Corinthians reflete com erros e planeja 2019 'de muita alegria'

Corinthians reflete com erros e planeja 2019 'de muita alegria'

Por Meu Timão

6.5 mil visualizações 84 comentários Comunicar erro

Andrés e Rosenberg durante gravação do clube; diretoria assume erros por 2018 ruim

Andrés e Rosenberg durante gravação do clube; diretoria assume erros por 2018 ruim

Reprodução/Corinthians TV

Um ano de reflexão e aprendizado. É assim que a diretoria do Corinthians classifica 2018, temporada que termina com um título (Paulistão) e um vice-campeonato (Copa do Brasil). De maneira geral, o Timão entende ter aprendido com os erros para fazer de 2019 um ano “de muita alegria”, como projeta o diretor de marketing alvinegro, Luis Paulo Rosenberg.

Em polêmica entrevista à rádio Bandeirantes concedida neste domingo, o braço direito do presidente Andrés Sanchez valorizou a “democracia do futebol brasileiro”, que faz com que seja possível o último campeão brasileiro quase ser rebaixado no ano seguinte – justamente o caso do Corinthians, de heptacampeão nacional em 2017 a 13º colocado em 2018.

“Essa é a beleza do futebol brasileiro. Eu sempre perco tempo: ‘Por que o futebol é tão mais popular do que outros esportes?’ É exatamente por esse aspecto democrático. Como é que pode o campeão do Brasileiro do ano passado terminar em 13º nesse ano?”, começou Luis Paulo.

“Assim é o futebol, você desmonta uma comissão técnica e rapidamente você tem a inversão de valores. Quatro clubes grandes chegaram às últimas rodadas ameaçados de queda. Corinthians teve desempenho realmente excecional nos últimos dez anos e chegou a hora de a roda da fortuna andar”, acrescentou o dirigente corinthiano.

Rosenberg retornou ao comando do Corinthians em fevereiro, junto a Andrés, reeleito presidente. Ele entende que a alta cúpula do clube, responsável pela gestão do futebol, “aprendeu a lição com muita humildade”. Valoriza, também, a torcida do Timão, fundamental para evitar o que viria a ser o segundo descenso da história preta e branca.

“Saímos dela absolutamente engrandecidos pelo comportamento da torcida, o time jogando aquela última partida precisando ganhar e a torcida não parou de aplaudir um minuto apesar de o time estar perdendo”, pontuou Luis Paulo. “Evidentemente a torcida do Corinthians é muito melhor do que sua diretoria e seu plantel, isso é que faz a diferença”.

Elogios até à oposição

O mandachuva do marketing do Corinthians enalteceu a postura dos grupos de oposição neste fim de 2018. Segundo o mandatário, mesmo aqueles que não compõem a atual administração nem pertencem à chapa Renovação & Transparência entenderam o momento vivido pelo clube dentro das quatro linhas.

“E notar também o comportamento absolutamente republicano, digamos assim, da oposição no Corinthians. Muita crítica, muita análise, muita observação, mas entendem que, no momento em que o Corinthians está ameaçado, a gente se une e recompõe o quadro. 2019 será um ano de alegria”, finalizou Rosenberg.

Muitos erros: relembre as promessas jamais cumpridas por Andrés e Rosenberg

Veja mais em: Diretoria do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg, Andrés Sanchez, Campeonato Brasileiro e Torcida do Corinthians.

Veja Mais:

  • Carille comandou treino no CT Joaquim Grava nesta sexta-feira; preparação segue no sábado

    Corinthians inicia preparação para Majestoso em única atividade aberta à imprensa

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians promete invadir Arena na noite de domingo

    Fiel garante recorde de público em clássico contra São Paulo; veja como comprar últimos ingressos

    ver detalhes
  • Ralf e Carille durante treino do Corinthians no CT Joaquim Grava; Timão tem clássico pela frente

    Ralf pede definição de Carille sobre Corinthians titular e alerta para 'gols bobos'

    ver detalhes
  • Dupla de zaga deve ser mantida por Fábio Carille

    Carille banca dupla de zaga e projeta poucas mudanças na equipe para Majestoso de domingo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes