Lance a lance, Corinthians recorda título no Campeonato Brasileiro de 1990 no Twitter

Lance a lance, Corinthians recorda título no Campeonato Brasileiro de 1990 no Twitter

Por Meu Timão

No aniversário de 27 anos de seu primeiro título no Campeonato Brasileiro, neste sábado, o Corinthians inovou em sua comemoração nas redes sociais. Assim como realizado para a conquista do Mundial de Clubes de 2012, que completa cinco anos neste 16 de dezembro, a equipe alvinegra utilizou seu perfil no Twitter para reviver a conquista lance a lance. A retrospectiva também contou com depoimentos dos ídolos Ronaldo Giovanelli e Marcio, que foram titulares na finalíssima de 1990.

O título nacional foi conquistado em uma final contra o São Paulo, no estádio do Morumbi, casa do rival. O Corinthians obteve duas vitórias por 1 a 0 nas partidas decisivas. A finalíssima contou com gol histórico de Tupãzinho, que garantiu a taça ao Timão. Ao contrário de edições anteriores do Brasileirão, o Timão entrou naquela competição desacreditado. Sem grande elenco, a equipe inclusive iniciou o campeonato com duas derrotas.

"Na verdade, no primeiro jogo o São Paulo tinha a vantagem, de dois empate. Nós revertemos isso no segundo jogo, com um gol do Wilson Mano, e depois no segundo jogo a expectativa era muito grande. Morumbi com 110 mil pessoas, uma ansiedade muito grande. O time do São Paulo era difícil. A princípio o jogo em si foi muito pegado, marcado, exigiu muito, tanto para os jogadores que estavam em campo como para o próprio treinador. Mas a gente conseguiu se superar", relembrou Marcio, que hoje atua como observador técnico do Corinthians.

Leia também:
Ao lado de três brasileiros, Corinthians deve ser cabeça de chave na Libertadores de 2018
Grêmio cai, e Corinthians segue sendo último sul-americano campeão do Mundial da Fifa

"Em uma jogada maravilhosa do Fabinho e o gol do Tupãzinho, aí consagrou a nossa equipe. Uma equipe totalmente desacreditada, mas que chegou ao título. O primeiro título brasileiro. Por incrível que pareça a bola terminou na minha mão, né. Eu peguei a bola, entreguei para o Edmundo de Lima Filho, que era o árbitro, e ele encerrou a partida. Até hoje fica que aquele momento passou muito rápido, não cai a ficha. Foi uma conquista com muito suor, muito trabalho e dedicação de todos os atletas e a comissão técnica", completou.

Antes do gol da vitória de Tupãzinho, realizado aos dez minutos do segundo tempo da final, a equipe do Corinthians teve uma conversa especial com o técnico Nelson Batista. Segundo o ex-goleiro Ronaldo Giovanelli, a meta traçada pelo treinador naquele momento foi simples: deixar uma marca na história do Timão.

Leia também:
Alessandro, sobre final contra Chelsea: 'Não tínhamos medo'
Em entrevista ao Corinthians, Carille lembra conquista do Mundial de 2012

"Falar de 1990 é fácil. Tivemos a mão do Nelsinho Batista ali, onde ele sempre se preocupou, principalmente no intervalo da partida, ele esqueceu a tática, a técnica, tudo e colocou o que nós devíamos fazer, que era colocar nosso nome na história do clube. [...] Tivemos um comandante atuante, que foi Nelsinho Batista, eu tive um preparador de goleiros também, um mestre, Agnaldo Moreira", relembrou o ex-goleiro.

"Acho que foi do carinho de saber realmente o momento do Corinthians, de colocar o nome na história. [...] Foi simples: a tática foi escrever o nome na história. Fora o que já havíamos colocado dentro do campeonato, que foi muita garra, né. Nosso time era um time de garra, com jogadores que tinham amor a camisa.[...] Foi o primeiro de muitos pelo jeito, mas foi um momento especial para todos nós que fizemos parte deste 1990", finalizou Ronaldo.

Depois do título de 1990, o Corinthians viria a conquistar o Brasileirão em outras seis oportunidades: 1998, 1999, 2005, 2011, 2015 e, por fim, 2017.

Confira alguns tweets do Corinthians

Veja mais em: Títulos do Corinthians, Heptacampeonato brasileiro, Campeonato Brasileiro e Ídolos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Emerson Sheik é esperado no CT do Corinthians na parte da tarde

    Zagueiro vai ao CT do Corinthians; Sheik e Matheus Vital são esperados no período da tarde

    ver detalhes
  • Na noite desta terça-feira, só a vitória importa ao Sub-20 do Timãozinho

    Tudo ou nada! Invicto, Corinthians mede força com Avaí pelas oitavas de final da Copinha

    ver detalhes
  • Henrique Dourado ainda pode reforçar Corinthians em 2018

    'Caso Gilberto' e atrito político: por que Corinthians ainda pode contratar Henrique Dourado

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini não poderá concorrer na eleição de fevereiro

    Citadini tem candidatura à presidência do Corinthians impugnada

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes