Andrés Sanchez banca Tiago Nunes: 'Enquanto tiver o grupo, continua sendo técnico do Corinthians'

24 mil visualizações 329 comentários

Por Meu Timão

Andrés falou sobre os salários atrasados no elenco e defendeu a permanência de Tiago Nunes

Andrés falou sobre os salários atrasados no elenco e defendeu a permanência de Tiago Nunes

Danilo Fernandes/ Meu Timão

O Corinthians enfrenta dificuldades dentro e fora de campo. Com salários atrasados, os comandados de Tiago Nunes não têm conseguido boas atuações e o treinador alvinegro virou alvo de críticas. Em meio ao momento delicado, o presidente Andrés Sanchez se posicionou.

Conforme apurou o Meu Timão, o clube já alinhou o pagamento de dois meses dos salários atrasados que devia ao elenco no último sábado - de acordo com a programação, os valores caíram nas constas dos jogadores nesta terça-feira. Agora, o clube ainda deve dois meses de salário, mas o presidente corinthiano garantiu que todas as pendências serão quitadas ainda neste mês.

"Até dia 15 de setembro eles sabem que vão receber tudo. Pegou época da pandemia, tivemos dificuldades. Não tenho vergonha de dizer. Foi a única vez que atrasou na história, peço desculpa aos atletas. Você vê jogador nos cobrando, mas não reclamando. Estão correndo, lutando, tentando ganhar independente disso", afirmou em entrevista no programa Tino Marcos Uchôa.

Além de falar sobre os salários atrasados, Andrés saiu em defesa de Tiago Nunes. O mandatário analisou que o treinador não é o único responsável pelo momento difícil vivido pelo clube e, apesar da pressão, garantiu que vai mantê-lo no comando da equipe.

"Eu não vou mandar o Tiago Nunes embora neste momento. Ele não tem culpa (da fase ruim). Tem culpa, mas apenas uma parcela, não é o único. Está uma pressão insuportável para tirá-lo. Não vou tirar. Quando ele perder o grupo, sim. Enquanto tiver o grupo, ele continua sendo técnico do Corinthians", pontuou.

"Se eu pudesse mudar algo no futebol, seria isso de pressão sobre técnicos. O treinador não quer atacar, tem medo de atacar porque não quer perder o jogo. Futebol está feio. Se jogar mais avançado e perder o jogo, é todo mundo querendo derrubar. Queria técnico um ano obrigatoriamente nos clubes. Se demitir, não pode contratar novo. Se ele sair, não pode ir para outro clube", completou em seguida.

Bastante pressionado, o Corinthians de Tiago Nunes volta a campo na próxima quinta-feira, para mais um Dérbi. O quarto confronto entre as equipes na temporada, o primeiro pelo Brasileiro, acontece às 19h15, na Neo Química Arena.

E mais: os técnicos que tiveram aproveitamento melhor e pior que Tiago Nunes no Corinthians

Veja mais em: Andrés Sanchez, Elenco do Corinthians e Tiago Nunes.

Veja Mais:

  • Daniel Portella foi fisiologista do elenco principal do Corinthians entre janeiro de 2008 e maio de 2010

    Corinthians é condenado na Justiça do Trabalho em ação movida por Daniel Portella, ex-fisiologista

    ver detalhes
  • Fagner, Avelar e Gil compõem a defesa do Corinthians, além de Lucas Piton

    Corinthians não sofria gols em nove jogos seguidos desde 2018; desempenho defensivo preocupa

    ver detalhes
  • Cássio foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Cássio e Otero se salvam em noite de avaliações ruins no Corinthians; atacante beira o zero

    ver detalhes
  • Dyego Coelho no jogo contra o Sport, pelo Campeonato Brasileiro

    Torcida do Corinthians não poupa Coelho e perde a paciência com dupla ofensiva; veja repercussão

    ver detalhes
  • Vital, Xavier e Cássio no jogo contra o Sport, pelo Campeonato Brasileiro

    Corinthians perde para Sport e não consegue se distanciar da zona de rebaixamento do Brasileirão

    ver detalhes
  • Fagner precisará cumprir suspensão diante do Atlético-GO

    Fagner leva terceiro cartão amarelo e desfalca Corinthians contra o Atlético-GO

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: