Como o Corinthians serviu de inspiração para torcedor chileno mudar vida de jovens do seu país

6.6 mil visualizações 48 comentários Comunicar erro

Torcedor chileno usa Corinthians como inspiração para projetos sociais com esporte

Torcedor chileno usa Corinthians como inspiração para projetos sociais com esporte

Arquivo pessoal

Uma série de insatisfações da população do Chile se transformou em protestos nos últimos meses. Depois do anúncio de aumento na passagem de metrô, o povo foi às ruas e já faz reivindicações há mais de 60 dias. Em meio ao clima hostil que o país se acostumou a viver, há espaço para algo inusitado: uma camisa do Corinthians. E não é um brasileiro longe de casa.

Com as golas pretas para cima e patrocinadores já desbotados, o manto alvinegro veste Sebastián Acevedo Vasquez, de 35 anos. Gestor esportivo, ativista social, ex-jogador de futsal e freestyler, o chileno carrega o Timão no peito, na roupa e na conversa que tem com os jovens do seu país.

Fundador do projeto “Futsal Revolution”, Sebastián aposta no esporte como ferramenta transformadora e de enorme impacto social. O foco é ajudar pessoas marginalizadas – o trabalho acontece, principalmente, em casas de jovens que violaram a lei e penitenciárias.

Entregamos o esporte, especificamente o futsal, como uma ferramenta de inclusão. A partir da oportunidade, do empoderamento e da capacidade, a tomada de decisões influencia o desenvolvimento de um conceito de liberdade responsável, consciente e sociável. A prática esportiva gera hábitos e mentalidades que servem também para a vida fora das quatro linhas”, resumiu em entrevista exclusiva ao Meu Timão.

E por mais distante que possa parecer, o Timão é uma das grandes inspirações para os projetos do ex-atleta. Encantado pela Democracia Corinthiana, que conheceu em uma conversa com alguns amigos, Sebastián valoriza o papel social do clube na história do Brasil.

"O esporte uniu um clube e um país a partir dos objetivos, com atletas que tinham opiniões, consciência de seus privilégios e sem medo de levantar a voz. Hoje o esporte está passando por uma crise de conteúdo, principalmente devido à falta de comprometimento social de seus referentes. O Corinthians é um clube que inspira por sua origem popular, é 'o time do Povo'", afirmou.

"O clube entende o esporte a partir de um fenômeno mais complexo, busca melhorar constantemente e tem responsabilidades sociais. Para mim, é o maior clube do Brasil. É um time que respeita sua história de comprometimento, tolerância, respeito e abordagem à diversidade cultural do esporte. Nosso projeto se inspira em experiências que contribuem com a sociedade. E o Corinthians é um exemplo disso", concluiu.

Mais que inspiração

Chileno esteve no Parque São Jorge recentemente para troca de experiências

Chileno esteve no Parque São Jorge recentemente para troca de experiências

Arquivo pessoal

O vínculo do chileno com o Timão vai além da inspiração para seus projetos sociais. Pelos caminhos que sua vida seguiu, o clube também virou uma paixão. E tudo começou bem antes das visitas recentes que fez ao Brasil e ao Parque São Jorge.

Em 1994, então com dez anos e jogador do Universidad Católica, o garoto trocou com camisas com alguns brasileiros. Até hoje ele não esquece: uma levava o número 9 e o patrocínio da Kalunga, enquanto a outra era a 7, com as Tintas Suvinil no espaço máster.

Os uniformes eram grandes e acabaram utilizados apenas para brincadeiras. Com o tempo, porém, o interesse pelo clube aumentou. E o amor também.

"Em 2018, li um livro do professor Domingos Savio Zainagui, chamado 'Vai Corinthians', onde aprendi sobre a história do clube e consegui me conectar com o sentimento de um torcedor. Depois disso, conheci pessoas excelentes que me inspiram muito", relembra.

A lista é extensa, passando por Edson Sesma (gerente de futsal), André Bié (técnico de futsal) e Gustavinho (ex-jogador de basquete e atual supervisor da equipe Sub-19 da modalidade).

"Estive no Parque São Jorge e na Arena Corinthians, consegui ter uma visão mais completa do clube. Fiquei apaixonado pelo Timão e falo do clube o tempo todo para os garotos do Chile", completou.

Pauta alvinegra

Os jovens beneficiados pelos projetos de Sebastián tem o Corinthians como parte de sua rotina. Durante encontros da Ataka (grupo de atletas de freestyle) e da Villa Román (clube de esportes e artes urbanas), o "professor" conta um pouco do que conhece da equipe do Parque São Jorge.

"Conto que os jogadores do Sub-8, 9 e 10 do Corinthians Futsal entram em quadra como se fossem profissionais, mas que seus treinadores se baseiam em um desenvolvimento abrangente, pensando que são crianças em primeiro lugar e que a competição ocorre após a instalação da cultura esportiva nos estágios iniciais", diz o chileno.

"Vi pessoalmente o time feminino jogar e que as mulheres são as protagonistas para que a modalidade seja respeita. Também destaco Gustavinho, que foi capaz de reivindicar a morte de uma ativista social que lutava por um país mais justo. Acredito que a Democracia Corinthiana ainda está viva e os atletas serão os responsáveis por manter a luta por direitos humanos", completou.

Ao contrário de outros torcedores de fora, que costumam repetir uma frase típica da Fiel, Sebastián guarda com carinho um outro trecho famoso da história do clube. Com olhar de admiração ao passado e esperança para o futuro, ele não perde a chance de lembrar: "No esporte, podemos ganhar ou perder, mas sempre com a democracia!".

Wladimir @wladimir.oficial , el jugador que mas veces ha vestido la camiseta de Corinthians ⚫⚪🇧🇷⚽ y uno de los simbolos de la @cdc_democracia_corinthiana ✊, envia un saludo de fuerza al pueblo chileno afectado por la dictadura de Pinera🤡 y las FF. AA.🏦, que nuevamenteo esta haciendo el loco ante el pais y el mundo entero🌎. El deporte ha sido sistematicamente utilizado por la clase politica y en este despertar hemos aprovechado esta instancia para volver a reunirnos desde los propósitos. Quienes queremos un pais que se relacione desde la horizontalidad de una cancha🏟️❤️, estamos en el mismo equipo👕. A los otros no les compramos niuna mas. Tuvieron la oportunidad y se quitan aun la pelota entre ells. La clase politica se debe poner a disposicion del distrito y llevar las opiniones reales de la gente (y no al reves!), y no de lo que opina el partido con calculadora💲💸 en mano. Gracias Wladimir🙏❤️, eres un ejemplo de resistencia y liderazgo. Hoy en dia han habido jugadoras y jugadores que tienen una opinion politica✊ y la manifiestan sin miedo, hay otrs que no hablan🤫, no porque no quieran, es porque toda la vida vivieron en una burbuja que los saco de su origen. Dijo una frase como esta. “Falta ao jogador dar mais a cara e se posicionar politicamente. A única preocupação é meramente jogar futebol e se ater a condição de atleta profissional. Eles se esquecem que também são cidadãos brasileiros e pais de família”

Uma publicação compartilhada por Seba Acevedo Vásquez (@homoludens3) em

Veja mais em: Especiais do Meu Timão, Democracia Corinthiana e Torcida do Corinthians.

Veja Mais:

  • Elenco hoje conta com 27 nomes para a lista A do Paulistão

    Corinthians volta ao Brasil com lista de inscritos do Paulistão 'sem vagas' para novos jogadores

    ver detalhes
  • Corinthians sofreu virada e perdeu a Florida Cup

    Corinthians começa bem, mas sofre virada de colombianos e fica sem o título da Florida Cup

    ver detalhes
  • Victor Cantillo comandou as ações ofensivas e defensivas do Timão no jogo

    Fiel escolhe Cantillo como melhor em campo na derrota do Corinthians; atacante beira o zero

    ver detalhes
  • Ramiro foi um dos mais elogiados pelo desempenho na Florida Cup

    Saldo da Florida Cup, bronca com reservas e gringo em alta: Fiel repercute derrota do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians jogou no campo de ataque durante quase todo o primeiro tempo

    Análise: Corinthians mostra acertos táticos, mas pena com erros técnicos contra o Atlético Nacional

    ver detalhes
  • Araos, que passou o final do ano emprestado à Ponte Preta, foi convocado para a disputa pela seleção chilenta

    Meia do Corinthians entra no intervalo e muda o jogo em vitória do Chile no Pré-Olímpico

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: