Melhor e pior: Danilo escolhe momentos mais marcantes em nove anos de Corinthians

Melhor e pior: Danilo escolhe momentos mais marcantes em nove anos de Corinthians

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni, no CT Joaquim Grava

3.6 mil visualizações 36 comentários Comunicar erro

Danilo foi essencial na conquista da Libertadores de 2012 pelo Corinthians

Danilo foi essencial na conquista da Libertadores de 2012 pelo Corinthians

Daniel Augusto Jr./Fotoarena

Quando o árbitro do embate entre Corinthians e Grêmio apitar o final da partida, neste domingo, a passagem de Danilo pelo Timão chegará ao seu fim. Em nove anos, o meio campista conquistou oito títulos e foi essencial em grande parte dessas conquistas. De todos os momentos, porém, o meia escolhe com facilidade o mais marcante.

"O gol contra o Santos que nos levou à final da Libertadores em 2012. Tive o privilégio de fazer o gol e depois fomos campeões", destacou, relembrando o tento que definiu empate por 1 a 1 no jogo de volta contra o rival, no Pacaembu - na ida, o Timão venceu por 1 a 0 na Vila Belmiro.

Leia também:
Com direito a quadro, Danilo recebe homenagem após treino do Corinthians
Corinthians treina escalação com mudanças no gol e meio de campo contra Grêmio

Em nove anos, porém, nem tudo foram glórias na vida de Danilo. Em 2016, o ídolo alvinegro sofreu uma grave lesão. Na época, os médicos do Corinthians chegaram a alertar para o risco do jogador não voltar a atuar. Por tudo isso, Zida não tem dúvidas de qual é seu período mais duro no Parque São Jorge.

"Momento mais difícil. Nunca tive lesão muscular nem nada, então ter essa lesão do jeito que for, a seriedade que foi. Agradeço a Deus por estar no clube, com os melhores médicos, para ter essa força de voltar a jogar. A fase que tirei a bota, não aguentava a andar, a perna atrofiada, tenho que agradecer a todos e a Deus, fiz todas as fisioterapias para jogar. Hoje estou 100% recuperado", relembrou - o jogador correu risco de perder a perna.

Estar 100%, inclusive, foi o principal motivo para Danilo recusar outro cargo no Timão e buscar um novo clube. Com fome de jogo, o meio campista quer atuar ao menos mais um ano. Depois disso, porém, não nega a vontade de voltar ao clube alvinegro, com preferência para a comissão técnica.

Veja mais em: Danilo e Ídolos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians estreia no Brasileirão de 2019 contra o Bahia

    CBF divulga tabela, e Corinthians já sabe contra quem estreia no Brasileirão-2019

    ver detalhes
  • Léo Santos está perdendo espaço no elenco do Corinthians

    Corinthians pode emprestar Léo Santos ao Fluminense; clubes discutem pagamento de salário

    ver detalhes
  • Rosenberg é diretor de marketing do Corinthians desde fevereiro de 2018

    Rosenberg tenta explicar comentário sobre mulher com HIV; Corinthians divulga nota oficial

    ver detalhes
  • Corinthians de Cássio tentará octacampeonato brasileiro em 2019

    VAR, limite de inscritos e Supercopa do Brasil: mudanças confirmadas para o Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes