Corinthians fecha primeira fase com três piores públicos e rendas da Libertadores na Arena

Corinthians fecha primeira fase com três piores públicos e rendas da Libertadores na Arena

3.0 mil visualizações 46 comentários Comunicar erro

Prédio Oeste, Leste Superior e Norte com inúmeros espaços vazios nesta quinta-feira

Prédio Oeste, Leste Superior e Norte com inúmeros espaços vazios nesta quinta-feira

Foto: Rodrigo Vessoni / Meu Timão

O jogo contra o Millonarios, nesta quinta-feira, pela rodada derradeira da fase de grupos, registrou o pior público pagante da Arena Corinthians em Libertadores. De acordo com o clube, 30.340 foram a Itaquera para acompanhar a estreia do técnico Osmar Loss.

O estádio jamais havia recebido tão pouca gente no torneio sul-americano desde a inauguração, em maio de 2014. O detalhe fica por conta do segundo e terceiro piores públicos, que também foram registrados nesta edição da Libertadores: Independiente-ARG (34.287) e Deportivo Lara-VEN (31.524).

Para se ter uma ideia do que significa esses três públicos na história recente da Arena Corinthians, a média antes da edição 2018 da Copa Libertadores era de quase 40 mil, mais precisamente 39.922 pagantes. Média essa computada após nove partidas (uma de pré-Libertadores, duas de oitavas de final e seis de fase de grupos).

A explicação fica por conta da majoração nos valores dos ingressos dos nove setores da Arena Corinthians na Libertadores 2018 - o mesmo ocorreu para o Brasileirão-18. O Setor Norte, das torcidas organizadas, por exemplo, pulou de R$ 40 para R$ 54. O Sul, que sempre é o primeiro a esgotar, pulou de R$ 54 para R$ 72. Ambos com cerca de 30% de aumento. O setor que mais aumentou foi o Oeste Superior, que custava R$ 68 e passou a custar R$ 108 no Brasileirão e R$ 130 na Libertadores (preço de face, sem o desconto no Fiel Torcedor). Nos outros seis setores também houve aumento nos valores.

Essa nova política de ingressos do Corinthians, por enquanto, não deu resultado. Pelo contrário. Ao invés de aumentar o público pagante na Arena, a situação foi inversa com os novos valores das duas competições. A intenção com a mudança foi a de tentar valorizar os sócios-torcedores. A estratégia foi a seguinte: aumentar o preço de face e ofertar um desconto super agressivo no Fiel Torcedor, além de um desconto atrativo para não-sócios para compras online.

O problema é que a venda de ingressos no Fiel Torcedor normalmente fica entre 22 mil e 25 mil vendidos - decisões e jogos mais importantes vende na casa dos 30 mil no Fiel Torcedor. Essa limitação fez com que o restante das cadeiras ficasse encalhada. Usando 45 mil como a capacidade da Arena, o Corinthians tinha como colocar 135 mil torcedores no estádio na primeira fase da Libertadores, mas colocou apenas 91 mil torcedores. Ou seja, 40 mil assentos vazios (!).

Contra o Cobresal-CHI, em 2016, time reserva, já classificado e mais de 41 mil foram à Arena

Contra o Cobresal-CHI, na edição de 2016, Corinthians jogou classificado e com reservas. Mesmo assim, mais de 41 mil torcedores foram à Arena

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Um exemplo dessa limitação da venda no Fiel Torcedor foi o jogo contra o Fluminense, na estreia do Brasileirão. Apenas 22 mil ingressos foram vendidos no Fiel Torcedor. Pelo site oficial de comercialização, que também teve um bom desconto em cima do valor cheio, outros cerca de seis mil foram vendidos. No dia do jogo, a venda nas bilheterias foi um grande fracasso, com cerca de mil bilhetes apenas comprados com os valores normais.

O recorde de público da Arena Corinthians é de 46.090, diante do Palmeiras, no segundo turno do Brasileirão do ano passado.

Públicos da Arena Corinthians na Libertadores

04/05/2016 - Corinthians 2x2 Nacional-URU - R$ 2.888.299,00 - 43.098
16/03/2016 - Corinthians 2x0 Cerro Porteño-PAR - R$ 2.751.709,00 - 42.403
20/04/2016 - Corinthians 6x0 Cobresal-CHI - R$ 2.635.754,00 - 41.710
16/04/2015 - Corinthians 0x0 San Lorenzo-ARG - R$ 3.329.516,00 - 40.744
13/05/2015 - Corinthians 0x1 Guaraní-PAR - R$ 3.327.731,00 - 39.806
02/03/2016 - Corinthians 1x0 Santa Fe-COL - R$ 2.438.460,00 - 38.818
18/02/2015 - Corinthians 2x0 São Paulo - R$ 3.528.236,00 - 38.487
01/04/2015 - Corinthians 4x0 Danubio-URU - R$ 3.283.955,00 - 38.471
04/02/2015 - Corinthians 4x0 Once Caldas-COL - R$ 2.436.745,00 - 35.757
02/05/2018 - Corinthians 1X2 Independiente-ARG - R$ 2.415.956,35 - 34.287
14/03/2018 - Corinthians 2x0 Deportivo Lara-VEN - R$ 2.095.062,95 - 31.524
24/05/2018 - Corinthians x Millonarios-COL - R$ 2.044.105,52 - 30.340

Preços do Brasileirão-18 e da Libertadores-18

Norte - R$ 40 / R$ 54
Sul - R$ 54 / R$ 72
Leste Superior Lateral - R$ 84 / R$ 104
Leste Superior Central - R$ 98 / R$ 118
Leste Inferior Lateral - R$ 84 / R$ 118
Leste Inferior Central - R$ 98 / R$ 132
Oeste Superior - R$ 68 / R$ 138
Oeste Córner - R$ 128 / R$ 168
Oeste Inferior - R$ 178 / R$ 228

Veja mais em: Arena Corinthians, Libertadores da América e Ingressos.

Veja Mais:

  • Marquinhos Gabriel está de saída do Corinthians

    Rumo aos Emirados Árabes, Marquinhos Gabriel pode render R$ 17 milhões ao Corinthians

    ver detalhes
  • Pedrinho treinou com bola normalmente nesta sexta-feira

    Pedrinho treina sem limitações e pode voltar ao Corinthians na escalação deste sábado

    ver detalhes
  • Fagner deu entrevista no CT Joaquim Grava e falou sobre a convocação para seleção canarinha

    Fagner comemora volta à Seleção e evita entrar em dividida com a CBF por ausência no Corinthians

    ver detalhes
  • Eduardo Bandeira de Mello reclamou da convocação de jogador do Flamengo

    'Fomos prejudicados', diz Flamengo sobre convocação; Corinthians, porém, também deve ter baixa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes