Questionado sobre o Corinthians, Mano fala de ausências e retornos

Questionado sobre o Corinthians, Mano fala de ausências e retornos

Por Meu Timão

Mano Menezes na coletiva de imprensa falou sobre o Corinthians

Mano Menezes na coletiva de imprensa falou sobre o Corinthians

Foto: Mowa Press

Mano Menezes comentou de forma clara todos os retornos e ausências da lista da Seleção Brasileira para os jogos contra a Argentina, na próxima quarta-feira, em Belém, pelo Superclássico das Américas, Costa Rica, no dia 7 de outubro, em San José, e México, no dia 11, em Torreón. O comandante ainda se mostrou incomodado ao ser questionado sobre a ausência de atletas do Corinthians na lista para os confrontos contra os países da Concacaf.

- Quando assinei o contrato não tinha nada que eu deveria chamar jogadores do Corinthians. Chamei o Ralf porque o Sandro estava machucado. Ele reúne mais condições para chegar até 2014. Temos que parar com isso. Não é assim que se trabalha. Vamos encarar as coisas. Vamos pensar na possibilidade que temos gente séria trabalhando no futebol. Não é possível que só tenhamos coisas ruins para colocar – afirmou o treinador na última resposta da coletiva.

Mano aproveitou para comentar a ausência de Lúcio, do Inter de Milão. Segundo o treinador, a opção se deve pela necessidade de dar uma nova sequência de partida a David Luiz. O defensor do Chelsea era o titular até o retorno do veterano.

- É uma opção momentânea porque quero dar uma nova sequência ao David Luiz. Tivemos um início promissor com ele, depois fizemos a volta do Lúcio. Na minha maneira de ver eu não traria o Lúcio para a Seleção para não jogar. Temos uma ideia clara de como as coisas funcionaram no período. Vamos retomar a afirmação sobre outros jogadores para tomarmos decisões mais claras – disse.

Outro momento em que Mano Menezes ficou incomodado durante a coletiva foi ao ser questionado sobre o volante Hernanes, do Lazio. O treinador afirmou que em nenhum momento puniu o jogador por sua expulsão no amistoso contra a França, em fevereiro, em Paris.

- Às vezes, nós temos impressão que falamos pelas paredes. Não dei suspensão ao Hernanes, nunca dei. E quando acontece a comprovação do contrário inventamos uma nova teoria. Jamais faria isso com um jogador, sempre fui um técnico de diálogo. Não posso deixar de fazer o contrário se acho que é o correto - analisou.

Mano também foi obrigado a falar da convocação de Fernandinho. O jogador, que tem se destacado na Seleção atuando como volante, foi questionado por um jornalista durante a coletiva.

- Não tenho culpa do desconhecimento das pessoas, não é culpa minha. É preciso saber que no Shakhtar existe o maior número de brasileiros que jogam em um mesmo clube. Existe o Jadson, o Luís Adriano, o Fernandinho, só para citar alguns que estão lá nesse time. Antes de ser pentacampeão do mundo sub-20, nós vencemos o tetra. E o Fernandinho fez o gol do título naquela ocasião - finalizou.

Para o Superclássico das Américas, os jogadores vão se apresentar na próxima segunda-feira, em Belém. Já para os duelos contra costa-riquenhos e mexicanos, o grupo se juntará a partir do dia 2 de outubro, em San José.

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Torcidas organizadas propõem pacto pela paz em São Paulo

    Torcidas organizadas propõem pacto pela paz em São Paulo

    ver detalhes
  • Camisa do Corinthians criada por torcedores em homenagem à Chape

    Corinthians bate o martelo sobre homenagens à Chapecoense

    ver detalhes
  • Brasileirão agora tem quatro vagas - não três - à fase de grupos da Libertadores

    Conmebol anuncia novidade, e Corinthians volta ao páreo por vaga direta na Libertadores

    ver detalhes
  • Alan Santos tem conversas avançadas com Corinthians

    Corinthians negocia contratação de volante do Coritiba, diz portal

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes