Pedrinho comenta interesse do PSG e reforça desejo de seguir no Corinthians

62 mil visualizações 203 comentários

Por Lucas Faraldo e Rodrigo Vessoni, no CT Joaquim Grava

Pedrinho concedeu entrevista nesta sexta no CT do Corinthians

Pedrinho concedeu entrevista nesta sexta no CT do Corinthians

Rodrigo Vessoni/Meu Timão

Imagine um jogador de futebol, aos 20 anos de idade, saber que o Paris Saint-Germain, um dos mais ricos e fortes clubes do mundo, tem interesse em sua contratação. Partiu França, certo? Ao menos no caso do corinthiano Pedrinho, errado!

Em entrevista concedida no fim de tarde desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, o meia-atacante do Corinthians comentou pela primeira vez as notícias de que o PSG estaria disposto a tirá-lo do Timão. O garoto reforçou a intenção de seguir na equipe alvinegra.

"Como eu sempre falei, a gente vê essas notícias, mas eu já tinha falado com o presidente. Quero continuar, fazer minha história. Em relação a essas especulações, acho que são só sondagens, quero fazer história aqui no Corinthians e retribuir o carinho que a torcida tem comigo", disse o jovem, que já havia declarado em outras oportunidades seu desejo de permanecer por mais um bom tempo no clube do Parque São Jorge.

"Essas coisas não cabe a mim resolver. Se essa for uma situação, prefiro sempre estar o máximo de tempo no clube, mostrar meu valor e recompensar o que eles deram para mim", acrescentou.

Na última quinta-feira, o jornal francês L'Équipe noticiou o interesse do PSG em Pedrinho. O Meu Timão conversou com Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, e Will Dantas, agente do meia-atacante. Ambas as partes negaram receber contato dos franceses.

Ao ser questionado sobre a reação dos amigos mais próximos diante de notícias como essa da última quinta-feira, Pedrinho riu e deu de ombros diante da chance de jogar no PSG.

"Meu amigo até me perguntou como é que eu fico tranquilo com essas coisas. Eu disse que minha cabeça está aqui, fico conversando com o presidente, pessoas mais próximas, já falei que quero fazer minha história no Corinthians. Nada disso entra na minha cabeça, quero ficar o máximo de tempo possível aqui", enfatizou.

Esta não é a primeira vez que o nome de Pedrinho entra em evidência no mercado da bola em 2018. No começo do ano, o meia-atacante recusou proposta de um clube chinês, que havia oferecido cerca de R$ 100 milhões em salários diluídos em três anos de contrato.

"Sempre tive um sonho de subir para o profissional. Milhares de jovens sonham em estar no profissional. Depois que subi sempre almejei títulos, coisas grandes. É estar ganhando títulos e virar ídolo para a torcida", finalizou Pedrinho, que tem 70% dos direitos econômicos ligados ao Timão.

Relembre gols e lances de Pedrinho com a camisa do Corinthians

Veja mais em: Pedrinho e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Jô durante duelo com Atlético-MG, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro

    Corinthians sucumbe no segundo tempo e perde de virada para Atlético-MG na estreia do Brasileirão

    ver detalhes
  • Jô marcou o primeiro gol do Corinthians diante o Atlético Mineiro, pelo Brasileirão

    Jô fica com melhor avaliação em noite de médias baixas no Corinthians; lateral beira o zero

    ver detalhes
  • Tiago Nunes reclamou até de um pênalti que Ruan Oliveira teria sofrido no final do jogo

    Tiago Nunes vê Corinthians desgastado, reclama de pênalti e lamenta chance perdida para fazer 3 a 0

    ver detalhes
  • Gabriel Pereira comemorou sua estreia pelo Corinthians nesta quarta-feira

    Gabriel Pereira comemora estreia pelo time profissional do Corinthians: 'Um sonho de criança'

    ver detalhes
  • Arana e Michel Macedo no duelo entre Corinthians e Atlético Mineiro

    Torcida do Corinthians lamenta derrota no Brasileirão e destaca falta de opções entre os reservas

    ver detalhes
  • Araos anotou o segundo gol do Corinthians contra o Atlético Mineiro, pelo Brasileirão

    Com gol de Araos, 11 jogadores já marcaram pelo Corinthians na temporada; veja lista

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: