Oposição no Corinthians alerta para possível risco de reembolso ao BMG e cobra transparência

Oposição no Corinthians alerta para possível risco de reembolso ao BMG e cobra transparência

Por Meu Timão

18 mil visualizações 336 comentários Comunicar erro

Luis Paulo Rosenberg e Andrés Sanchez são homens-fortes por trás da parceria com o BMG

Luis Paulo Rosenberg e Andrés Sanchez são homens-fortes por trás da parceria com o BMG

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Ainda gera repercussão o vazamento da ata de reunião extraordinária do Conselho de Administração do BMG datada de 15 de janeiro. Um dos principais grupos de oposição hoje no Parque São Jorge, o Corinthians Grande se posicionou oficialmente a respeito do caso.

Por meio de nota publicada nas redes sociais, o movimento oposicionista criticou a falta de transparência da atual diretoria do Corinthians no que diz respeito aos contratos de patrocínios firmados nas últimas semanas - foram anunciados banco BMG, Guaraná Poty, Joli Materiais de Construção e Orthopride como novos parceiros do clube, sem mais detalhes.

E essa falta de detalhes gerou inquietação entre torcedores do Corinthians nas redes sociais nesta manhã de sexta-feira, diante do vazamento da ata do BMG. No documento, estão indicados R$ 12 milhões como valor fixo anual a ser pago ao clube pelo patrocínio. Há ainda 50% do lucro líquido em cima de serviços e produtos a serem lançados para a Fiel.

Publicamente, porém, a diretoria corinthiana havia apenas citado "parceria de R$ 30 milhões", valor justificado como adiantamento em nota oficial publicada mais cedo pelo Corinthians.

Leia também: Ata sobre patrocínio entre Corinthians e BMG é removida de site após polêmica

Diante desses fatos, o Corinthians Grande deixou no ar algumas questões ainda não esclarecidas pela atual diretoria. Na mais grave delas, é levantada a bola para a possibilidade de um reembolso do Timão ao BMG ao fim de 2019 caso a parceria com o clube não gere R$ 18 milhões ao banco na atual temporada (diferença entre os R$ 30 milhões depositados e os R$ 12 milhões supostamente determinados no contrato de patrocínio).

"Se a parceria não efetivar R$ 18 milhões para o banco em 2019, o clube terá que devolver o investimento? Como será feita a auditoria dos valores? O torcedor corinthiano levará seu dinheiro para um banco digital sem saber quais as vantagens? O projeto de ter o cartão de crédito da Caixa e o sistema de fidelidade com o torcedor teve a adesão de apenas 8 mil pessoas em dois anos. Como chegaremos aos 200 mil?", escreveu o grupo de oposição.

Leia a nota do Corinthians Grande na íntegra

O Corinthians anunciou uma série de patrocinadores no começo deste ano: banco BMG, Guaraná Poty, computador Positivo, Joli Materiais de Construção e Orthopride. Sabemos da extrema importância do clube voltar a ter parceiros comerciais fortes, que saibam ativar a imensa torcida alvinegra e render diferentes negócios para o clube.

Porém, mais uma vez, a falta de transparência impera nas negociações. Depois de anunciar um “acordo de R$ 30 milhões”, um documento do BMG aponta que o valor do patrocínio máster é de R$ 12 milhões por ano – além de 50% do lucro líquido do banco digital "Meu BMG Corinthians", cujo lançamento foi prometido para março.

Agora, o clube reafirma que recebeu R$ 30 milhões do parceiro (e que, inclusive, o dinheiro já está em caixa). Se a parceria não efetivar R$ 18 milhões para o banco em 2019, o clube terá que devolver o investimento? Como será feita a auditoria dos valores? O torcedor corinthiano levará seu dinheiro para um banco digital sem saber quais as vantagens? O projeto de ter o cartão de crédito da Caixa e o sistema de fidelidade com o torcedor teve a adesão de apenas 8 mil pessoas em dois anos. Como chegaremos aos 200 mil?

A falta de transparência diminui as chances de sucesso do negócio. A coletiva de imprensa desta semana e a nota oficial do clube contaram com muitas questões, mas poucas respostas. #estamosdeolho

Veja mais em: Diretoria do Corinthians, Parque São Jorge, Patrocinador do Corinthians e Camisa do Corinthians.

Veja Mais:

  • Carille comandou última atividade do Corinthians antes da segunda fase da Copa do Brasil

    Carille dribla imprensa antes de jogo contra Avenida; veja provável escalação do Corinthians

    ver detalhes
  • Fábio Carille confirmou relação dos atletas que vão à Arena nesta quarta; bola rola às 21h30

    Com Díaz, Carille relaciona 23 corinthianos para segunda fase da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Gustavo deve ganhar aumento e novo contrato, com término em 2022

    Corinthians encaminha renovação de contrato com Gustagol

    ver detalhes
  • Sornoza é o dono da camisa 7 do Timão; sem Jadson, deve engatar sequência como titular

    Sornoza não se vê '100% adaptado', mas celebra início e revela ansiedade pelo primeiro gol

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes