Exemplo para Adriano, Ramírez supera ano de lesão e decide na reta final

Exemplo para Adriano, Ramírez supera ano de lesão e decide na reta final

Por Meu Timão

Ramírez treina com Adriano na Praia de Mucuripe, em Fortaleza

Ramírez treina com Adriano na Praia de Mucuripe, em Fortaleza

Foto: Tom Dib

Um jogador que ficou muito tempo lesionado, sai do banco, justifica o investimento e é decisivo na reta final para o Corinthians. Todos esperavam que o nome fosse Adriano, mas a bola da vez é o meia peruano Luis ?Cachito? Ramírez.

Esquecido pelos torcedores, o jogador fez, na última quarta-feira, contra o Ceará, apenas sua sexta partida neste Brasileirão ? e o primeiro gol, o da vitória, que ajudou o Timão a abrir vantagem na ponta.

Tímido e ainda sem fluência no português, Ramírez acompanhou de perto, durante meses, todos os holofotes no Imperador. Os dois conviveram muito no departamento médico. O peruano sofreu no fim de junho, em amistoso com a seleção do Peru, uma lesão no pé esquerdo. Já o Imperador se tratava desde o fim de abril, quando rompeu o tendão-de-aquiles do pé esquerdo durante um treino.

No dia 9 de outubro, contra o Atlético-GO, poucos repararam que era o dia do retorno dos dois. A grande expectativa era pela estreia do camisa 10. Mas Ramírez também entrou, a quatro minutos do fim, e teve tempo de puxar contra-ataque e cruzar sem força na área, para a zaga atleticana cortar o que poderia ser a assistência para o primeiro gol de Adriano.

Contra o Ceará, o meia deu mais uma volta por cima. Depois de ser expulso e prejudicar a equipe na eliminação da Libertadores para o Tolima, em Ibagué (COL), ele já havia mostrado personalidade ao converter a última cobrança na decisão por pênaltis contra o Palmeiras, pela semifinal do Paulistão.

Depois de atuar por 24 minutos, somando participações contra Atlético-GO, Botafogo e Cruzeiro, ele já não aparecia em campo havia quatro partidas. Mas entrou, fez bela jogada e o gol. E ainda fez Tite mandar Adriano, que estava à beira do campo, voltar para o banco, para colocar o zagueiro Wallace...

Luis Ramírez no Corinthians

Destaque no Peru
O jogador de 26 anos atuava pelo Universitario, do Peru. Observado, ele agradou e foi contratado em janeiro.

Ótima primeira impressão
Ramírez estreou no dia 30 de janeiro, no empate por 2 a 2 com o São Bernardo, pelo Paulistão. Fez linda jogada, soltou uma bomba no ângulo e marcou. Era véspera do duelo pela Libertadores.

Balde de água fria
Pela boa estreia, cogitou-se que o meia poderia ser titular na decisão diante do Tolima, em Ibagué. Ele entrou no 2 tempo e, minutos depois, foi expulso. O Timão perdia por 1 a 0, depois levou o segundo gol e acabou eliminado.

Personalidade
Na semifinal do Paulistão deste ano, Corinthians e Palmeiras empataram por 1 a 1 e decidiram a vaga na final em decisão por pênaltis. João Vitor havia perdido a cobrança do lado rival. Ramírez era o homem da última cobrança e não decepcionou. Deslocou Deola e marcou!

Titular no Brasileirão
Sem Bruno César, vendido, e com Danilo no banco, o peruano começou como titular neste Brasileirão, na vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio, no Olímpico

Lesão na seleção
Desfalque em alguns jogos do Nacional por conta da seleção do Peru, ele se machucou em amistoso. No fim de junho, sofreu um trauma no segundo metatarso (osso) do pé esquerdo. Foi liberado pelo clube e ficou um período em seu país com a família, durante o tratamento. Só voltou a atuar no dia 9 de outubro, quando jogou por quatro minutos contra o Atlético-GO.

Adriano: primeira vez sem entrar

A partida contra o Ceará, na última quarta-feira, foi a primeira vez em que Adriano foi relacionado, ficou no banco mas não entrou. O técnico Tite pretendia colocá-lo, mas mudou de ideia depois que o Corinthians abriu o placar.

Nas três partidas que realizou com a camisa do Timão, ele saiu da reserva. Os outros jogos haviam sido no Pacaembu. Ele estreou no dia 9 de outubro e jogou 12 minutos na vitória por 3 a 0 sobre o Atlético-GO. Três dias depois, no dia 12, atuou por 30 minutos na derrota por 2 a 0 para o Botafogo.

Então, aquém da forma física ideal, foi barrado por Tite dos duelos contra Cruzeiro, Internacional, Avaí e América-MG. Melhorou a condição e deixou de ser preterido.

Na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-PR, no último domingo, no Pacaembu, o Imperador esteve em campo por mais 15 minutos.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Camisa do Corinthians criada por torcedores em homenagem à Chape

    Corinthians bate o martelo sobre homenagens à Chapecoense

    ver detalhes
  • Brasileirão agora tem quatro vagas - não três - à fase de grupos da Libertadores

    Conmebol anuncia novidade, e Corinthians volta ao páreo por vaga direta na Libertadores

    ver detalhes
  • Alan Santos tem conversas avançadas com Corinthians

    Corinthians negocia contratação de volante do Coritiba, diz portal

    ver detalhes
  • Giovanni Augusto treinou como lateral nesta terça-feira

    Giovanni na lateral, mudança na zaga e susto de Rildo: o treino desta terça do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes