Diretor de finanças do Corinthians esclarece polêmicas com 'marmita' e ex-zagueiro do clube

Diretor de finanças do Corinthians esclarece polêmicas com 'marmita' e ex-zagueiro do clube

Por Meu Timão

9.1 mil visualizações 73 comentários Comunicar erro

Diretor explicou polêmicas recentes ligadas ao departamento financeiro do Corinthians

Diretor explicou polêmicas recentes ligadas ao departamento financeiro do Corinthians

Reprodução/Corinthians TV

Vivendo momento financeiro complicado nos últimos tempos, o Corinthians teve seu nome levado à Justiça uma série de vezes por conta de dívidas. Os débitos vão de pequenos a grande valores e, quando caem na mídia, ganham enorme repercussão. Recentemente, o clube virou notícia por atrasar o pagamento à uma empresa de alimentação.

Entrevista pela ESPN Brasil nesta quarta-feira, Matias Romano Ávila, diretor financeiro do Timão, fez questão de explicar a polêmica.

"Ficou pejorativamente chamado de marmita, mas o Corinthians trocou o fornecedor de alimentação da base, por causa da qualidade e do preço", explicou o dirigente.

"Fizemos um acordo por essa troca e fomos pagar, mas eles tinham um problema para fazer o recebimento. Nós depositamos, em janeiro, R$ 200 mil, que nem é uma quantia alta. Quando foi em maio, eles solucionaram o problema e entraram com uma ação para receber a correção monetária dos cinco meses. E o juiz deu. R$ 4 mil e poucos reais. Tudo no Corinthians fica muito grande", complementou.

Leia também:
Alojamento do Corinthians está irregular por falta de licença; clube promete regularizar em dez dias
Corinthians estreia na Copa Sul-Americana sem ter repetido escalação em 2019

Outra polêmica recente, essa já em 2019, envolveu o nome do zagueiro Anderson Martins. Hoje no São Paulo, o ex-defensor alvinegro processou o Corinthians para cobrar direitos de imagens atrasados desde sua passagem pelo clube.

"No final do ano passado, o Corinthians atrasou o prazo de um acordo com o Anderson Martins, que fez lá em 2016. Tinha um acordo para pagar direito de imagem. O Corinthians atrasou duas parcelas, mas quando entrou a terceira, o clube pagou. Quando entrou o processo, que foi divulgado, ele já tinha recebido", pontuou.

"Houve um atraso? Sim. Mas pagamos assim que ele entrou com a ação. Tudo no Corinthians é notícia", concluiu.

Falando da situação financeira o clube, é válido lembrara que os cofres alvinegros terminaram 2018 com déficit R$ 33,3 milhões.

Veja mais em: Diretoria do Corinthians e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Cássio falou com a reportagem do Meu Timão na tarde desta quinta no CT

    Ao Meu Timão, Cássio analisa primeiro gol do Avenida-RS; goleiro enaltece reação da equipe

    ver detalhes
  • Avelar comemorando o seu gol contra o Avenida, pela Copa do Brasil

    Gols importantes viram marca de Danilo Avelar no Corinthians

    ver detalhes
  • Romero durante treino do Corinthians. Jogador segue sem atuar pela equipe

    Rosenberg não vê solução para caso Romero no Corinthians, mas defende jogador

    ver detalhes
  • Gustavo comemora seu gol contra o Avenida durante a vitória pela Copa do Brasil

    Gustavo confirma renovação com o Corinthians até 2022

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes