Terceiro há mais tempo no Corinthians, Walter detalha 'cargo extra' no elenco

Terceiro há mais tempo no Corinthians, Walter detalha 'cargo extra' no elenco

Por Meu Timão

2.7 mil visualizações 26 comentários Comunicar erro

Walter ao lado do jovem Caíque França, seu companheiro de posição no Corinthians

Walter ao lado do jovem Caíque França, seu companheiro de posição no Corinthians

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

A presença da Cássio na delegação da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da Rússia fez Walter engatar sequência de oito jogos como titular do Corinthians nestes meses de maio e junho. E engana-se quem pensa que essas foram as únicas participações do camisa 27 no Timão nos últimos tempos. Extracampo, o goleiro tem papel fundamental: de líder!

Não é para menos: aos 30 anos de idade, Walter é hoje o terceiro jogador com mais tempo ininterrupto de casa no Corinthians, atrás apenas de Danilo e Cássio. O goleiro, reserva imediato deste último, chegou ao Timão em 2013, há mais de cinco anos portanto.

Nos bastidores do Corinthians, Walter é visto como uma espécie de conselheiro. O experiente goleiro, seja pela idade ou principalmente pelo tempo de casa, é constantemente procurado por jogadores mais jovens do elenco para dar conselhos e/ou apenas conversar.

"Eu procuro sempre ajudar e conversar com os mais jovens e com os que chegam ao clube. Tenho uma característica de conversar mais diretamente com cada um e fico sempre à disposição quando precisam de algo. Temos que fazer isso, pois lá no início alguém fez pela gente também. Por ser um dos mais antigos, com certeza eu posso exercer essa função", detalhou Walter, em entrevista concedida ao portal Uol e publicada nesta sexta-feira.

Cabe lembrar, porém, que Walter, nem no papel de goleiro nem no de líder, impediu o Corinthians de engatar uma péssima sequência de resultados no início da trajetória de Osmar Loss como técnico da equipe. E no entendimento do arqueiro a solução para os problemas alvinegros está justamente na união do elenco do qual é um dos mais veteranos.

"O mais importante é sempre o coletivo. Infelizmente não tivemos uma boa sequência, mas com certeza as coisas vão melhorar daqui para frente. É um início de um novo trabalho, muitos jogadores machucados, convocados. É natural que precise de paciência e tempo para tudo se encaixar", opinou.

Veja mais em: Walter e Elenco do Corinthians.

Veja Mais:

  • Sheik promoverá pelada beneficente de despedida do Timão na Arena

    Corinthians e Emerson Sheik acertam jogo de despedida na Arena

    ver detalhes
  • Sob comando de Barroca, Timão perde a primeira e dá adeus ao Brasileiro Sub-20 na segunda fase

    Corinthians é superado no Barradão e se despede do Brasileiro Sub-20

    ver detalhes
  • Atletas também serão envolvidos em ação que visa estimular transplantes de órgãos e tecidos

    Corinthians abraça campanha e apagará próprio escudo em prol da doação de órgãos

    ver detalhes
  • Basquete do Corinthians se impôs como visitante e venceu o líder Bauru

    Corinthians supera líder Bauru fora de casa e volta a vencer pelo Paulista de Basquete

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes