Imprensa peruana exalta Guerrero, herói do Mundial de Clubes: "O rei do mundo"

Imprensa peruana exalta Guerrero, herói do Mundial de Clubes: "O rei do mundo"

Guerrero acertou com o Corinthians em julho, após longa passagem pelo futebol alemão, onde atuou por Bayern de Munique e Hamburgo. Ele quase ficou de fora do Mundial, já que se lesionou no clássico contra o São Paulo, poucos dias antes da viagem corintiana para o Japão.

Recuperado, porém, fez os dois gols do clube do Parque São Jorge na competição da Fifa: um contra o Al Ahly, do Egito, na semifinal, e outro contra o Chelsea.

"A garra de Guerrero ajuda o Corinthians a fazer história", manchetou o jornal El Comercio, qualificando o atacante como um "jogador bárbaro, um futebolista emocionante e mais histórico do Peru".

"O rei do mundo", exclamou o diário esportivo Depor, antes de lembrar que Guerrero usou sua principal característica, os cabeceios mortais, para definir o título corintiano no Estádio Internacional de Yokohama. Contra o Al Ahly, ele também usou a cabeça para marcar.

Nascido em Lima, capital do Peru, em 1º de janeiro de 1984, Guerrero começou na base do tradicional Alianza Lima aos sete anos, mas foi para o Bayern de Munique, da Alemanha, ainda garoto. Na equipe bávara, foi treinado pelo famoso artilheiro Gerd Müller, que lhe dava chocolates para cada gol que anotava.

O agora corintiano também foi artilheiro da Copa América de 2011, com cinco gols, e ajudou a seleção peruana a terminar na terceira colocação, fazendo três gols na decisão do bronze contra a Venezuela (o jogo foi 4 a 1).

Fonte: UOL Esporte

Veja Mais:

  • Guilherme Siqueira foi contratado pelo Atlético de Madrid em 2014

    Ex-Atlético de Madrid, lateral ítalo-brasileiro é sondado pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Artilheiro do Brasileirão, Jô pode levar novo gancho do STJD

    Jô e Clayson, do Corinthians, voltam a ser julgados no STJD

    ver detalhes
  • O diário da invasão -  Cinco anos de um feito histórico

    [Rafael Castilho] O diário da invasão - Cinco anos de um feito histórico

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini é candidato da oposição à presidência do Timão

    Em defesa à Arena, Citadini lembra crime fiscal de Andrés: 'Arrebentou com as finanças'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes