Cássio comemora renovação e fala de chance de igualar ídolo Ronaldo

Cássio comemora renovação e fala de chance de igualar ídolo Ronaldo

5.3 mil visualizações 76 comentários Comunicar erro

Cássio falou em coletiva no CT Joaquim Grava na tarde desta terça-feira

Cássio falou em coletiva no CT Joaquim Grava na tarde desta terça-feira

Rodrigo Vessoni / Meu Timão

Cássio foi escolhido pela assessoria de imprensa do Corinthians para conceder entrevista coletiva na tarde desta terça-feira no CT Joaquim Grava. Uma escolha que não foi por acaso. O goleiro falou com os jornalistas pela primeira vez após a renovação de contrato com o clube - vínculo agora termina apenas em 31 de dezembro de 2022.

Como não poderia ser diferente, o camisa 12 não economizou nos elogios ao clube nem nas palavras ao falar da possibilidade de permanecer por mais quatro anos no clube que chegou em janeiro de 2012.

"Sou identificado aqui, estamos dispostos a contribuir o que o Corinthians fez para mim, transição da Europa, não sabia o que ia acontecer, o Corinthians apostou em mim. Estou muito feliz com essa renovação de contrato, me sinto em casa aqui. É pensar ano a ano. Chegando na oitava temporada aqui. Não adianta pensar lá na frente. É me dedicar ao máximo esse ano. Esses goleiros que você citou são referências para mim, de profissional, de tempo de casa, que é raro no futebol hoje em dia. Os goleiros acabam tendo isso, o Prass tem uma história longa e bonita no Palmeiras. É me dedicar ano a ano", lembrou.

Leia também:
Boselli e Manoel são inscritos no Paulistão; lista atualizada do clube tem 21 nomes
Marllon destaca ajuste ao esquema do Corinthians e agradece oportunidade com Carille
Expectativa por mais reforços faz Carille aguardar para 'dar arranque' no Corinthians

Apesar de falar em "meta será jogo a jogo, ano a ano", Cássio poderá igualar - e ultrapassar -, o número de jogos de Ronaldo Giovanni que, entre 1988 e 1998, atuou 602 vezes com a camisa do Timão - o atual dono da posição tem 383 partidas pelo Corinthians.

"É uma marca expressiva que ele tem, o goleiro que mais vestiu a camisa do Corinthians. Minha meta agora é chegar aos 400. Não posso pensar o que vai acontecer em quatro anos. Infelizmente não consegui jogar mais por causa da Seleção, mas isso foi positivo também", disse.

"Minha meta é chegar aos 400 e ajudar o Corinthians a ganhar títulos. A gente é movido a desafios, tentar quebrar barreiras. Seria muito legal chegar, mas é pensar jogo a jogo, minha meta é chegar aos 450 neste ano, e lá no futuro quem sabe alcançar ou até passar essa marca", lembrou.

Por fim, Cássio rechaçou ser o maior goleiro da história do Corinthians, como o próprio Ronaldo já o chamou por diversas vezes.

"O Corinthians é muito grande para alguém se achar melhor. Eu posso ter minha opinião, e o Ronaldo é na minha opinião. Ronaldo passou dez anos aqui, uma época muito boa. Seu Miranda sempre fala bem dele, aprendi a admirar mais depois que o conheci melhor. Vou sempre respeitar, uma das metas é passá-lo. Mas minha opinião sobre ele vai ser sempre a mesma", finalizou.

Veja mais em: Cássio, Ex-jogadores do Corinthians, CT Joaquim Grava e História do Corinthians.

Veja Mais:

  • Gustagol fez o segundo do Corinthians e recolocou a equipe à frente do placar contra o São Paulo

    Corinthians vence São Paulo com gols de Gustavo e Manoel e mantém supremacia de meia década

    ver detalhes
  • Gustavo e Love tiveram algumas das melhores notas do Corinthians no Majestoso

    Gustagol é eleito craque do Majestoso; veja quem mais se destacou e quem destoou entre corinthianos

    ver detalhes
  • Vagner Love rebateu fala de Tiago Volpi na saída do gramado da Arena Corinthians

    Goleiro do São Paulo acusa Love de má intenção; camisa 9 do Corinthians ri e responde

    ver detalhes
  • Corinthians provocou São Paulo nas redes sociais

    Após vitória, Corinthians provoca São Paulo com 'talheres' e versões de 'boi do Piauí'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes