Técnico do Corinthians elogia Grêmio, mas corrige repórter: 'Não era temido'

Técnico do Corinthians elogia Grêmio, mas corrige repórter: 'Não era temido'

Por Meu Timão

11 mil visualizações 63 comentários Comunicar erro

Barroca, em sua primeira Copinha pelo Corinthians, já leva o time às semifinais

Barroca, em sua primeira Copinha pelo Corinthians, já leva o time às semifinais

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

A classificação do Corinthians para as semifinais da Copa São Paulo de Futebol Júnior foi marcada por aquela que talvez tenha sido a mais equilibrada partida do Timãozinho no mata-mata da atual edição do torneio. E isso ficou claro na entrevista concedida pelo técnico alvinegro, Eduardo Barroca, ainda na Arena Barueri, pouco após o término do jogo.

Leia também: Jogadores do Corinthians, sobre 23 mil torcedores em jogo da Copinha: 'Maior clube não é à toa'

A vitória por 2 a 1 do Corinthians sobre o Grêmio foi marcada por um gol gaúcho na reta final da partida, dando contornos dramáticos para a classificação que até então se desenha tranquila para o Timãozinho. Questionado se a equipe tricolor era temida do lado alvinegro, Eduardo Barroca corrigiu o repórter, mas não deixou de mostrar respeito ao rival da vez.

"Não era tão temido. Mostrou na prática porque é um adversário que precisamos respeitar sempre. Foi um jogo bastante equilibrado, um adversário que impôs bastante dificuldade para a gente. O fato de a gente impôr vantagem fez a diferença no jogo, porque o jogo estava muito equilibrado. Mas os meninos lutaram o tempo todo, buscaram a vitória os 90 minutos", sintetizou o treinador, que está à frente do Corinthians numa Copinha pela primeira vez.

Agora classificado para as semifinais, o Corinthians mede forças diante do Vasco, na noite da próxima terça-feira, às 21h30, novamente na Arena Barueri. Ao contrário das últimas fases da Copinha, o Timãozinho terá agora uma sequência de três dias sem jogos (e não apenas um).

"Agora é ter a capacidade de virar a chave, comemorar um pouco o tempo a mais de recuperação, porque esses meninos estão num desgaste muito alto, para os jogadores estarem na plenitude para enfrentar o Vasco numa semifinal, que sabemos que será mais um jogo difícil na competição", discorreu o comandante corinthiano.

Por fim, Barroca ainda falou sobre a maturidade que sua equipe vem ganhando na atual edição do torneio, em função dos diferentes perfis de adversários encontrados tanto ainda na fase de grupos quanto no mata-mata.

"A competição é uma maturidade para o objetivo final deles de transitar para a categoria profissional. Jogar contra equipes fortes, equipes de camisa, bem treinadas, com público... Isso tudo aproxima os jogadores, simula uma situação que enfrentarão logo logo no profissional do clube", explicou.

Veja mais em: Eduardo Barroca, Copinha, Corinthians Sub-20 e Base do Corinthians.

Veja Mais:

  • Gustagol fez o segundo do Corinthians e recolocou a equipe à frente do placar contra o São Paulo

    Corinthians vence São Paulo com gols de Gustavo e Manoel e mantém supremacia de meia década

    ver detalhes
  • Gustavo e Love tiveram algumas das melhores notas do Corinthians no Majestoso

    Gustagol é eleito craque do Majestoso; veja quem mais se destacou e quem destoou entre corinthianos

    ver detalhes
  • Vagner Love rebateu fala de Tiago Volpi na saída do gramado da Arena Corinthians

    Goleiro do São Paulo acusa Love de má intenção; camisa 9 do Corinthians ri e responde

    ver detalhes
  • Corinthians provocou São Paulo nas redes sociais

    Após vitória, Corinthians provoca São Paulo com 'talheres' e versões de 'boi do Piauí'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes