STJD condena Jô a dois jogos de gancho por 'ato hostil'; Corinthians já estuda efeito suspensivo

21 mil visualizações 203 comentários

Por Vitor Chicarolli e Rodrigo Vessoni

Jô vira desfalque para os próximos jogos do Corinthians

Jô vira desfalque para os próximos jogos do Corinthians

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O Corinthians ganhou uma nova preocupação para a sequência do Brasileirão. Na tarde desta segunda-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva confirmou suspensão de duas partidas a Jô por ato hostil contra o zagueiro Diego Costa, do São Paulo. A reportagem do Meu Timão, porém, apurou que o departamento jurídico do clube estuda entrar com um efeito suspensivo para garantir o camisa 77 em campo - veja mais abaixo.

Desqualificado do artigo 254-A (agressão) do CBJD, o atleta corinthiano foi enquadrado no artigo 250 (ato hostil), podendo pegar de 1 a 3 jogos de punição. Em reunião virtual por conta do novo coronavírus, portanto, a comissão disciplinar do STJD optou por aplicar apenas dois jogos de suspensão ao camisa 77 do Timão.

"A gente sabe que dentro do futebol existe sempre o contato, naquele momento, numa jogada que estava acontecendo pela direita, eu estava vindo para o ataque e o Diego entra na minha frente, eu tentei antecipá-lo para tentar ter a vantagem e chegar na frente dele. Aí acontece o empurrão, uma briga por espaço. Acabo empurrando sim, mas acredito que não seja um lance de agressão, foi briga de espaço, eu querendo passar na frente dele e ele não deixando, ai acontece o empurrão. Eu, particularmente, nunca me envolvi em algo parecido. Tenho um passado de ser um jogador tranquilo e quero poder dar continuidade nisso", disse o atacante, durante o julgamento.

"Trata-se de um clássico, nervos à flor da pele... Foi um ato errado da nossa parte, essa questão de xingamento e discussão. Futebol não é pra isso, mas acabou acontecendo. Ele alegou que foi uma agressão, mas houve um contato físico, como é normal do esporte. A minha parte é me defender, claro que nos alteramos ali no momento, mas tudo isso faz parte do futebol", acrescentou.

O Meu Timão apurou que o clube alvinegro já se movimenta para entrar com recurso e ter Jô à disposição no duelo com o Bahia, nesta quarta-feira, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão. A ideia é entrar com um efeito suspensivo nas próximas horas - no mais tardar na tarde desta terça-feira -, para garanti-lo em campo diante dos baianos, em Itaquera.

Caso o atacante não esteja apto para atuar, cabe destacar, Dyego Coelho deve refazer o esquema, deixando a equipe sem centroavante, ou trazer um jogador das categorias de base para preencher essa lacuna. Mauro Boselli segue com dores no tornozelo.

Titular do Sub-20 nos treinos preparatórios que vinham sendo comandados por Coelho, o jovem Cauê é o favorito para a chance no plantel principal.

Veja mais em: .

Veja Mais:

  • Corinthians encara Sport para se distanciar da zona de rebaixamento

    Corinthians visita Sport para tentar segunda vitória seguida no Brasileirão; saiba tudo

    ver detalhes
  • Arena vai continuar vazia nos próximos jogos do Corinthians

    Governo de São Paulo mantém veto a torcedores nos estádios de futebol

    ver detalhes
  • Roni se destaca em vitória do Corinthians sobre Bahia, por 3 a 2, na Neo Química Arena

    Roni quer Corinthians na briga pelo 'topo' do Brasileirão e pede equilíbrio em duelo com Sport

    ver detalhes
  • Corinthians Feminino tem compromisso na Arena da Amazônia

    Corinthians visita o Iranduba para tentar se manter no topo do Brasileiro Feminino

    ver detalhes
  • Cazares se aproxima de acerto com Corinthians

    Cazares resolve pendências com Atlético-MG e está liberado para acertar com Corinthians

    ver detalhes
  • Luciano tem 94 jogos disputados pelo Corinthians

    Corinthians é acionado na Justiça por dívida ligada ao atacante Luciano

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: