Tamires se diz à vontade para jogar no ataque e avalia evolução do futebol feminino no Brasil

1.2 mil visualizações 21 comentários Comunicar erro

Tamires antes do duelo contra o Flamengo, pela semifinal do Brasileirão

Tamires antes do duelo contra o Flamengo, pela semifinal do Brasileirão

Bruno Teixeira/Ag. Corinthians

Ao fim do duelo diante do Flamengo, que sagrou a classificação do Corinthians para a final do Brasileiro Feminino, a corinthiana Tamires avaliou a evolução da modalidade no Brasil e contou sobre como é atuar em uma posição diferente da sua de origem.

O jogo decisivo diante do Flamengo fez história na Fazendinha. Como sempre, a torcida corinthiana marcou presença e beirou a lotação máxima. A jogadora Tamires também aproveitou para falar sobre a experiência de jogar com o estádio quase lotado, e relembrar o Mundial Feminino que aconteceu recentemente, onde os jogos também tiveram bom público.

"No Mundial a gente viveu estádios lotados, jogos muito cheios, e a gente viu o crescimento da modalidade, algo que não dá mais pra voltar atrás hoje. A gente fica muito feliz. Hoje, semifinal, duas horas da tarde, muito quente, ver a Fazendinha lotada como estava... a torcida do Corinthians é muito especial e muito diferente, ela incentiva do primeiro apito ao último apito, isso é algo que me deixa cada vez mais encantada e querendo dar o melhor com essa camisa, e isso são todas as jogadoras. As vezes a gente dá um pique e tá cansada, mas a torcida está lá, gritando, incentivando, acho que é algo que o Corinthians te dá, é inexplicável, é algo muito grande, uma emoção ver hoje a proporção que o futebol feminino está tomando. Jovens, crianças, idosos acompanhando, torcendo por nós e pelo crescimento da modalidade. Ficou muito feliz e espero que seja dai pra mais. Desde quando eu sai do Brasil pra agora, a diferença é surreal, eu acho que está evoluindo muito", analisou a corinthiana.

Tamires chegou ao clube do Parque São Jorge há pouco tempo. A atleta jogava no exterior e chamou a atenção da diretoria alvinegra com sua boa atuação na Copa do Mundo Feminina, que foi bastante assistida ao redor do mundo inteiro. A jogadora avaliou o crescimento da modalidade no Brasil, e admitiu ser esse um dos motivos que a fez pensar em voltar ao país.

"Primeiro que as pessoas começaram a olhar o futebol feminino com mais profissionalismo. Isso é essencial. Lá de fora eu via a evolução tática aqui do Brasil, o futebol brasileiro sempre foi muito técnico, mas deixava a desejar no tático e no físico, e hoje vemos clubes fazendo grandes trabalhos nesse sentido. Deixa o futebol mais gostoso para quem está assistindo, as vezes a gente mesmo não via um jogo inteiro, era difícil terminar os 90 minutos, era um jogo muito embolado, hoje vemos equipes trabalhando tecnicamente, taticamente, e isso é algo que se vê muito lá fora, vemos equipes táticas, brigonas fisicamente, e essa evolução aqui fez com que eu pensasse em voltar. Se a gente evoluir na questão tática e física, a técnica já é puramente nossa. Esses três quesitos podem nos dar muita força", contou a jogadora.

Na Seleção, Tamires atuou como lateral-esquerda, sua posição de origem, mas costuma atuar como atacante no time de Arthur Elias. Foi jogando exatamente nessa posição, após puxar contra-ataque, que ela abriu o placar na Fazendinha. Por mais que os dois setores (ataque e defesa) sejam completamente diferentes, a camisa 37 admitiu se sentir a vontade jogando na frente.

"Me sinto muito à vontade nessa posição, eu já tinha jogado com o Arthur quatro anos atrás, inclusive ele que me inventou nessa posição, que me ensinou a jogar de meia aberta. Desde o primeiro momento da minha volta ele já me passou o que queria de mim, confio nele, no trabalho, então sei tudo que ele falar é pro melhor da equipe, do atleta, então estou aqui pra cumprir o que ele tem pra passar", contou.

O treinador corinthiano aproveitou a oportunidade para elogiar a jogadora, que vem tendo boas atuações na frente.

"A jogadora, quando tem uma técnica igual a da Tamires, ela joga em qualquer lugar. Se eu colocar ela como volante, atacante, linha de baixo, em cima... ela tem boas decisões, uma boa leitura de jogo e uma técnica diferenciada. Isso é importante pra conseguir mexer com o grupo, tem outras jogadoras num perfil parecido, vejo que é uma questão do que você pretende. Na Seleção, pela lateral, fez um ótimo mundial, foi uma das melhores jogadoras do Brasil. A gente toma a decisão com um conjunto de fatores, não é só pensando nisso. Nosso grupo perdeu muitas jogadoras de frente, tivemos que reinventar algumas coisas. Hoje a Grazi jogou de frente, Zanotti também já jogou, Paulinha entrou no jogo e foi decisiva, ela é uma lateral que tem jogado de meia... o que eu fico mais feliz é a resposta que elas me dão pelo que a gente treina, orienta, mas principalmente pelo que elas me devolvem todos os dias, todos os jogos, pra mim, pro torcedor e pra quem gosta do futebol bem jogado", afirmou Arthur Elias.

Tamires deve voltar a campo ao lado de suas companheiras já na próxima quarta-feira, para outra decisão. Dessa vez, o Timão enfrenta a Ferroviária, pela semifinal do Paulista, às 19h, em Araraquara.

Veja mais em: Corinthians feminino.

Veja Mais:

  • Corinthians e Cruzeiro se enfrentam pela 27ª rodada do Brasileirão

    Saiba como assistir ao jogo entre Corinthians e Cruzeiro na televisão

    ver detalhes
  • Gustagol foi titular contra o Cruzeiro no primeiro turno; jogo acabou 0 a 0

    Corinthians pode iniciar jogo deste sábado fora do G4; veja a classificação

    ver detalhes
  • Corinthians e Cruzeiro se enfrentam neste sábado, na Arena

    Corinthians recebe Cruzeiro para tentar reencontrar caminho das vitórias no Brasileirão; saiba tudo

    ver detalhes
  • O Corinthians foi derrotado no primeiro jogo das quartas de final do Paulista Sub-20

    Corinthians perde para Ituano e sai atrás na briga por vaga na semifinal do Paulista Sub-20

    ver detalhes
  • Eduardo Tanque ao lado de André Santos no Corinthians

    Promessa de 17 anos assina com o Corinthians e já treina no CT; jovem é agenciado por André Santos

    ver detalhes
  • Corinthians precisa de um empate para confirmar vaga nas quartas de final da Libertadores

    Corinthians encara Libertad Limpeño para confirmar classificação às quartas da Libertadores Feminina

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: