Cássio explica 'receita' para ir à Copa do Mundo e já pensa no time do Corinthians para 2018

1.9 mil visualizações 22 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Cássio quer mais títulos pelo Corinthians em 2018

Cássio quer mais títulos pelo Corinthians em 2018

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Vivendo um de seus grandes momento na meta do Corinthians, Cássio se prepara para o último jogo da temporada, no domingo, contra o Sport. Apesar de ainda ter essa partida pela frente, a cabeça do arqueiro já pensa em 2018, ano de Copa do Mundo. Presente nas últimas três convocações de Tite, o goleiro acredita saber o caminho para carimbar seu nome entre os jogadores que vão representar o Brasil na Rússia.

“Vou trabalhar muito para ir numa Copa do Mundo. O que me levou para a seleção é o desempenho na minha equipe. Não posso me iludir porque venho sendo convocado. Precisarei trabalhar muito, começar bem a próxima temporada e, se for a vontade do Tite, continuar fazendo parte das próximas convocações”, disse, em entrevista ao Jornal O Liberal, durante visita à escolinha de futebol Camisa 1, em Americana-SP, nesta quarta-feira.

Leia também: Pedro Henrique comenta começo na base, apelido de 'risadinha' no CT e conselho de Mano Menezes

Antes de pensar em Copa, porém, Cássio sabe que precisa ir bem no Corinthians. Para isso, espera que a equipe faça uma temporada ainda melhor, não interessando chegadas ou saídas de jogadores. Para o arqueiro, o importante é seguir trabalhando forte.

"Não podemos estagnar e achar que da mesma maneira vamos ganhar os campeonatos, temos que evoluir sempre, porque as outras equipes também vão pensar em crescer. Neste fim de ano não sei ainda quem vai ficar, quem vai sair e quem vai chegar. Meu foco é terminar bem o Brasileiro, descansar nas férias e trabalhar forte a partir de janeiro", afirmou.

Leia também:
Clayson lembra luta por adaptação e valoriza apoio da torcida em má fase do Corinthians
Mãe de lateral do São Paulo ironiza possível negociação com Corinthians: 'Prefiro morrer'

Com a chance de disputar a maior competição de seleções do mundo batendo a sua porta e tantos garotos a seu redor, Cássio não conseguiu fugir das lembranças do início de carreira. Hoje campeão de tudo, o camisa 12 teve de dividir a rotina de trabalhos em uma lavação com o sonho de ser jogador.

“A energia é muito legal, é gratificante a sensação de se ver como um menino de novo. Falei para as crianças que eu saí de casa com 13 anos com o sonho de ser goleiro, e naquela época nem existia um projeto como esses ou treinadores de goleiros nas escolinhas. Com 10 anos eu trabalhava na lavagem de carros do meu tio, nos intervalos ia treinar sem luva, sem nada. Mas treinava com a mesma alegria que esses garotos aqui. Tem que querer", finalizou.

Veja mais em: Cássio e Heptacampeonato brasileiro.

Veja Mais:

  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Corinthians nunca havia perdido um jogo em que saiu na frente do adversário na Arena

    Após 184 jogos, Corinthians leva a primeira virada jogando na Arena

    ver detalhes
  • Corinthians foi superior, mas não soube converter suas chances em gol em Joinville

    Com briga no fim e vacilos, Corinthians sai atrás nas quartas da Liga Futsal

    ver detalhes
  • Com apenas 5,6, o volante Ralf foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Torcida do Corinthians poupa Ralf em noite de médias extremamente baixas; reserva é o pior em campo

    ver detalhes
  • Jogadoras do Corinthians Feminino se classificaram em primeiro lugar para as quartas de final

    Corinthians conhece adversário das quartas de final da Libertadores Feminina; saiba os detalhes

    ver detalhes
  • Carille foi alvo de críticas da Fiel após a derrota para o Cruzeiro

    Fim da paciência com Carille, erros de arbitragem e Corinthians 'em queda'; veja repercussão da Fiel

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: