Negociação de meia com Corinthians se torna estopim de barraco político do Vasco

Negociação de meia com Corinthians se torna estopim de barraco político do Vasco

Por Meu Timão

Julio Brant é o provável sucessor de Eurico Miranda na presidência do Vasco

Julio Brant é o provável sucessor de Eurico Miranda na presidência do Vasco

Foto: Divulgação

A negociação do meia Mateus Vital com o Corinthians se tornou uma espécie de estopim da grave crise política que chacoalha o Vasco da Gama neste início de 2018. Poucas horas após a divulgação da notícia de que o jovem de 19 anos está a caminho do Timão, o provável novo presidente do clube carioca convocou uma coletiva de imprensa às pressas.

Leia também:
Mateus Vital realiza exames e fica perto de se tornar reforço do Corinthians
Torcedores do Vasco se desesperam nas redes sociais após acerto de meia com Corinthians; veja

O intuito de Julio Brant, que deve assumir na segunda quinzena de janeiro a cadeira ocupada atualmente por Eurico Miranda, foi denunciar aos jornalistas uma suposta manobra que vem sendo feita pelo atual mandatário vascaíno no mercado da bola. O folclórico cartola estaria desmontando o elenco do Vasco para entregar assim uma "bomba" ao sucessor.

"Estamos vendo venda de jogadores. Empresários estão sendo chamados para aumentar o salário dos jogadores da base por valores fora de mercado. Mostra o quão maldosa é a intenção. A preocupação não é pelo Vasco. Mas vamos trabalhar para reverter isso. Qualquer negociação vil, claramente prejudicial, será revertida", declarou Brant, se referindo não apenas à transferência de Vital ao Corinthians mas também aos casos de Madson (rumo ao Grêmio), Anderson Martins (São Paulo) e Paulinho (Porto-POR).

"Fica o recado para os empresários e os gestores de empresas que fazem negociações com o clube num momento como esse. É até antiético você fazer negociações deste tipo, desta monta, na situação que o clube vive hoje. Qualquer um que tenha ética se negaria a fazer", completou.

Na prática, o que acontece em São Januário é uma conturbada "passagem de bastão" de uma gestão para outra. O Corinthians, por exemplo, também vive período eleitoral, mas não vem enfrentando esse tipo de problema - Roberto de Andrade segue com autonomia para tomar as decisões, mas consulta os candidatos a sucessão com frequência (foi assim na ocasião da renovação contratual de Fábio Carille, no último mês de setembro).

"Aí vai um recado importante: eu tentei desde a eleição fazer reuniões com o presidente para poder fazer uma transição, mesmo que fosse de forma sigilosa, para que ninguém ficasse sabendo o que está acontecendo, e aí trabalharíamos em absoluto sigilo. Por mais que não entrássemos, não teria nenhum prejuízo. Tentamos fazer isso. Eu liguei para o presidente algumas vezes. Tive enviados meus conversando com pessoas muito próximas ao presidente, com o filho dele, por exemplo, e fomos negados o tempo todo. Não houve espaço nenhum", alegou Brant.

O Corinthians, ao menos oficialmente, não teme um imbróglio judicial decorrente da negociação com Mateus Vital. O jovem agenciado por Carlos Leite foi oferecido pelo empresário com aval de Eurico Miranda e deve custar R$ 8 milhões aos cofres corinthianos. O entendimento é de que se trata de uma oportunidade de mercado - seja para reforçar o plantel de Fábio Carille ou para lucrar numa venda futura.

"O que estão fazendo é criando o caos (...) Mas não se preocupe. Vamos pegar o caos e resolver o caos. Vamos entrar suando, adrenalina lá no alto e vamos resolver. Se estivesse tudo calminho era mais confortável. Se quiséssemos conforto não estaríamos aqui. Para vocês que estão tentando fazer o caos, não temos medo!", findou Brant.

Veja mais em: Mercado da bola e Mateus Vital.

Veja Mais:

  • Vice-presidente no início dos anos 2000, Citadini é candidato nas eleições de fevereiro

    Citadini condena submissão do Corinthians à CBF e promete ir à Fifa por mudança no estatuto

    ver detalhes
  • Mateus Vital fará estreia no Corinthians logo como titular

    Vital, Pedrinho & cia: Corinthians rejuvenesce para jogo desta quarta e empolga Fiel

    ver detalhes
  • Corinthians e São Paulo se reencontram neste sábado, no Pacaembu

    Torcedores do São Paulo já se preocupam com clássico contra Corinthians; veja tweets

    ver detalhes
  • Mateus Vital será titular do Corinthians e fará assim sua estreia com a camisa alvinegra

    Carille muda todo o ataque e define Corinthians para pegar Ferroviária; Vital estreia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes