Corinthians cresce no último quarto, mas não evita segunda derrota no Paulista de Basquete

Corinthians cresce no último quarto, mas não evita segunda derrota no Paulista de Basquete

1.9 mil visualizações 25 comentários Comunicar erro

Corinthians entrou em quadra pelo Paulista de Basquete nesta quarta

Corinthians entrou em quadra pelo Paulista de Basquete nesta quarta

Foto: Reprodução/Youtube

Na noite desta quarta-feira, a equipe de basquete do Corinthians enfrentou seu segundo desafio pelo Campeonato Paulista da modalidade. O resultado, contudo, não foi dos melhores. Depois de perder na estreia contra o Pinheiros, os corinthianos acabaram derrotados pelo Paulistano por 76 a 70. A partida foi disputada no Ginásio Antônio Prado Junior, no Jardim América, em São Paulo.

O Timão contou com um desfalque de peso na partida: o técnico Bruno Savignani, que está conduzindo a Seleção Brasileira Sub-21. Com isso, a equipe atuou sob o comando de Leonardo Cursino. Por outro lado, a noite também foi marcada pela estreia do ala Guilherme Giovannoni, um dos principais nomes do basquete brasileiro e sétimo reforço do Timão na temporada 2018/19.

Em quadra, os titulares corinthianos foram: Shilton, Fuller, Fischer, M. Aguiar e Guilherme Giovannoni. Com exceção ao estreante, a escalação foi a mesma utilizada na estreia no Paulista de Basquete.

Ainda sem pontuar no Paulista de Basquete, o Corinthians volta a quadra no próximo domingo, diante do Sesi Franca, às 18h (de Brasília). O confronto será realizado no Ginásio Wlamir Marques, no Parque São Jorge, com entrada gratuita para a Fiel.

E o jogo, como foi?

Assim que a bola subiu, o Corinthians não perdeu tempo na corrida para o ataque. Porém, o avanço foi cortado e o Paulistano acabou abrindo o placar, com uma cesta de dois pontos. Os corinthianos não se abateram e responderam na mesma moeda. O rival voltou a sair na frente com dois lances livres. Na sequência, o estreante Guilherme Giovanonni errou e viu os donos da casa responderem. 5 a 4 no marcador.

A partida seguiu eletrizante, com ambas as equipes agredindo as marcações rumo a cesta. O norte-americano Kyle Fuller converteu a primeira cesta de três pontos do Timão, mas o Paulistano marcou momentos depois. A diferença de um ponto no placar se manteve até uma conversão de três pontos do Paulistano. A vitória parcial já chegava em 19 a 13 para o time da casa, mas Fuller colocou o Corinthians na partida novamente, com outra cesta de três.

Mesmo a partida tendo se mantido equilibrada, o primeiro quarto chegou ao fim com o placar de 22 a 16 para o Paulistano. Na etapa seguinte, o Corinthians viu o rival marcar mais dois pontos, ambos em lances livres. Fuller tentou converter uma cesta de fora do garrafão, mas acabou parado com falta. Na cobrança, anotou três pontos para o Timão.

Sem muito entrosamento, a equipe do Parque São Jorge mostrou dificuldades (e até um pouco de afobação) até os trinta segundos finais da etapa. Fisher recebeu uma falta dura em ataque e diminuiu a distância para 11 pontos. O Paulistano teve a chance de descontar com dois lances livres, mas não converteu.

O Corinthians entrou no terceiro quarto precisando mostrar uma postura diferente para a virada. E, de fato, a equipe conseguiu se reerguer. A distância diminuiu para seis pontos nos primeiros três minutos da etapa, mas o Paulistano conseguiu responder na mesma moeda. Humberto anotou na sequência e o placar foi para 45 a 41. A responsabilidade caiu nos ombros do rival, que conquistou cinco pontos na sequência.

O Timão conseguiu diminuir a diferença e encostou no placar, mas o Paulistano voltou a se mostrar superior nos ataques. 57 a 49 para os donos da casa. Mesmo com a visível melhora no terceiro quarto, os corinthianos acumularam erros de rebote e finalização. Nos últimos dois minutos da etapa, a diferença do rival sobre o Corinthians voltou para os 11 pontos. Gustavinho, acionado do banco durante a partida, diminuiu com mais uma cesta de dois.

No último quarto, o marcador sinalizava 61 a 51 para o Paulistano. Com isso, o Corinthians começou marcando com uma cesta de Gustavinho. O adversário acabou respondendo na sequência. Fisher, que entrou em quadra no lugar do camisa 10 do Timão, apareceu bem de fora do garrafão e Humberto fez o mesmo momentos depois. A diferença no placar foi para apenas quatro pontos.

Mesmo sofrendo com a pressão alvinegra, o Paulistano conseguiu administrar o resultado e voltou a ampliar. Guilherme Giovannoni teve a chance de colocar o Timão na disputa mais uma vez, com dois lances livres, mas acabou errando. Do outro lado, o rival conseguiu converter as duas bolas paradas de ganhou.

Fuller conseguiu diminuir a distância no placar para cinco pontos, com três lances livres, faltando pouco mais de um minuto para o fim do jogo. O norte-americano anotou mais uma de fora do garrafão na sequência, mas o Paulistano respondeu na mesma moeda.

Há poucos segundos do apito final, o Timão estava há quatro pontos do empate. Contudo, o Paulistano marcou mais dois pontos na sequência e garantiu a vitória.

Veja mais em: Basquete.

Veja Mais:

  • Jair conta com Romero para surpreender Cruzeiro fora de casa; time viaja à noite

    Jair preserva titulares, e Corinthians não tem treino tático antes de pegar Cruzeiro

    ver detalhes
  • Livre de incômodo, Douglas deve ser novidade no time titular do Corinthians

    Com retorno de volante, Corinthians relaciona 22 para viagem a Belo Horizonte

    ver detalhes
  • Andrés (à dir.) ao lado do diretor de futebol Duílio Monteiro

    Presidente do Corinthians viaja à Europa em busca de contratações

    ver detalhes
  • Corinthians passou a levar mais torcedores na Arena após diminuição dos valores

    Corinthians diminui valor de ingresso e vê médias de público e renda aumentarem no Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes