Imprensa peruana exalta Guerrero, herói do Mundial de Clubes: "O rei do mundo"

Imprensa peruana exalta Guerrero, herói do Mundial de Clubes: "O rei do mundo"

Guerrero acertou com o Corinthians em julho, após longa passagem pelo futebol alemão, onde atuou por Bayern de Munique e Hamburgo. Ele quase ficou de fora do Mundial, já que se lesionou no clássico contra o São Paulo, poucos dias antes da viagem corintiana para o Japão.

Recuperado, porém, fez os dois gols do clube do Parque São Jorge na competição da Fifa: um contra o Al Ahly, do Egito, na semifinal, e outro contra o Chelsea.

"A garra de Guerrero ajuda o Corinthians a fazer história", manchetou o jornal El Comercio, qualificando o atacante como um "jogador bárbaro, um futebolista emocionante e mais histórico do Peru".

"O rei do mundo", exclamou o diário esportivo Depor, antes de lembrar que Guerrero usou sua principal característica, os cabeceios mortais, para definir o título corintiano no Estádio Internacional de Yokohama. Contra o Al Ahly, ele também usou a cabeça para marcar.

Nascido em Lima, capital do Peru, em 1º de janeiro de 1984, Guerrero começou na base do tradicional Alianza Lima aos sete anos, mas foi para o Bayern de Munique, da Alemanha, ainda garoto. Na equipe bávara, foi treinado pelo famoso artilheiro Gerd Müller, que lhe dava chocolates para cada gol que anotava.

O agora corintiano também foi artilheiro da Copa América de 2011, com cinco gols, e ajudou a seleção peruana a terminar na terceira colocação, fazendo três gols na decisão do bronze contra a Venezuela (o jogo foi 4 a 1).

Fonte: UOL Esporte

Veja Mais:

  • Treino com torcida na Arena Corinthians não é novidade

    Organizadas pedem e último treino antes do Dérbi terá presença da torcida na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes