Gesto obsceno, cabeçada... Jogadores do Flamengo brigam, Jô pede expulsão de ambos e não é atendido

Gesto obsceno, cabeçada... Jogadores do Flamengo brigam, Jô pede expulsão de ambos e não é atendido

Por Meu Timão

Felipe Vizeu fazendo gesto obsceno para companheiro após marcar gol

Felipe Vizeu fazendo gesto obsceno para companheiro após marcar gol

Foto: Reprodução/TV

Uma das regras do futebol profissional é clara: jogadores da mesma equipe não podem chegar às vias de fato numa discussão. Caso isso aconteça, o árbitro tem como obrigação expulsar os envolvidos. E foi isso que não ocorreu com Felipe Vizeu e Rhodolfo, do Flamengo, no jogo contra o Corinthians na tarde deste domingo, na Ilha do Urubu.

Atacante e zagueiro cariocas discutiram e chegaram a fazer movimento de cabeçada um contra o outro (veja vídeo abaixo). Vizeu foi além: na sequência da discussão/briga, o jovem atacante marcou o terceiro gol da equipe, olhou para a zaga e mostrou o dedo do meio para o companheiro.

Porém, nem cabeçada nem gesto obsceno foram analisadas de forma ruim por Wagner Reway (árbitro), Eduardo Goncalves da Cruz (assistente 1) e Fabio Rodrigo Rubinho (assistente 2). Os dois não foram expulsos, para a bronca de Jô. O atacante do Corinthians chegou a lembrar os árbitros da necessidade de cartão vermelho, mas não foi atendido pelo trio do Mato Grosso do Sul.

Veja mais em: Erros de arbitragem, Campeonato Brasileiro e .

Veja Mais:

  • Monster Jam agitou Itaquera nesse sábado

    Primeiro Monster Jam no Brasil leva mais de 30 mil pessoas à Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Crislan pertence ao Braga, mas jogou no Vegalta Sendai por empréstimo

    Em alta no Japão, atacante despista sobre sondagem do Corinthians

    ver detalhes
  • Carille acredita em crescimento de Marquinhos Gabriel na próxima temporada

    Após sondagens, Corinthians e Marquinhos Gabriel negam possibilidade de empréstimo para 2018

    ver detalhes
  • Em meio à Fiel, Carille ergue a taça do hepta

    Como ganhar na loteria! 'Campeão de tudo' em 2018 levará R$ 144 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes