Diretor de finanças do Corinthians esclarece polêmicas com 'marmita' e ex-zagueiro do clube

10 mil visualizações 55 comentários

Por Meu Timão

Diretor explicou polêmicas recentes ligadas ao departamento financeiro do Corinthians

Diretor explicou polêmicas recentes ligadas ao departamento financeiro do Corinthians

Reprodução/Corinthians TV

Vivendo momento financeiro complicado nos últimos tempos, o Corinthians teve seu nome levado à Justiça uma série de vezes por conta de dívidas. Os débitos vão de pequenos a grande valores e, quando caem na mídia, ganham enorme repercussão. Recentemente, o clube virou notícia por atrasar o pagamento à uma empresa de alimentação.

Entrevista pela ESPN Brasil nesta quarta-feira, Matias Romano Ávila, diretor financeiro do Timão, fez questão de explicar a polêmica.

"Ficou pejorativamente chamado de marmita, mas o Corinthians trocou o fornecedor de alimentação da base, por causa da qualidade e do preço", explicou o dirigente.

"Fizemos um acordo por essa troca e fomos pagar, mas eles tinham um problema para fazer o recebimento. Nós depositamos, em janeiro, R$ 200 mil, que nem é uma quantia alta. Quando foi em maio, eles solucionaram o problema e entraram com uma ação para receber a correção monetária dos cinco meses. E o juiz deu. R$ 4 mil e poucos reais. Tudo no Corinthians fica muito grande", complementou.

Leia também:
Alojamento do Corinthians está irregular por falta de licença; clube promete regularizar em dez dias
Corinthians estreia na Copa Sul-Americana sem ter repetido escalação em 2019

Outra polêmica recente, essa já em 2019, envolveu o nome do zagueiro Anderson Martins. Hoje no São Paulo, o ex-defensor alvinegro processou o Corinthians para cobrar direitos de imagens atrasados desde sua passagem pelo clube.

"No final do ano passado, o Corinthians atrasou o prazo de um acordo com o Anderson Martins, que fez lá em 2016. Tinha um acordo para pagar direito de imagem. O Corinthians atrasou duas parcelas, mas quando entrou a terceira, o clube pagou. Quando entrou o processo, que foi divulgado, ele já tinha recebido", pontuou.

"Houve um atraso? Sim. Mas pagamos assim que ele entrou com a ação. Tudo no Corinthians é notícia", concluiu.

Falando da situação financeira o clube, é válido lembrara que os cofres alvinegros terminaram 2018 com déficit R$ 33,3 milhões.

Veja mais em: Diretoria do Corinthians e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Neo Química já foi patrocinadora máster do Corinthians na época de Ronaldo Fenômeno

    Neo Química, dona do naming rights, volta à camisa do Corinthians; saiba os detalhes 

    ver detalhes
  • Zagueiro Gil deve voltar à equipe após cumprir suspensão na última rodada

    Corinthians realiza trabalho técnico de olho no Red Bull Bragantino; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Elenco comemora gol de Gustavo Silva sobre o Sport, pelo Brasileirão, na Neo Química Arena

    Corinthians inicia rodada com 6% a mais de chance de ir à Libertadores; veja probabilidades

    ver detalhes
  • As mudanças na parceria entre Corinthians e BMG explicitam que esse nunca foi um patrocínio máster

    [Julia Raya] As mudanças na parceria entre Corinthians e BMG explicitam que esse nunca foi um patrocínio máster

    ver detalhes
  • Diany e Giovanna Campiolo mostram nova camisa da equipe com patrocínio da TellVoip

    Corinthians anuncia novo patrocínio exclusivo para o time feminino em 2021

    ver detalhes
  • Novidade ao vivo: Corinthians lança tour 360º; veja como foi a pré-estreia com o Meu Timão

    VÍDEO: Novidade ao vivo: Corinthians lança tour 360º; veja como foi a pré-estreia com o Meu Timão

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: