Não é não: com novos uniformes e tatuagens na Arena, Corinthians abraça luta contra machismo

21 mil visualizações 142 comentários

Por Meu Timão

Corinthians abraça campanha de combate ao assédio sexual e à violência contra a mulher

Corinthians abraça campanha de combate ao assédio sexual e à violência contra a mulher

Divulgação

O Corinthians ainda nem entrou em campo e já marcou um golaço no jogo desta quarta-feira, contra o Mirassol, às 21h45, na Arena, em Itaquera, pelo Campeonato Paulista. Na véspera do Dia Internacional da Mulher, a partida marca o engajamento do Timão na luta contra o machismo - a favor da igualdade de gênero, portanto.

Com objetivo de sensibilizar a sociedade para o combate ao assédio sexual e à violência contra a mulher, o Corinthians se juntou de forma inédita ao coletivo feminista "Não é Não" e adotou assim a campanha #RespeitaAsMinas. Nesta terça-feira, o clube anunciou algumas ações para o jogo de quarta.

Leia também: Tour da Arena Corinthians oferece descontos e até gratuidade a torcedoras no mês da mulher

Os times feminino e masculino do Corinthians entrarão em campo juntos - no uniforme delas, estarão estampados os dizeres "Não é não"; no deles, a hashtag #RespeitaAsMinas. Jogadoras e jogadores ainda exibirão uma faixa com o slogan da campanha, bem como os telões e painéis de LED da Arena. Ainda antes de a bola rolar, Milene Domingues, ex-atleta do Timão, será anunciada como a embaixadora da equipe feminina de futebol do clube.

Para as torcedoras, a novidade fica por conta da distribuição de cerca de 10 mil tatuagens temporárias na loja Poderoso Timão localizada próximo ao estacionamento do estádio. Tal ação foi criada em blocos de Carnaval do ano passado, em decorrência da indignação das mulheres diante de tantos casos de assédio e se tornou um movimento de luta por uma sociedade mais igualitária entre os diferentes gêneros.

"O clube dá um passo importante no sentido certo e da forma correta, respeitando o lugar de fala das mulheres que escolheram onde estampar seu apelo 'Não é Não' em diálogo com a campanha #RespeitaAsMinas, no masculino, respeita a diferença vai muito além de retórica e o Timão sempre esteve na vanguarda das lutas democráticas", declarou a vice-presidente do Corinthians, Edna Murad Hadlik.

Veja mais em: Ações de marketing, Ações sociais do Corinthians, Futebol feminino, Torcida do Corinthians e Arena Corinthians.

Veja Mais:

  • Marcelinho Carioca fez inúmeras críticas aos jogadores e ao técnico Sylvinho durante live no canal oficial do Corinthians

    Críticas e palavras de Marcelinho Carioca incomodaram jogadores e Sylvinho no CT do Corinthians

    ver detalhes
  • O técnico Mano Menezes em sua apresentação, em 2014, ao lado do hoje diretor de futebol, Roberto de Andrade

    Duilio descarta chance de Mano Menezes assumir o Corinthians durante o seu mandato, diz Neto

    ver detalhes
  • Luan, Cantillo e Giuliano em penúltimo treino antes de enfrentar o Internacional

    Corinthians faz atividades específicas em penúltimo treino antes de visitar o Internacional

    ver detalhes
  • Tcheco permaneceu sob contrato entre os anos de 2010 e 2012, mas atuou pelo clube apenas na primeira temporada, sendo emprestado nas demais

    Justiça do Trabalho define valor de indenização do Corinthians ao ex-meia Tcheco

    ver detalhes
  • Léo Santos está treinando e chegou a jogar pelo Sub-23 no período

    Léo Santos vive expectativa de ser relacionado no Corinthians após quatro meses

    ver detalhes
  • Pressão sobre Sylvinho cresceu depois da derrota do Corinthians para o São Paulo, na última segunda-feira

    Duilio banca permanência de Sylvinho mesmo em caso de derrota do Corinthians

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x