Com Adriano, Corinthians ganha estatura e pode mudar estilo

Com Adriano, Corinthians ganha estatura e pode mudar estilo

Por Meu Timão

O atacante Adriano cabeceia durante treino do Corinthians no CT

O atacante Adriano cabeceia durante treino do Corinthians no CT

Contratado como o principal reforço do Corinthians para a temporada, o atacante Adriano deve fazer sua estreia pelo clube do Parque São Jorge, apesar de o próprio técnico Tite não querer. E o jogador, que começará na reserva, pode ser a peça que faltava no elenco do atual vice-líder do Campeonato Brasileiro. Pelo menos é o que demonstra os números do Nacional.

De acordo com o Datafolha, o Corinthians é o time que mais faz cruzamentos para a área entre os 20 clubes do nacional. A equipe tem média de 25,6 bolas cruzadas por jogo.

Com 1,90 m, Adriano sempre foi considerado um especialista nas jogadas aéreas ou pelo menos era em seus tempos de Imperador. Em 2009, quando conduziu o Flamengo ao título do Campeonato Brasileiro, o jogador marcou cinco dos seus 19 gols de cabeça.

Tite não discorda dos números e confirma que a jogada pelas beiradas é uma das principais armas do Corinthians no Nacional. No entanto, faz uma ressalva.

"Por não termos um jogador muito alto, é sempre uma bola sem peso, de preferência no chão e de antecipação", disse o treinador citando os outros quatro jogadores do setor ofensivo utilizado com freqüência: Liedson (1,75 m), William (1,71 m), Emerson (1,71 m) e Jorge Henrique (1,69 m).

"Com a vinda do Adriano, a se confirmar, ganhamos o jogador do pivô e da bola área. Teremos a bola rápida e a alçada", animou-se o treinador corintiano.

A jogada aérea foi a principal arma do Corinthians no empate contra o Vasco por 2 a 2, no último domingo, em São Januário. Sem Liedson, vetado pelo departamento médico, e Emerson, suspenso, o meia Danilo (1,86 m), atuou como atacante.

Ele marcou um gol de cabeça e teve outras duas grandes oportunidades através de bolas alçadas para a área de garantir a vitória, mas não foi feliz nas conclusões.

"Facilita [a presença de um jogador alto] e deve mudar [os cruzamentos]. Agora, com o Adriano, vamos alçar mais as bolas. Com o Liedson ou para os outros atacantes, que são mais baixos, mandávamos bolas rápidas e rasteiras", disse o meia Danilo.

Os gols marcados pelo Corinthians no Campeonato Brasileiro também mostram a eficiência do time nas jogadas pelos lados de campo. Quase metade dos 39 gols feito pela equipe na competição é oriundo das laterais. No entanto, apenas três foram de cabeça.

Com Adriano em campo, a expectativa de Tite e da torcida corintiana é que esse número aumente.

Fonte: Folha

Veja Mais:

  • Alan Mineiro não volta ao Corinthians em 2017

    Corinthians empresta Alan Mineiro para quarto clube diferente em menos de um ano

    ver detalhes
  • Corinthians encerrou preparação contra a Ponte Preta

    Clima bom, susto de Pablo e escalação do Corinthians: o último treino antes da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Casuals foi derrotado nos pênaltis neste sábado; próxima temporada só em agosto

    Nos pênaltis, Corinthian-Casuals perde final e adia sonho de subir de divisão

    ver detalhes
  • Carille contará com 23 jogadores em Campinas neste domingo

    Corinthians relaciona 23 jogadores para final em Campinas

    ver detalhes

Quem formará o ataque quando tivermos Emerson, Liedson e Adriano

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes