Cássio e Emerson Sheik relatam espanto com invasões da torcida do Corinthians

Cássio e Emerson Sheik relatam espanto com invasões da torcida do Corinthians

Por Meu Timão

3.9 mil visualizações 33 comentários Comunicar erro

Torcida do Corinthians invadiu o Aeroporto de Guarulhos no embarque ao Mundial de 2012

Torcida do Corinthians invadiu o Aeroporto de Guarulhos no embarque ao Mundial de 2012

Rodrigo Vessoni/Meu Timão

Talvez exemplo máximo da expressão "não vivemos de títulos, vivemos de Corinthians" sejam as emblemáticas invasões da torcida do Timão - inclusive homenageadas pela Nike no mais recente modelo de camiseta lançado para venda à Fiel. Na última das invasões, figuras que ainda marcam presença no dia a dia alvinegro estavam presentes.

Cássio e Emerson Sheik que o digam. Tanto o goleiro quanto o gerente de futebol foram campeões da Libertadores em 2012 e viajaram para o Japão em dezembro daquele ano, quando conquistariam também o título do Mundial de Clubes da Fifa. O próprio embarque no Aeroporto de Guarulhos já "dava a letra" do que os jogadores encontrariam:

"Na verdade, onde o Corinthians joga tem invasão, né? Mas não imaginávamos o que seria quando chegamos ao aeroporto. Toda aquela gente, foi uma sensação muito legal. Isso é uma das tantas coisas que faz a torcida do Corinthians nunca poder ser duvidada", disse Cássio, num especial gravado para a Corinthians TV e publicado nesta quinta-feira.

"Começou aqui no Brasil, nossa chegada ao aeroporto foi diferente. Tenho imagem muito forte do ônibus chegando, a torcida tão empolgada e tão a fim de passar aquela energia bacana para a gente que eles empurravam o ônibus e o ônibus até balançava", completou Emerson.

Devidamente hospedado e treinando do outro lado do mundo, o Corinthians então teve contato efetivamente com a terceira e mais recente invasão da Fiel: no Japão!

"Tivemos um ou outro treino aberto com bastante torcida, mas a realidade mesmo foi quando fomos entrar para aquecer no estádio para a primeira partida, a semifinal. Quando entrei, parecia que eu estava entrando na época que jogávamos no Pacaembu", comentou Cássio, em referência aos cerca de 30 mil corinthianos que assistiram ao título das arquibancadas.

"Surpreendeu a todos nós, do outro lado do planeta, o custo para chegar é muito alto, eu morei no Japão durante muito tempo e não imaginava que essa invasão fosse acontecer como aconteceu. Ter o apoio do nosso torcedor, inclusive num país muito distante do nosso, foi muito importante para a gente", relatou Emerson.

Tanto Cássio quanto Emerson, cabe ressaltar, tiveram papel de destaque tanto na Libertadores que classificaria o Timão ao Mundial quanto no próprio torneio do Japão.

Desde 1976

A trinca de grandes invasões da torcida do Corinthians teve seus dois primeiros episódios no Maracanã: em 1976, na semifinal do Campeonato Brasileiro, contra o Fluminense, e em 2000, na final do Mundial de Clubes daquele ano, diante do Vasco. Os relatos dão conta de um estádio e de um Rio de Janeiro divididos. Cássio e Emerson, que nem mesmo eram nascidos na época da primeira invasão, falaram sobre o feito da Fiel:

"Todo mundo fala que foi absurdo, né? Relatos de ônibus do Corinthians ou alguém que foi passando e todo mundo achando que tinham quatro ou cinco ônibus. E na verdade não parava de passar ônibus", apontou Cássio.

"A história do clube e da torcida ali em 76 é que começou a pegar forma mesmo, né? O clube tem uma história linda, mais de cem anos, mas acho que ali em 76 que marcou de verdade", opinou ainda Emerson.

Confira o vídeo publicado pelo Corinthians

Veja mais em: Mundial de Clubes, Torcida do Corinthians, Títulos do Corinthians, História do Corinthians, Emerson Sheik e Cássio.

Veja Mais:

  • Corinthians disputa semifinal do Paulista Feminino

    Assista ao duelo entre Corinthians e Ferroviária pela semifinal do Paulista Feminino ao vivo

    ver detalhes
  • Manoel retorna ao time titular nesta quarta-feira

    Com quatro mudanças, Corinthians confirma escalação para enfrentar o Del Valle na Sul-Americana

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez pode ver clube embolsar alta quantia com classificação à final da Sul-Americana

    Corinthians pode ganhar de R$ 30 mi a R$ 40 mil em premiações no ano caso passe por equatorianos

    ver detalhes
  • Nathan saiu do banco de reservas para marcar o gol da virada corinthiana

    Corinthians vence Athletico-PR de virada e ultrapassa Palmeiras no Brasileiro Sub-20

    ver detalhes

Comente a notícia: