Vagner Love explica motivo de ser escalado como titular e diz que Corinthians sofre sem a bola

6.3 mil visualizações 61 comentários

Por Rafael Bianco e Rodrigo Vessoni

Vagner Love esteve em campo durante a derrota para o Ceará

Vagner Love esteve em campo durante a derrota para o Ceará

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Vagner Love vem ganhando sequência como titular da equipe do Corinthians e esteve novamente presente em campo durante a derrota para o Ceará, nesta quarta-feira. Atuando em uma posição que não é a natural, o atacante destacou que vem sendo escolhido por Fábio Carille por causa da sua proximidade com a área e possibilidade de atuar perto do Gustagol.

O próprio treinador já havia comentado, após a partida, sobre a escolha de Love no lugar de Pedrinho para a equipe titular. Ele argumentou que prefere ter um jogador mais agudo do que outro que irá puxar a bola um pouco mais para o meio, como seria o caso do jovem. E é isso que Vagner Love também explicou.

"O Carille vem sempre conversando, não só comigo, mas com o Pedrinho também, que ele precisa de um jogador que entre com o Gustavo dentro da área. Por eu ser um jogador com origem de centroavante fica mais fácil para mim, o Pedrinho é mais de beirada, de criar. Tem alguns lances que eu posso melhorar, estou me adaptando, tem que marcar o lateral, ter esse compromisso e às vezes eu tenho um pouco de dificuldade. Mas são coisas que eu venho melhorando, procurando fazer o que o Carille pede e agora é dar sequência, descansar e se preparar para o Santos na segunda-feira", disse Love.

Leia também:
Carille planeja mudanças na equipe do Corinthians e analisa clássico contra o Santos
Gustavo Mantuan sofre nova lesão no joelho e deve desfalcar o Corinthians por quase toda a temporada

Love também comentou sobre a dificuldade do Corinthians durante a partida, na qual acabou sendo derrotado pelo Ceará por 1 a 0, mas mesmo assim se classificou para a próxima fase da Copa do Brasil, por ter vencido o primeiro jogo por 3 a 1. Para o atacante, a dificuldade em manter a bola, principalmente após a expulsão de Cássio, foi o grande desafio da equipe.

"A gente gosta de ter a bola sempre, às vezes temos um pouco de dificuldade em uma saída o outra, o desgaste complica também, e com um jogador a menos fica mais difícil ainda você ter a bola", finalizou o jogador.

Veja mais em: Vagner Love e Copa do Brasil.

Veja Mais:

  • Gustavo Silva no duelo com o RB Bragantino, pelo Brasileirão, na Neo Química Arena

    Corinthians joga mal, perde para o Red Bull Bragantino e não consegue colar no G6 do Brasileirão

    ver detalhes
  • Cazares foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Meia é eleito o melhor do Corinthians em campo em noite de notas baixas; dupla de atacantes é a pior

    ver detalhes
  • Mancini é bastante contestado pela Fiel após derrota em Itaquera

    Torcida do Corinthians critica Mancini e se irrita com atuação coletiva do time; veja repercussão

    ver detalhes
  • Mancini no jogo contra o Red Bull Bragantino, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão

    Mancini explica escalação, ideias nas substituições e cobra Corinthians: 'Faltou muita coisa'

    ver detalhes
  • Corinthians perdeu posição no Campeonato Brasileiro após mais uma derrota

    Corinthians desperdiça chance de colar no G6 e perde posição no Brasileiro; veja classificação

    ver detalhes
  • Velocidade de Mosquito foi muito mal explorada por um Corinthians totalmente mapeado

    Análise: derrota mostra que o Corinthians não pode se dar ao luxo de fazer o que o adversário quer

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: