Jair pede fim de erros de arbitragem para acabar com 'problemas emocionais' do Corinthians

Jair pede fim de erros de arbitragem para acabar com 'problemas emocionais' do Corinthians

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

1.3 mil visualizações 32 comentários Comunicar erro

Jair creditou oscilação emocional de sua equipe aos seguidos erros de arbitragem

Jair creditou oscilação emocional de sua equipe aos seguidos erros de arbitragem

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Pilhado. Para alguns torcedores do Corinthians, é assim que o time de Jair Ventura tem entrado em algumas partidas do Brasileirão. O turbilhão de emoções, no entanto, acaba atrapalhando em algumas oportunidades, como na expulsão de Araos, na tarde deste sábado. Para o treinador, acabar com esses supostos problemas emocionais é simples: basta uma arbitragem correta.

"Desde a Copa do Brasil, quando teve o gol do Pedrinho e ele foi anulado, como o de hoje, é difícil. Você trabalha o emocional muito forte. Somos seres humanos e é difícil ver um gol legal sendo anulado. Se começarem a validar nosso gol que é legal, vamos ficar mais felizes. Essa é a resposta. Validando os gols que estão sendo tirados, não teremos problemas emocional", disse, visivelmente incomodado, na coletiva após o empate por 1 a 1 no clássico.

"Não é ajudar, é só não tirar nosso gol. É normal em jogos importantes todo mundo murchar depois de um gol anulado", completou.

Leia também:
Andrés detona Coronel Marinho e insinua erros de arbitragem a voto contra VAR
Revoltado, Jadson xinga auxiliar de linha de fundo por gol corinthiano não dado em Majestoso
Da revolta com o árbitro à felicidade pelo desempenho: Fiel repercute empate no Majestoso

Como seus jogadores, Jair também viveu o Majestoso intensamente. Durante os 90 minutos, o treinador esteve inquieto no banco de reservas e chamou atenção por bronca dada no árbitro Rodolpho Toski Marques.

"Clássico é clássico. Eu sou assim nos outros jogos, mas quanto mais a torcida grita eu quero entrar também. O bando de louco começa a gritar e você quer dar carrinho no adversário. Mas você tem que pensar, tomar decisões rápidas que o treinador tem que tomar. Eu fico feliz pela parte tática e técnica do time, além da garra", afirmou, normalizando a situação.

Os ânimos à flor da pele tiveram consequência até mesmo depois do apito final. Já na entrevista coletiva, Jair se irritou com perguntas em excesso sobre arbitragem, chegando a discutir com um jornalista quando questionado sobre a expulsão do chileno Araos.

Veja mais em: Jair Ventura, Campeonato Brasileiro e Majestoso.

Veja Mais:

  • Corinthians fez dois gols no final do jogo e garantiu a classificação

    Corinthians vira no fim, despacha o Avenida e avança na Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Quem para o homem?! - Gustagol comemora oitavo gol pelo Corinthians em 2019

    Atacantes do Corinthians empatam na eleição do craque da segunda fase da Copa BR; veja avaliações

    ver detalhes
  • Urso beija escudo do Corinthians ao comemorar primeiro gol pelo clube

    Carille se encanta com Sornoza e valoriza credenciais de Urso: 'Sei que o corinthiano gosta'

    ver detalhes
  • Avelar é dúvida para compromisso do fim de semana; Timão se reapresenta nesta quinta

    Avelar deixa Arena mancando e pode se tornar desfalque para Carille

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes