Roberto de Andrade diz que parte de verbas por Jô e Nike será usada para abater dívidas

10 mil visualizações 172 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Na reta final do mandato, Andrade tenta reforçar elenco corinthiano para 2018

Na reta final do mandato, Andrade tenta reforçar elenco corinthiano para 2018

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Engana-se quem pensa que o Corinthians utilizará o valor total referente à venda de Jô para o Nagoya Grampus, do Japão, com contratações para a temporada de 2018. Em entrevista ao blog do Jorge Nicola publicada nesta quarta-feira, o presidente do Timão, Roberto de Andrade, avisou que utilizará parte desse dinheiro e do obtido com a renovação com a Nike para quitar dívidas do clube.

Não vou gastar todo o dinheiro do Jô e da Nike com contratação. Pode esquecer essa possibilidade”, disse Roberto de Andrade.

Leia também:
Corinthians se reapresenta com carência ou problema a resolver em todos os setores do campo
Com Corinthians interessado, janela brasileira para contratações internacionais abre em oito dias

A proposta do Nagoya Grampus por Jô, já aceita, é de 11 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões). Como detinha 100% dos direitos econômicos do centroavante – anunciado pelo clube japonês na noite dessa terça-feira –, o Corinthians receberá algo próximo disso.

Já a renovação por mais quatro temporadas entre Corinthians e Nike, firmada em meados de dezembro, renderá R$ 25 milhões em luvas aos cofres alvinegros. Segundo Andrade, o clube possui em torno de R$ 20 milhões em dívidas atrasadas, que deverão ser pagas com os montantes adquiridos neste início de 2018.

“Difícil precisar (quanto o Timão receberá por Jô), porque tem impostos, uma parte que usaremos para quitar pendências. Mas é um bom dinheiro. E não dava para não vender o Jô, até por ele. Será o último grande contrato da carreira de um cara que foi fora de série com a gente”, explicou, antes de dar um panorama das contas a pagar:

“É pouca coisa. Algo em torno de R$ 20 milhões”, revelou. “Tem de tudo. Compra de direitos econômicos, luvas, comissões, um pouco de coisas relacionadas à base...”, acrescentou.

Presidente apenas até 3 de fevereiro, data do próximo pleito, Andrade acredita que seu futuro sucessor encontrará um Corinthians fortalecido financeiramente. Ele entende que, em comparação a 2015, quando ocupou o lugar de Mário Gobbi, o clube avançou neste sentido.

“Vai assumir um clube com algumas pendências, mas longe de uma situação desesperadora. O Corinthians está mais tranquilo hoje do que quando eu assumi. E isso não é demérito do Mário Gobbi, que me antecedeu. Acontece que o clube vinha empurrando dívidas e mais dívidas há uns 50 anos e só começou a pagá-las nos últimos anos.”

Veja mais em: , Mercado da bola, Diretoria do Corinthians e Roberto de Andrade.

Veja Mais:

  • Corinthians e Cruzeiro se enfrentam neste sábado, na Arena

    Corinthians recebe Cruzeiro para tentar reencontrar caminho das vitórias no Brasileirão; saiba tudo

    ver detalhes
  • Cássio, Manoel e Gil não ficam à disposição de Fábio Carille contra o Cruzeiro

    Com três desfalques, Corinthians divulga relacionados para duelo com Cruzeiro; veja provável time

    ver detalhes
  • Fábio Carille reclamou de dores no joelho esquerdo recentemente

    Carille vai passar por procedimento no joelho e vira 'desfalque' para o Corinthians

    ver detalhes
  • Escudo revelado nesta sexta-feira apareceu em livro de 2011 (canto inferior esquerdo)

    Escudo do Corinthians 'descoberto' nesta sexta-feira apareceu em livro de 2011; entenda

    ver detalhes
  • Urso apareceu em campo pela primeira vez desde que lesionou a coxa direita

    Júnior Urso volta a treinar em campo e se aproxima de retorno ao Corinthians

    ver detalhes
  • Atacante agradou e fica para a Copinha

    Corinthians prorroga empréstimo de atacante paraguaio do time Sub-20

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: