Confiante em vitória na eleição, Romeu Tuma Jr quer fornecedora fora do Corinthians

57 mil visualizações 106 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Romeu Tuma Jr. questionou renovação de contrato com a Nike

Romeu Tuma Jr. questionou renovação de contrato com a Nike

Meu Timão/Larissa Lima

O Corinthians já tem tudo definido para a eleição presidencial, que acontece no dia 3 de fevereiro. São cinco candidatos ao cargo máximo do clube e, se depender de Romeu Tuma Jr, esse número não vai mudar. Isso porque o presidenciável, confiante na vitória, nega qualquer chance de desistir da candidatura agora.

"Não há hipótese de desistir no caminho, a não ser que a comissão evidentemente não tome providências que tem que tomar depois do que a gente assistiu dessa compra de votos. Dia 3 de fevereiro vou estar lá, até porque tenho quase absoluta certeza que vou ganhar a eleição. O único que representa mudança efetiva sou eu", disse, em entrevista ao UOL Esporte.

"Lançam candidaturas para negociar vice-presidências e me procuraram para a mesma coisa. Teve candidato a vice que me procurou para negociar cargo, não aceitei e ele foi ser vice de outro. Falam que vou ser candidato a deputado, é bochicho", completou.

Leia também: Em sorteio da Libertadores, Roberto de Andrade lista quatro contratações para Corinthians

Já pensando em possíveis mudanças para seu mandato em caso de eleição, Tuma Jr tem alguns objetivos bem definidos. Um deles ganhou contornos mais complicados nos últimos dias. O candidato tem a intenção de acabar com o contrato de fornecimento de material esportivo que o clube tem com a Nike. A dificuldade, porém, é que o vínculo foi renovado há poucos dias - o novo acordo vai até 2029.

"Fizeram agora, ao fechar das portas, uma prorrogação com a Nike para 2029, para fechar o caixa. A Nike está sendo investigada pelo FBI e vou usar isso para quebrar o contrato, se precisar. Está investigada no mundo inteiro por propina. No orçamento, teve um apontamento de que gastou R$ 5 milhões e alguns quebrados pagando a Nike. É a nossa fornecedora. Como eu pago para quem fornece? Tem algo errado", afirmou.

Leia também:
Corinthians e Nike renovam parceria até 2029; clube recebe bolada de luvas
Corinthians anuncia renovação de patrocínio; marketing prevê 'boas novidades'

A intenção do presidenciável, no entanto, não é trocar de fornecedor. O dirigente enxerga a possibilidade do próprio Corinthians arcar com a distribuição das camisas, comercializando-as com preço acessível e abastecendo todas as modalidades do clube.

"Já fui estudar, buscar informação. A Nike paga 7 dólares na camisa na China e aqui o nosso torcedor paga R$ 400. Você acha que o Corinthians, com diretoria independente, não pode ir no fornecedor na China e comprar diretamente o uniforme? Compra 1 milhão de camisas e dá uniforme para todas modalidades. No Corinthians, se o atleta de tênis disputa competição, o de remo, precisa pagar o uniforme e paga para viajar. Podemos abastecer as lojas, vender por preço acessível e combater pirataria", concluiu.

Veja mais em: Eleições no Corinthians.

Veja Mais:

  • Marllon deve formar dupla com Bruno Méndez no embate com o Cruzeiro no sábado

    Corinthians se reapresenta, e Carille prepara zaga reserva para jogo contra o Cruzeiro

    ver detalhes
  • Corinthians não conseguiu forçar terceiro jogo final no torneio estadual

    Corinthians perde força nos dois últimos quartos e fica com o vice do Paulista de Basquete

    ver detalhes
  • Jogador tem passagens pela Seleção Brasileira

    Zagueiro com passagem pela Seleção Brasileira diz que sonha em jogar no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcedor foi agredido em frente à sub-sede da Torcida Jovem por passar pelo local com camisa do Corinthians

    Torcedor do Corinthians é agredido por integrantes de organizada do Santos

    ver detalhes
  • Vic Albuquerque durante comemoração do primeiro gol da vitória corinthiana

    Corinthians supera colombianas na Libertadores Feminina e encaminha vaga para próxima fase

    ver detalhes
  • Momento em que Dudu, do Goiás, toca na bola com o braço

    'Zerado' no primeiro semestre, Corinthians chega ao quarto pênalti em 2019; veja curiosidades

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: