Corinthians ignora regra da Fifa e fala em patrocínio pontual para Mundial

Corinthians ignora regra da Fifa e fala em patrocínio pontual para Mundial

11 mil visualizações 56 comentários Comunicar erro

Sem patrocinador máster na camisa, o Corinthians trabalha com a hipótese de fechar com uma empresa para expôr sua marca durante os possíveis dois jogos que disputará no Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão. Segundo o presidente do clube, Mario Gobbi, o clube negocia para fechar um acordo pontual, válido apenas para o torneio. A medida, entretanto, não é permitida pela Fifa.

O Mundial de Clubes é a única competição da Fifa na qual é permitida a exposição de marcas de patrocinadores na camisa dos times. A entidade, porém, limita a apenas um anúncio por time e barra acordos pontuais, como os que estão sendo planejados pelo Corinthians.

Segundo o artigo 12 do regulamento do Mundial de Clubes, os participantes do torneio podem exibir apenas um patrocinador na parte frontal da camiseta. No documento, a Fifa coloca duas condições para isso: “desde que a empresa anunciante seja o principal patrocinador do clube” e que “a marca exposta durante o Mundial corresponda com a marca usada nas camisas durante a última temporada na competição local e/ou durante o torneio que garantiu a classificação para o Mundial”.

Durante a Libertadores da América, competição que garantiu a participação do Corinthians no Mundial, o clube não tinha patrocinador máster. O clube fechou acordos pontuais antes dos jogos. Para a final, por exemplo, o Corinthians expôs cinco marcas na camisa: Iveco, como principal, Marabraz, Bombril, TIM e Fisk.

Além de não poder repetir a venda de vários espaços na camisa, o Corinthians terá que buscar um acordo com uma empresa que já expôs a sua marca durante a Libertadores ou no Campeonato Brasileiro. Além da Iveco, a rede de lojas Magazine Luiza também exibiu sua marca na camisa corintiana em 2012.

O clube não conta com um anunciante máster desde abril. A última empresa a ter um contrato de patrocínio com o Corinthians foi a Hypermarcas. O acordo foi selado ainda na época em que Ronaldo atuava no time.

“O Corinthians certamente deverá ter um patrocínio para o Mundial. O Corinthians já deveria ter um patrocínio, mas não achamos ofertas que estão à altura. É preciso pagar o preço que ela vale. Para pôr o nome na camisa do Corinthians tem que ser gente grande mesmo”, afirmou Gobbi em entrevista às emissoras de rádio de São Paulo.

Fonte: Uol

Veja Mais:

  • Timão viu Internacional ser superior e vencer com gol aos 46 minutos do segundo tempo

    Corinthians perde colocações no Brasileirão após revés para Internacional; veja tabela

    ver detalhes
  • Zaga de Loss bateu cabeça no Sul e perdeu a segunda seguida

    Defesa falha, Corinthians cede virada ao Internacional e perde a segunda com Loss

    ver detalhes
  • Em tarde ruim, Timão decepcionou no Sul e levou virada por 2 a 1

    Torcida do Corinthians elege 'vilões' de derrota para Internacional; Vital se salva

    ver detalhes
  • Mantuan chorou bastante após o término do jogo

    Nas redes sociais, colegas e Loss dão força a Mantuan; irmão manda recado emotivo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes