Eleições presidenciais do Corinthians serão realizadas em cédulas de papel; comissão explica decisão

7.3 mil visualizações 47 comentários

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni

Votações não ocorrerão em urnas eletrônicas como no último pleito

Votações não ocorrerão em urnas eletrônicas como no último pleito

Divulgação

A Comissão Eleitoral do Corinthians tomou importante decisão para as eleições para presidente que acontecem em 28 de novembro no clube. Por uma série de motivos, o órgão decidiu mudar a forma de votação, deixando a urna eletrônica de lado e retomando o voto manual com cédulas de papel.

"A Comissão Eleitoral adotará todas as medidas necessárias para resguardar a segurança e a integridade do pleito, e no momento oportuno divulgará o modelo da cédula para facilitar o entendimento dos candidatos e eleitores", diz trecho do comunicado.

Além da confirmação do novo método de votação, o documento traz ainda as justificativas para a mudança. A primeira delas foi a negativa do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo de ceder as urnas oficiais para o processo eleitoral alvinegro.

Diante da recusa, a comissão alega que seria necessário um longo período de licitações e recursos inviáveis para o momento de pandemia, que alterou até mesmo as eleições municipais previstas para outubro - a identificação biométrica será excluída.

Também há destaque para os imbróglios do último pleito, que tiveram denúncia de fraude nas urnas utilizadas para votação. Segundo o comunicado, o ocorrido gerou notícias negativas com o nome do clube e o objetivo é evitar que isso se repita.

Com tudo isso, então, há uma questão estatutária. No artigo 62, afinal, o clube prevê que as urnas eletrônicas podem não ser utilizadas em caso de inviabilidade técnica. Segundo a Comissão Eleitoral, a atual situação se encaixa nisso, abrindo precedente para o uso das cédulas, também previsto no estatuto.

Até o momento, estão confirmados como candidatos para presidente: Mário Gobbi e Augusto Melo. Paulo Garcia e Herói Vicente já declararam interesse em participar do pleito, mas ainda não confirmaram oficialmente. Duílio Monteiro Alves é o nome favorito para concorrer pela situação, mas ainda não foi confirmado também.

Veja mais em: Eleições no Corinthians.

Veja Mais:

  • Vagner Mancini mira estreia do Corinthians na Copa do Brasil

    Mancini 'alerta' elenco do Corinthians sobre Copa do Brasil e relembra sucesso pessoal no torneio

    ver detalhes
  • Lucas Piton volta a trabalhar sem restrições no CT Joaquim Grava

    Com Lucas Piton, Corinthians faz treino tático de olho na Copa do Brasil; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Mancini conquistou duas vitórias importantes em três jogos pelo Corinthians

    Corinthians vê risco de queda no Brasileiro cair em 17% após chegada de Mancini; veja probabilidades

    ver detalhes
  • Guilherme chegou ao América-MG em agosto e, até agora, disputou sete jogos; foram quatro anos de vínculo com o Corinthians

    Corinthians reencontra meia do América-MG que custou R$ 30 milhões em quatro anos de contrato

    ver detalhes
  • Mandatário fez promessa de bomba e a Fiel não esqueceu

    Torcida do Corinthians cobra bombas prometidas por Andrés para o mês de outubro; veja tuítes

    ver detalhes
  • Junior Sornoza deve retornar ao Corinthians no fim deste ano

    Sornoza tem casa assaltada no Equador; meia deve retornar ao Corinthians em janeiro

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: