Corinthians supera desfalques, vence chilenas e garante vaga na semifinal da Libertadores Feminina

16 mil visualizações 62 comentários Comunicar erro

Crivelari marcou o primeiro gol do Timão no jogo

Crivelari marcou o primeiro gol do Timão no jogo

Bruno Teixeira/Ag. Corinthians

Corinthians 2 X 0 Santiago Morning

Libertadores Feminina 2019
22 de outubro de 2019, 19:00
Corinthians 2 x 0 Santiago Morning
Estádio Olímpico Atahualpa

Na noite dessa terça-feira, o Corinthians enfrentou o Santiago Morning, do Chile, pelas quartas de final da Libertadores Feminina. Em noite de boa atuação coletiva, as corinthianas saíram vitoriosas por 2 a 0 com gols de Crivelari e Juliete.

No primeiro jogo de mata-mata do torneio, o Timão teve que superar três desfalques para garantir a vaga na semifinal. Vale ressaltar, ainda, a caminhada corinthiana na fase de grupos: foram duas vitórias e um empate, totalizando sete pontos e o primeiro lugar do Grupo C.

Agora, as corinthianas esperam o adversário da semifinal, que será decidido ainda nessa terça-feira, no duelo entre UAI Urquiza e América de Cali, às 21h30. Do outro lado da chave, Cerro Porteño e Ferroviária disputam a segunda vaga na final.

Confira os gols da vitória do Corinthians

Escalação

A equipe corinthiana chegou para a fase de mata-mata com três desfalques importantes. Erika e Gabi Zanotti foram expulsas do último duelo da fase de grupos e tiveram que cumprir suspensão automática no jogo dessa terça. Já a atacante Millene acumulou dois cartões amarelos na fase anterior e também não pode ficar à disposição de Arthur Elias.

Sem as três, portanto, o treinador alvinegro teve que fazer algumas mudanças e mandou o Timão a campo com: Lelê, Paulinha, Pardal, Mimi, Juliete, Grazi, Ingryd, Katiuscia, Tamires, Giovanna Crivelari e Victoria Albuquerque.

campinho feminino libertadores

Meu Timão

Como foi o jogo?

Primeiro tempo

Aos dois minutos o Timão fez sua primeira chegada ao ataque. Pela direita, Tamires cortou a marcação e tentou passe na chegada de Crivelari, a defesa interceptou e a bola sobrou com Ingryd, que chutou de primeira de fora da área, mas por cima do gol. Dois minutos depois, Katiuscia fez boa jogada pelo meio e acionou Grazi, que tentou o chute e foi travada.

Com sete minutos, a equipe adversária teve boa oportunidade de abrir o placar. Rojas recebeu livre e acionou Pardo pelo meio, que ganhou na corrida e chegou na entrada da área, mas errou o chute e viu a bola sair à esquerda da goleira Lelê.

Nos minutos seguintes, as equipes seguiram se alternando no ataque, mas sem jogadas de perigo. A disputa no meio de campo era forte e o jogo ficou truncado, até que as corinthianas conseguiram uma primeira jogada de perigo, engataram boa sequência e passaram a pressionar as adversárias.

Aos 15 minutos, Vic Albuquerque levantou a bola na área em cobrança de escanteio e a zagueira Cano foi quem conseguiu o cabeceio, com força e na direção do gol. A goleira Torrero teve que cair para agarrar a bola e impedir o gol contra.

Com 17 minutos, Juliete recebeu dentro da área, bateu cruzado e viu a bola desviar e passar muito perto do gol, saindo em escanteio. Tamires fez a cobrança, a bola foi afastada e sobrou com Katiuscia, que chutou por cima do gol. No minuto seguinte, o Corinthians quase abriu o placar. Vic Albuquerque recebeu na entrada da área marcada por três atletas, se livrou delas e driblou a goleira, mas perdeu o ângulo na hora da finalização e mandou a bola para fora.

Com 22 minutos, Araya cobrou falta e levantou a bola na área corinthiana para Pardo, que venceu a marcadora e cabeceou com força para boa defesa de Lelê. Na saída de bola, o Timão chegava com perigo com a Pardal, mas a corinthiana foi pega em posição irregular.

Aos 27 minutos o Corinthians chegou ao gol depois de muita insistência. Pela esquerda, Tamires cruzou com perfeição para Crivelari, que deu um carrinho e empurrou a bola para o fundo do gol para inaugurar o placar.

Com 29 minutos, o Timão chegou a ampliar o placar, mas o gol foi anulado. Grazi cruzou pela esquerda, a goleira espalmou e a sobra ficou com Crivelari, que passou para Vic Albuquerque colocar para dentro. A bandeirinha viu a corinthiana em impedimento e anulou o gol, mas a atleta estava atrás da linha da bola, em posição regular. No minuto seguinte, Grazi passou para Katiuscia dentro da área e ela deixou a bola com Vic Albuquerque, que chutou para fora.

Depois da forte pressão do Timão com boas jogadas seguidas no ataque, as corinthianas diminuíram a intensidade de jogo, mas também não sofreram pressão adversária.A única jogada com boa chance de gol adversária aconteceu aos 42 minutos, quando Rojas fez jogada pela esquerda e foi parada com falta por Katiuscia perto da área. Araya tentou o chute direto, mas mandou a bola muito alto, sem perigo para Lelê.

Vale ressaltar que, principalmente nos 15 minutos finais, as alvinegras reclamaram bastante da árbitra María. Segundo as atletas, a árbitra equatoriana marcava faltas excessivas para as adversárias e deixava de marcar outras para o Timão.

Segundo tempo

O Corinthians precisou de 30 segundos para ampliar o placar. Vic Albuquerque acionou Crivelari pelo meio e ela tocou para Juliete na entrada da área. Marcada por três, a corinthiana deu dribles dentro da área e bateu por cima da goleira, sem chances de defesa.

Tirando o gol relâmpago corinthiano, as equipes começaram o segundo tempo com trocas de passes e jogadas trabalhadas, se estudando.

Aos nove minutos, Araya cobrou falta na área corinthiana, a bola explodiu na barreira e sobrou com Vi Albuquerque, que tentou puxar o contra-ataque, mas foi desarmada. No minuto seguinte foi a vez das adversárias criarem jogada de contra-ataque. A bola foi levantada na área, Borgella dominou e chutou, mas foi travada por Pardal.

Com 10 minutos, Arthur Elias mudou o Timão pela primeira e tirou Tamires para a entrada de Cacau. Um minuto depois, após cobrança de escanteio afastada parcialmente pela defesa, a sobra ficou com Juliete fora da área, que finalizou de primeira com força e balançou as redes, mas pelo lado de fora.

Com 15 minutos, Torrero impediu o terceiro gol do Timão. Vic Albuquerque recebeu pela direita, cruzou na área e Grazi deixou a bola passar para Cacau, que ficou cara a cara com a goleira e finalizou para boa defesa da adversária. No escanteio, Katiuscia recebeu curta e passou para Cacau, que cruzou e Mimi finalizou na pequena área de primeira. A bola desviou e foi para fora em novo escanteio. Dessa vez, a cobrança foi afastada pela defesa.

Aos 21 minutos, Vic Albuquerque puxou o contra-ataque, tabelou com a Grazi e finalizou com força da entrada da área, mas mandou a bola para fora. Quatro minutos depois, Crivelari foi derrubada com falta no ataque. A falta foi cobrada na área, Pardal tentou de cabeça e a defesa afastou. A bola ainda sobrou com Katiuscia, que chutou de fora, mas para fora.

Com 26 minutos, as corinthianas chegaram na entrada da área em vantagem numérica, mas não aproveitaram a oportunidade para abrir o gol. Grazi, Vic Albuquerque, Juliete e Cacau trocaram passes e Vic Albuquerque foi quem finalizou, mas foi bloqueada por Araya. No minuto seguinte, Juliete foi derrubada dentro da área, mas a árbitra não marcou pênalti para o Corinthians e sinalizou impedimento no início da jogada.

Aos 28 minutos, Cacau apareceu livre, acionou Grazi e ela finalizou, a bola bateu na defesa e sobrou com Ingryd na entrada da área. Ela chutou, a bola explodiu na marcação e saiu em escanteio. Aos 31 minutos, Arthur Elias mudou mais uma vez para segurar o placar e tirou Vic Albuquerque, cansada e amarelada, para a entrada de Suellen.

As atletas das duas equipes sentiram a altitude nos minutos finais e baixaram a intensidade da partida.

Com 33 minutos, Araya roubou a bola no meio de campo e puxou o contra-ataque, mas teve seu cruzamento interceptado por Pardal. Cinco minutos depois, a bola foi levantada na área corinthiana em cobrança de falta e Pardal afastou o perigo de cabeça, mesmo sofrendo a falta de ataque.

Aos 41 minutos, Arthur Elias fez a última alteração da equipe alvinegra: Maiara entrou em campo no lugar da Crivelari. Dois minutos depois a corinthiana já fez sua primeira participação e finalizou da entrada da área, mas mandou a bola por cima do gol.
A equipe adversária ainda chegou mais uma vez com bola parada aos 48 minutos, mas a cobrança da falta foi defendida muito bem por Lelê. Assim, o jogo acabou em 2 a 0 e o Timão confirmou vaga na semifinal da Libertadores.

Ficha técnica de Corinthians 2 x 0 Santiago Morning

Competição: Libertadores Feminina
Local: Estádio Olímpico Atahualpa, Quito, Equador
Data: 22 de outubro de 2019 (terça-feira)
Horário: 19h00 (de Brasília)
Árbitro: María Cornejo
Assistentes: Marianela Ramírez, Viviana Segura e Vanessa Ceballos
Gols: Juliete, Giovanna Crivelari (Corinthians)
Cartões amarelos: Ingryd, Katiuscia e Victória Albuquerque (Corinthians); Pardo (Santiago Morning)

CORINTHIANS: Lelê; Paulinha, Pardal, Mimi e Juliete; Grazi, Ingryd, Katiuscia e Tamires (Cacau); Giovanna Crivelari (Maiara) e Victória Albuquerque (Suellen).
Técnico: Arthur Elias

SANTIAGO MORNING: Torrero; Rodriguez (Laura Torre), Cano, Perez (Fajre) e Toro; Mardones e Araya; Leyton (Roa), Pardo e Rojas; Borgella.
Técnico: Paula Nabarro

Veja mais em: Corinthians feminino e Libertadores da América.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Imagens da partida

Comente a notícia: