Corinthians perde para o Guaraní e larga em desvantagem na Pré-Libertadores

37 mil visualizações 1.440 comentários Comunicar erro

Corinthians desperdiçou muitas chances e volta ao Brasil com resultado negativo

Corinthians desperdiçou muitas chances e volta ao Brasil com resultado negativo

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Guaraní 1 X 0 Corinthians

Libertadores 2020
05 de fevereiro de 2020, 21:30
Guaraní 1 x 0 Corinthians
La Nueva Olla

Depois de muita espera e expectativa da Fiel, o Corinthians começou sua caminhada na Libertadores na noite desta quarta-feira. Fora de casa, a equipe alvinegra encarou o Guaraní, do Paraguai, pela segunda fase preliminar do torneio. E o resultado não foi bom.

Com gol sofrido logo no início do confronto, os comandados de Tiago Nunes perderam por 1 a 0 e agora precisam de uma vitória por dois tentos de diferença na Arena para se classificar à terceira fase da Pré-Libertadores - se repetir o placar, o avanço será decidido nas penalidades.

Agenda - O Timão volta a campo no domingo, às 16h, para enfrentar a Inter de Limeira, em casa, pelo Paulistão. Também na Arena, o time decide a vida na Libertadores na próxima quarta-feira, às 21h30, diante do Guaraní.

Escalação

Ainda sem contar com Ramiro, Tiago Nunes manteve o time que bateu o Santos por 2 a 0, com Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Gil e Sidcley; Camacho, Cantillo, Janderson, Luan e Everaldo; Mauro Boselli.

O provável Corinthians para a estreia na Libertadores

Meu Timão

Primeiro tempo

O jogo começou movimentado no estádio Nueva Olla. Logo em sua primeira descida, o Corinthians chegou com perigo, mas Janderson não conseguiu aproveitar a falha da zaga adversária. Pouco depois, o Guaraní deu as caras.

Aos quatro, chutou bola perigosa na trave de Cássio, que tinha visão encoberta pelos defensores. Na sequência, aos sete, Morel apareceu no costado da defesa alvinegra para cabecear e abrir o placar para os donos da casa - Boselli sofreu falta na origem da jogada, mas o juiz não marcou.

Depois do gol, o Timão mostrou certo nervosismo, errando alguns passes mais simples. Ainda assim, a equipe alvinegra seguiu tentando ser protagonista do embate, ficando mais com a posse de bola e criando algumas chances, sobretudo pelo lado direito, com Fagner.

Aos 18 minutos, o Corinthians criou pela esquerda e Boselli bateu por cima do gol em cruzamento de Luan. No lance seguinte, Sidcley enfiou para Janderson bater fraco nas mãos do goleiro do Guaraní.

O Timão seguiu com postura ofensiva, mas com muita dificuldade para furar a defesa adversária. Aos 34, Luan tentou surpreender, mas chutou mal demais de fora da área. E logo depois, Benítez cabeceou com perigo e quase ampliou.

O embate ficou movimentado na reta final da primeira etapa. Aos 38, Mauro Boselli recebeu cara a cara com o goleiro, mas bateu na trave, levantando a Fiel. Aos 44, foi a vez de Everaldo chutar em cima do goleiro após grande passe de Victor Cantillo. Duas chances claras desperdiçadas em sequência.

Segundo tempo

Logo na volta do intervalo, o Corinthians fez boa jogada e Janderson cruzou com perigo para a área. Sidcley, no entanto, foi bem travado pela marcação na hora da finalização. Não demorou, no entanto, para o Guaraní equilibrar as ações do jogo novamente.

Aos nove, o Timão voltou a criar. Na entrada da área, Cantillo bateu forte, mas nas mãos do goleiro adversário. Tiago Nunes, então, resolveu mexer no time: Lucas Piton e Mateus Vital entraram nas vagas de Sidcley e Everaldo.

Quem criou após as trocas alvinegras, porém, foi o Guaraní, em finalização de fora que passou bem perto do gol de Cássio. Aos 20, Vital arriscou sua primeira jogada, puxou bem para o meio, mas chutou mal demais, mandando a bola para fora do estádio.

Com o tempo passando, o Corinthians passou a errar mais e arriscar chutes de pouco perigo de fora da área. Aos 30 minutos, a última troca: Tiago Nunes tirou Janderson para a entrada de Madson. Pouco depois, uma chance real: após rebote de finalização travada por Vital, Piton bateu por cima do gol do Guaraní.

Aos 39 minutos, o próprio Madson teve grande chance de empatar. Após muita luta, o atacante dominou de frente para o goleiro e acabou finalizando no meio do gol, facilitando a vida do goleiro. Pouco depois, um susto: o Guaraní quase ampliou em contra-ataque pelo lado esquerdo.

Antes do apito final, o Corinthians se lançou ao ataque por um gol. Aos 44, Piton cruzou com desviou e quase surpreendeu o goleiro paraguaio. No último lance, Cantillo ainda salvou o Timão de sofrer o segundo, evitando finalização em rápido contra-ataque.

Veja mais em: Libertadores da América.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a notícia: