Linha do tempo: clássicos contra o Santos evidenciam queda do Corinthians de Carille na temporada

14 mil visualizações 85 comentários Comunicar erro

Duelos contra o Santos mostram queda da confiança da torcida em Carille

Duelos contra o Santos mostram queda da confiança da torcida em Carille

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O técnico Fábio Carille está longe de viver seu melhor momento no Corinthians. Sem vencer há cinco jogos, o treinador tem sido constantemente questionado pela postura de sua equipe dentro de campo. Em meio a pressão que pode até ameaçar seu futuro no clube, ele tem que se preparar para mais um clássico contra o Santos.

Leia também: Pressionado, Carille abre Corinthians e leva quatro gols; comissão técnica vai reavaliar postura

E poucos embates seriam mais simbólicos. Será o quinto jogo oficial entre as equipes na temporada e a linha cronológica deles mostra bem como o Timão mudou. Mais do que isso: mostra como a opinião geral em torno do trabalho de Carille foi se modificando e ganhando o tom da pressão que existe hoje.

De 'Pep Carille' aos pedidos por demissão

O grande duelo

Com os títulos de sua primeira passagem e a boa impressão que deixou, Carille voltou ao Brasil cheio de moral. Seu posto de melhor comandante do país, porém, parecia ameaçado não só por Renato Gaúcho, como no anterior. Líder geral do Paulistão, Sampaoli era a grande sensação da temporada no momento.

Relembre: Corinthians se impõe contra o Santos de Sampaoli, mas empata na Arena no clássico alvinegro

Antes do clássico, então, o clima era quase que de final. Uma espécie de embate Brasil x Argentina e defesa x ataque. O esperado era uma batalha tática das boas. O que de fato aconteceu. Bem postado, o Timão se impôs e não venceu por detalhe, ficando no empate por 0 a 0. No "primeiro round" contra o técnico da vez, o comandante alvinegro se saiu melhor, empolgando a Fiel.

Torcida gostou do que viu na Arena Corinthians

Reprodução/Meu Timão

Agora sim!

Depois do embate pela fase de grupos, as equipes se reencontraram na semifinal. Pelo que foi o primeiro jogo da temporada, o técnico Fábio Carille chegou com moral e novamente se sobressaiu contra o argentino.

Com gols de Manoel e Clayson, a equipe alvinegra venceu por 2 a 1, largando na frente por uma vaga na final. O sentimento da torcida, porém, foi de que o time merecia uma vantagem maior pelo que mostrou dentro de campo.

Relembre: Corinthians derrota o Santos em Itaquera e leva vantagem para duelo de volta da semifinal

Torcida gostou novamente do que viu do Corinthians no clássico

Reprodução/Meu Timão

Vaga garantida, mas...

Toda a moral que Carille ganhou nos primeiros embates contra Jorge Sampaoli começou a ser perder no segundo duelo das semifinais do Campeonato Paulista. Com a vantagem construída no jogo de ida, o Timão se postou de forma extremamente defensiva e irritou parte da torcida.

Relembre: Cássio brilha, Corinthians bate Santos nos pênaltis e vai à final do Paulistão

Sem reagir, a equipe alvinegra perdeu por 1 a 0 e teve que contar com Cássio nos pênaltis para avançar. A preocupação com a postura da equipe começava a tomar forma.

Mesmo com classificação, Fiel ficou irritada com atuação da equipe

Reprodução/Meu Timão

Mais um revés

Antes da pausa para a Copa América, Carille teve nova chance de dar uma resposta para a Fiel em clássico contra o Santos de Jorge Sampaoli. O que a torcida viu, porém, foi uma espécie de déjà vu da segunda semifinal do Paulistão.

Relembre: Corinthians repete postura defensiva do Paulista e perde para o Santos em despedida antes de parada

Àquela altura, cabe lembrar, todos (inclusive o treinador) apostavam as fichas no período de treinos durante a competição continental de seleções.

Torcida depositou fichas na pausa para a Copa América

Reprodução/Meu Timão

E agora?

Passada a tão falada pausa da Copa América, o Corinthians até apresentou melhor desempenho nos primeiros jogos, mas estagnou e, nas últimas partidas, mostrou mais involução do que o contrário. Em meio a isso, moral de Carille se desgasta e passa longe de ser a que foi logo após o primeiro embate contra Sampaoli.

Leia também: Pressionado, Carille abre Corinthians e leva quatro gols; comissão técnica vai reavaliar postura

Neste sábado, às 17h, os treinadores se reencontram em momentos distintos. Na terceira colocação, com sete pontos a mais que o Timão, o argentino tem seu nome gritado pela torcida santista. Já Carille, tem o clássico como uma chance de ouro para fazer as pazes com a Fiel.

Assim como no primeiro clássico, cabe destacar, o comandante alvinegro terá uma semana livre para trabalhar. Mudanças virão?

Veja mais em: Fábio Carille e Corinthians x Santos.

Veja Mais:

  • Leandrinho viveu noite especial na Arena Corinthians no último domingo

    Como amor de Leandrinho pelo Timão chegou a espaço para autistas na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • O Corinthians irá enfrentar o Botafogo na grande final da Liga Sul-Americana de Basquete

    Corinthians conhece adversário e datas da final da Sul-Americana de Basquete

    ver detalhes
  • Mateus Vital recebeu a reportagem do Meu Timão no CT Joaquim Grava

    Carioca, Vital se vê no Corinthians em 2020 e admite hoje preferir São Paulo ao Rio

    ver detalhes
  • Jogadores do Corinthians fizeram primeiro treino tático fechado à imprensa na semana

    Sem dupla, Corinthians faz primeiro treino tático para encarar o Botafogo; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Gabi Zanotti celebrou o crescimento do futebol feminino na atual temporada

    Ao Meu Timão, Gabi Zanotti conta 'segredo' do Corinthians Feminino e crê em um 2020 mais competitivo

    ver detalhes
  • Neto disse que preferia Renato Gaúcho a Tiago Nunes e criticou o planejamento adotado pelo treinador no Corinthians

    Neto repercute contratação de Tiago Nunes pelo Corinthians e afirma: 'Eu traria o Renato Gaúcho'

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: