Clayson e Pedrinho justificam poucos gols no Corinthians por questão tática e cobram evolução

3.5 mil visualizações 68 comentários Comunicar erro

Pedrinho ressaltou aspecto tático do time do Corinthians

Pedrinho ressaltou aspecto tático do time do Corinthians

Vitor Chicarolli/ Meu Timão

Clayson e Pedrinho não escondem que estão em busca de balançar as redes mais vezes pelo Corinthians nesta temporada. A dupla novamente deve ser titular da equipe de Fábio Carille no duelo com o Montevideo Wanderers (URU) na quinta-feira, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana, na Arena, em Itaquera.

Ambos atuam pelas beiradas do ataque do Timão, jogando pouco à frente dos laterais. Questionados sobre a pouca quantidades de gols marcados pelo time alvinegro em entrevista concedida nesta terça, no CT Joaquim Grava, os atacantes ressaltaram que precisam exercer a função tática e ajudar o time na parte defensiva.

"A gente se cobra bastante. Sabemos que o Corinthians é diferente. Os pontos do Corinthians não costumam fazer muitos gols. Eu e Clayson, por ficarmos defensivamente muito atrás, é bem difícil chegar com conclusão ao gol. O Carille vem cobrando isso da gente e buscamos evoluir”, contou Pedrinho.

Leia também:
Clayson e Pedrinho projetam 'caminho mais fácil' na Sul-Americana; meia destaca 'manual' do torneio
Carille esboça Corinthians para enfrentar o Montevideo Wanderers; veja provável escalação
Novo contrato de Danilo Avelar garante aumento salarial e multa rescisória alta; veja valores

Clayson, que marcou de pênalti o único gol do Corinthians no duelo com o Flamengo no último domingo, ainda revelou que alguns atletas realizam apostas durante o treino para aprimorar este aspecto ofensivo.

"Fazemos algumas apostas durante os treinos. Nos cobramos todos os dias. Treinamos, para chegar no jogo e finalizar bem. O Corinthians tem um sistema defensivo muito forte há anos. Temos que cumprir a função tática e as vezes ficamos longe do gol. Contribuir com assistência também é importante. Mas vamos procurar chegar mais vezes na área para ter mais chances de marcar”, disse.

Ao todo, Clayson tem quatro gols em 2019. O camisa 38, por sua vez, balançou as redes em três oportunidades - ambos disputaram 34 partidas neste ano.

Veja mais em: CT Joaquim Grava, Clayson e Pedrinho.

Veja Mais:

  • Equipe teve atuação muito ruim no Morumbi e pouco conseguiu criar

    Corinthians tem nova atuação ruim e perde clássico para o São Paulo no Morumbi

    ver detalhes
  • Carille admitiu a temporada ruim do Timão e, consequentemente, o risco de demissão

    Carille admite risco de demissão e faz crítica ao ano do Corinthians: 'Não fizemos dez bons jogos'

    ver detalhes
  • Boselli se salvou em noite de críticas gerais por parte da Fiel

    Fiel poupa Boselli em noite de média geral baixíssima do Corinthians; Carille beira o zero

    ver detalhes
  • Mesmo com derrota para o Sâo Paulo, o Corinthians se manteve na quarta colocação do Brasileiro

    Corinthians mantém posição, mas vê rivais se aproximarem na briga pelo G4 do Brasileiro; veja tabela

    ver detalhes
  • Clayson foi um dos mais criticados pela Fiel após a partida

    Torcida do Corinthians detona Carille e jogadores após derrota para o São Paulo; veja tuítes

    ver detalhes
  • Corinthians teve nova atuação de pouca criatividade longe da Arena

    Como visitante, Corinthians tem os piores índices ofensivos do Brasileirão; Carille comenta postura

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: