Loss lamenta derrota na Libertadores, mas exalta volume ofensivo do Corinthians

3.9 mil visualizações 55 comentários

Por Thaina Barros e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

Osmar Loss fez seu primeiro jogo como técnico do Corinthians

Osmar Loss fez seu primeiro jogo como técnico do Corinthians

Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Osmar Loss não teve a estreia dos sonhos como treinador do Corinthians. Sob comando do agora ex-auxiliar, a equipe alvinegra sofreu uma derrota de 1 a 0 contra o Millonarios, da Colômbia, nesta quinta-feira. A partida, realizada na Arena em Itaquera, foi válida pela última rodada da fase de grupos da Libertadores da América. Contudo, pouco afetou a vida do Timão, que já estava garantido nas oitavas e encerrou a primeira fase do torneio como líder do Grupo 7.

"O jogo aconteceu exatamente como a gente previa. O Millonarios mudou bastante a escalação. Colocou um cara de muita velocidade e altura em cima do Mantuan, foi a principal alternativa ofensiva, com bolas na disputa aérea. A gente buscou, construiu bastante oportunidade de gols. A gente não fica satisfeito com derrota nunca. Mas quando a gente vê bastante chance de gol é porque estamos indo para o caminho certo", avaliou Loss.

O Corinthians mostrou mais volume de jogo diante dos colombianos, mas pecou no essencial: a efetividade. A equipe de Osmar Loss manteve uma posse de bola de 60% e chegou ao gol em sete oportunidades. A bola na rede acabou não aparecendo e o Millonarios saiu com a vitória com um tento de Carrillo, de fora da área.

Leia também:
Substituído em derrota, Pedrinho se vê pronto para jogar 90 minutos; Loss expõe ideia
Balbuena aponta principal causa de derrota do Corinthians na Arena; capitão fala de Loss

Para Loss, a partida desta quinta-feira serve como um sinal de alerta para a fase mata-mara da Libertadores. "Acho que começa um novo campeonato quando entra no mata-mata. Não foi satisfatório as duas derrotas em casa (contra Independiente e Millonarios), mas não traz um reflexo para o mata-mata. A gente atingiu nossos objetivos que era classificar em primeiro. A mesma coisa na Copa do Brasil que conseguimos a classificação", completou.

O ex-auxiliar do Corinthians assumiu o posto de treinador na última terça-feira, quando o Fábio Carille deixou a vaga em aberto ao acertar sua transferência para o Al-Wehda, da Arábia Saudita. Mesmo com pouco tempo de trabalho na nova função, Osmar Loss fez questão de ressaltar que o Corinthians já tem a "cara" de seu comando.

"Tudo que já vinha sendo feito é muito Osmar Loss. A forma de jogar, as estratégias era muito de nós. Então é difícil falar o que tem do Loss, porque é uma forma de jogar do Corinthians. A gente teve uma forma de jogar hoje que é do Corinthians. Teve uma hora que nos desorganizamos, mas teve muita luta", encerrou.

Veja mais em: Osmar Loss e Libertadores da América.

Veja Mais:

  • André Negão foi um dos principais alvos do protesto

    Torcida do Corinthians faz novo protesto contra a diretoria no Parque São Jorge

    ver detalhes
  • Mário Gobbi apareceu muito mais magro do que quando deixou o clube e mostrou ideias diferentes para a gestão

    Mário Gobbi lança candidatura no Corinthians, prega 'paz' e projeta saneamento de dívidas

    ver detalhes
  • VÍDEO: Mário Gobbi lança candidatura à presidência do Corinthians (2021/23); assista

    ver detalhes
  • Elenco do Corinthians finalizou a primeira semana de treinos com bola neste sábado

    Trio faz trabalho de reatividade e elenco tem atividade técnica no treino deste sábado; veja fotos

    ver detalhes
  • Corinthians conquista Libertadores pela primeira vez em 4 de julho de 2012

    Corinthians batia Boca Juniors e conquistava Libertadores há exatos oito anos; relembre o feito

    ver detalhes
  • Bruno Bertucci e Lulinha atuaram juntos no profissional do Corinthians

    'Famosa geração Lulinha': ex-Corinthians lembra 'Timãozinho 90' e faz comparação com Dentinho

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: