Andrés admite dificuldade por máster, mas garante CT da base em caso de eleição no Corinthians

8.6 mil visualizações 94 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Andrés voltou a destacar que CT da base é uma de suas prioridades

Andrés voltou a destacar que CT da base é uma de suas prioridades

Larissa Lima/Meu Timão

Restando pouco menos de uma semana para a eleição no Corinthians, marcada para o dia 3 de fevereiro, os candidatos seguem expondo suas propostas ao torcedor alvinegro. Ex-presidente e nome da situação, Andrés Sanchez voltou a falar da finalização da construção de um CT para a base do Timão, nesta segunda-feira. O presidenciável garantiu que levará o projeto adiante caso vença o processo eleitoral. Outras necessidades, no entanto, devem demandar mais tempo.

"O CT eu vou terminar porque depende de mim. Agora o naming rights, o patrocinador, depende da empresa interessada, de querer pagar", explicou, em entrevista ao Lance!.

"É gastar um pouquinho menos aqui, outro pouco ali e fazer o CT. Como fizemos o CT do profissional? A gente tinha dinheiro? O Corinthians não é banco. Tem de pagar em dia, crescer patrimônio e não ganhar título", completou.

Leia também:
Rivais tropeçam, e Corinthians assume liderança isolada de grupo no Paulistão
Apresentação de reforço, jogo-treino, eleição... Veja a programação semanal do Corinthians
Comentarista diz que Corinthians precisa de centroavante com urgência: 'Com Kazim é um a menos'

O pré-contato com um possível patrocinador voltou a ser negado por Andrés. Vale lembrar que o Corinthians segue sem um patrocínio máster desde abril de 2017. De lá para cá, fechou algumas parcerias pontuais para a reta final do Brasileirão e as partidas decisivas do Paulistão. O candidato enxerga o momento do mercado como principal culpado pela falta de acerto para o principal espaço da camisa alvinegra.

"Quem está conversando é o Roberto, não sou eu. Eu não estou mexendo. Agora, se eu tivesse um patrocinador aqui, de pagar R$ 30 milhões, R$ 40 milhões, acha que eu não iria ligar para o Roberto? Acha que eu sou tão ruim assim? Alguns falam, ah, Andrés ganhou a eleição, o naming rights sai em três meses. Os caras sonham. Acha que eu se tivesse, não iria falar para o Roberto? Isso é brincadeira, cara", disse.

"É no geral, o mercado. Tirando a Caixa que coloca em todo clube, que empresa está patrocinando time de futebol? É o momento que o futebol brasileiro está passando", completou.

Veja mais em: Eleições no Corinthians e Andrés Sanchez.

Veja Mais:

  • Corinthians perdeu para o Cruzeiro por 2 a 1 neste sábado

    Corinthians deixa G4 e pode perder posição até o fim da rodada do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes
  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Tiago Nunes negou um suposto interesse do Corinthians para a próxima temporada

    Tiago Nunes ressalta respeito a Carille e nega contato com o Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians nunca havia perdido um jogo em que saiu na frente do adversário na Arena

    Após 184 jogos, Corinthians leva a primeira virada jogando na Arena

    ver detalhes
  • Corinthians foi superior, mas não soube converter suas chances em gol em Joinville

    Com briga no fim e vacilos, Corinthians sai atrás nas quartas da Liga Futsal

    ver detalhes
  • [Vitor Chicarolli] Há quanto tempo o Corinthians não joga bem?

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: