Timão ostenta melhor defesa da história da Libertadores

Timão ostenta melhor defesa da história da Libertadores

O Corinthians precisa vencer o Vasco por qualquer placar para garantir vaga na semifinal da Copa Libertadores. Se o desempenho do sistema defensivo se repetir nesta quarta-feira à noite, a chance de a equipe de Tite necessitar de apenas um gol será enorme.

É isso o que mostram os números impressionantes da zaga alvinegra na edição deste ano da competição. Foram dois gols sofridos em nove jogos. Ou seja, em 810 minutos de futebol – sem contar os acréscimos –, a bola estufou a rede do Timão duas vezes. A média é de 0,22 gol por jogo. Detalhe: nenhum foi dentro do Pacaembu!

Desde 1960, quando houve a primeira edição da Libertadores, jamais um clube conseguiu obter essa média. O LANCENET! fez o levantamento de todas edições, com os clubes que fizeram ao menos nove jogos, caso do Timão agora. Apenas o Boca Jrs. (ARG), em 77, obteve um percentual que se aproxima em gols tomados. Na ocasião, os argentinos foram vazados apenas três vezes em 13 partidas até o troféu (média de 0,23).

– Nossa equipe tem um entrosamento natural, isso facilita. Mas ressalto que isso é mérito de todos, pela ajuda que dão à marcação – explica Tite.

Em termos de comparação, aquele Once Caldas (COL) que terminou como campeão em 2004 e ficou conhecido pela força defensiva, levou dez gols em 14 jogos (média de 0,71/jogo). Bem superior ao Timão!

Resta saber se algum jogador do Vasco conseguirá repetir o feitos do venezuelano Herrera, do Táchira (VEN), e de Peralta, do Nacional (PAR)...

MELHORES ZAGAS DA HISTÓRIA DA LIBERTADORES*

2012 - Corinthians - 9J - 2G - 0,22
1977 - Boca Jrs-ARG - 13J - 3G - 0,23
1971 - Nacional-URU - 14J - 4G - 0,30
2010 - São Paulo-BRA - 12 - 4 - 0,33
1973 - San Lorenzo-ARG - 10J - 4G - 0,40
1979 - Peñarol-URU - 10J - 4G - 0,40
2002 - Boca Jrs-ARG - 10J - 4G - 0,40
1982 - Cobreloa-CHI - 12J - 5G - 0,41
1980 - Nacional-URU/Inter-BRA - 12J - 5G - 0,41
1968 - Peñarol-URU - 14J - 6G - 0,42
2009 - Estudiantes-ARG - 14G - 6G - 0,42
*Times com pelo menos nove jogos

OS SEGREDOS
Impedimento
A zaga costuma se adiantar para deixar atacantes em posição ilegal. Algo que só é possível devido ao entrosamento dos homens defensivos. Polêmico lance de São Januário foi causado por Sheik, que ajudava atrás. Zagueiros e volantes já tinham deixado Alecsandro bem trás.

Posicionamento
Não há marcação individual nas bolas aéreas, seja em uma falta ou num escanteio. Marcação por zona é feita com os três de maior estatura posicionados no primeiro pau, no meio e mais atrás. Ralf, Danilo e Castán são os homens com a responsabilidade maior.

Atacantes e meias
Não é surpresa que Douglas não tenha retomado o futebol que demonstrou em 2009. Avesso à marcação, o camisa 15 não consegue se encaixar no esquema de ajuda mútua que existe com meias e atacantes. Com Tite, não há um único jogador com liberdade para não marcar sem a bola. Isso, sem dúvida, facilita atrás.

Pit Bull
Ralf deve ser considerado peça fundamental na força defensiva, já que sua condição física pra lá de privilegiada não só consegue dar proteção à zaga, como deixa Paulinho tranquilo para atacar. Não é por acaso que o camisa 8 é um dos artilheiros na temporada.

Fonte: http://www.lancenet.com.br

Enviado por: Rafael

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes