians para o jogo de quarta-feira

    Corinthians deve ter trio de volta para a partida contra o Goiás

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: